Guia completo para cultivar plantas dentro de casas e apartamentos

Sergio Oyama Junior

Orquídea Oncidium Aloha 'Iwanaga'


Orquídea Oncidium Aloha 'Iwanaga'
Oncidium Aloha 'Iwanaga'

Dentre as diversas flores popularmente conhecidas como orquídea chuva de ouro, o Oncidium Aloha 'Iwanaga' é o mais comumente encontrado no mercado. Atualmente, é possível comprar esta orquídea em floriculturas, supermercados, sacolões e até feiras. O porte imponente de suas florações, sempre abundantes ao longo de hastes compridas e bastante ramificadas, remete-nos, de fato, à imagem de uma chuva ou cascata de ouro. Convém, no entanto, salientar que várias outras orquídeas amarelas, principalmente do gênero Oncidium, costumam receber este apelido de chuva de ouro.



Além disso, se observarmos cada flor individualmente, notaremos uma outra semelhança. Devido ao chamativo labelo amarelo, que lembra uma saia rodada, as orquídeas do gênero Oncidium, principalmente o Oncidium Aloha, costumam ser conhecidas como dancing ladies orchids ou dançarinas. Orquídea bailarina também é outro nome popular frequentemente utilizado por aqui. Novamente, neste caso, muitas outras orquídeas Oncidium são comumente chamadas de bailarinas, em razão do formato do labelo. A famosa orquídea chocolate, por exemplo, tem este mesmo aspecto, embora seu labelo seja branco. Esta estrutura nada mais é do que uma pétala modificada, que tem a função de atrair os agentes polinizadores, responsáveis pelo auxílio na reprodução da orquídea. Por este motivo, o labelo é sempre maior e mais colorido do que as demais pétalas e sépalas.

Orquídea Oncidium Aloha 'Iwanaga'
Oncidium Aloha 'Iwanaga'

Outra estrutura que chama a atenção, na flor do Oncidium Aloha 'Iwanaga', é o calo, presente em todos os representantes do gênero. Trata-se de uma protuberância na parte superior do labelo, que foi responsável pela nomenclatura destas orquídeas. O nome do gênero, Oncidium, é uma latinização da palavra grega onkos, que significa intumescimento, inchaço. É o mesmo prefixo utilizado na palavra oncologia, ciência que estuda a formação de tumores.

Embora muitos acreditem tratar-se de uma espécie de orquídea, o Oncidium Aloha 'Iwanaga' é, na verdade, um híbrido complexo, resultante do cruzamento entre Oncidium Goldiana e Oncidium Star Wars. Ambos os progenitores também são orquídeas híbridas. As espécies envolvidas na produção do Oncidium Aloha são Oncidium flexuosum, Oncidium sphacelatum e Oncidium varicosum. Desde a polinização da orquídea, que ocorre em ambiente controlado e de maneira artificial, entre matrizes selecionadas, até a obtenção das sementes e seu plantio, com a subsequente seleção de mudas, que precisarão crescer e florescer, existem décadas de trabalho e espera. Quando compramos uma orquídea florida no supermercado, como este belíssimo Oncidium Aloha, não imaginamos que foram necessários anos de dedicação para se chegar a este padrão de floração.


O Oncidium Aloha 'Iwanaga', como seu próprio nome já revela, é uma orquídea desenvolvida no Havaí, e registrada pelo cultivador Iwanaga. Todo novo cultivar híbrido, criado pelo homem, é registrado no banco de dados da Royal Horticultural Society, RHS, com sede em Londres, entidade responsável por oficializar os nomes das novas orquídeas e outras plantas. Colecionadores trouxeram mudas deste Oncidium ao Brasil, no final da década de 1990. Após trabalharem em sua adaptação, passaram a produzi-lo e comercializá-lo em grande escala.

Orquídea Oncidium Aloha 'Iwanaga'
Oncidium Aloha 'Iwanaga'

Hoje, esta é uma orquídea bastante difundida, que caiu no gosto do consumidor brasileiro. Há, inclusive, produtores que a cultivam como flor de corte. Não é raro vermos esta popular orquídea chuva de ouro fazendo composições em bouquets e arranjos florais, decorando os mais variados eventos. O Oncidium Aloha 'Iwanaga' é extremamente resistente e generoso nas florações, sendo considerado uma orquídea de fácil cultivo.


Por se tratar de um híbrido originado a partir de orquídeas epífitas, o Oncidium Aloha desenvolve-se melhor quando cultivado nos troncos das árvores. Quando isso não é possível, os cultivadores tentam mimetizar este hábito de vida da orquídea afixando-a em pedaços de madeira ou troncos cortados. Sob estas condições de cultivo, a orquídea precisa estar em um ambiente com elevados níveis de umidade relativa do ar. Além disso, as regas devem ser frequentes, já que as raízes secam rapidamente.

Devido a uma questão de comodidade, pode-se recorrer à utilização de vaso e substrato, de modo a reter a umidade em torno das raízes por um período mais prolongado. Neste caso, é fundamental observar a frequência das regas, que deve ser diminuída, a fim de se evitar que as raízes do Oncidium Aloha 'Iwanaga' apodreçam devido ao excesso de água. Orquídeas epífitas, particularmente aquelas pertencentes ao gênero Oncidium, são bastante sensíveis em relação ao acúmulo de água no substrato. Por esta razão, este material deve ser bem arejado, composto por casca de pinus, carvão vegetal e fibra de coco. Há quem cultive o Oncidium Aloha em brita pura ou casca de macadâmia.

Na natureza, as espécies ancestrais do Oncidium Aloha 'Iwanaga' estão habituadas à vida sob a sombra das copas das árvores. Isto significa que elas recebem bastante luminosidade filtrada. No cultivo doméstico, esta condição pode ser mimetizada através do uso de telas de sombreamento, preferencialmente aquelas capazes de bloquear 50% dos raios solares. Dentro de casas e apartamentos, é preferível que a orquídea fique localizada bem próxima a uma janela ensolarada. Quanto mais luminosidade puder ser fornecida ao Oncidium Aloha, maiores e mais fartas serão suas florações.


Outro fator essencial para que uma boa floração ocorra é a adubação. Existem fórmulas específicas para estimular a floração de orquídeas. São compostos do tipo NPK, onde o teor de fósforo (P) é maior. Este adubo pode ser aplicado quinzenalmente, em alternância com uma fórmula de manutenção, em que os três elementos são equilibrados.

As flores são bastante duráveis e podem aparecer em qualquer época do ano, graças à natureza híbrida do Oncidium Aloha 'Iwanaga'. Muitos têm dúvidas sobre o que fazer com a haste floral, após o término da floração. Ao contrário do que ocorre com a orquídea Phalaenopsis, que pode brotar novamente a partir da haste antiga, no caso do gênero Oncidium, as hastes não produzem uma nova floração. Portanto, após o término deste processo, esta estrutura pode ser cortada, bem rente à base. O pseudobulbo que já floresceu não voltará a fazê-lo. Novos brotos serão produzidos, que darão novas flores quando estiverem maduros.

Para quem gosta de orquídeas com flores pequenas e abundantes, em longas hastes extremamente ornamentais, o Oncidium Aloha 'Iwanaga' é a escolha perfeita. Seu único defeito é não ser perfumado. Ainda assim, trata-se de uma orquídea belíssima, resistente e de fácil cultivo.