Guia Completo para Cuidar de Plantas dentro de Casas e Apartamentos

Início

Sergio Oyama Junior


Orquídeas no Apê

Cacto Echinopsis oxygona


Cacto Echinopsis oxygona
| Echinopsis oxygona |

Esta é uma espécie de cactácea conhecida por produzir belíssimas flores noturnas, nas colorações branca ou rosada, que exalam um perfume suave e adocicado. Sua época de floração começa na primavera, coincidindo com a comemoração da Páscoa, no hemisfério norte. Por esta razão, seu nome popular é Easter lily cactus, cacto lírio da Páscoa. Já seu nome científico, Echinopsis oxygona, faz referência à aparência da parte vegetativa, que lembra um porco espinho.

As espécies pertencentes ao gênero Echinopsis costumam ter este aspecto de um barril repleto de espinhos. O nome é derivado das palavras echïnus (latim) ou ekhînos (grego), que podem significar ouriço, porco espinho, ou ouriço do mar. O sufixo opsis, em latim, denota similaridade.


O cacto Echinopsis oxygona apresenta, predominantemente, esta morfologia globular ou globosa, mais compacta. Eventualmente, ele pode ficar um pouco alongado, assumindo o formato de um cilindro baixo. Seus espinhos são abundantes, de natureza mais agressiva. O crescimento do cacto lírio da Páscoa é considerado rápido, assim como sua multiplicação. Ao longo do tempo, numerosos brotos são formados a partir da base da planta principal.

Aqui no blog, já apresentamos as espécies Echinopsis chamaecereus, cujo nome popular é cacto amendoim, Echinopsis werdermannii, o mais típico cacto ouriço, Echinopsis pachanoi, este de porte colunar, conhecido como cacto San Pedro, e Echinopsis subdenudata, notório por não possuir espinhos agressivos.

A espécie Echinopsis oxygona é originária de diversos países da América do Sul, tais como Argentina, Uruguai e Paraguai, havendo relatos de sua ocorrência na região sul do Brasil.

É interessante notar que as numerosas florações produzidas pelo cacto lírio da Páscoa costumam ficar maiores do que a própria planta. As flores desabrocham ao final do dia e costumam durar apenas uma noite. A Echinopsis oxygona floresce quando as temperaturas começam a subir, no início da primavera, e ao longo de todo o verão.


Quando cultivado em áreas externas, sob sol pleno, em jardins rochosos de inspiração desértica, o cacto Echinopsis oxygona exige pouquíssima manutenção. Trata-se de uma espécie que se desenvolve bem em diferentes tipos de solo. Com o passar dos anos, vai formando interessantes clusters de múltiplas plantas, que produzem um belíssimo espetáculo, quando florescem ao mesmo tempo.

Ainda assim, esta espécie pode ser mantida em vasos, dentro de casas e apartamentos, desde que o local receba bastante luminosidade, preferencialmente com algumas horas de sol direto, diariamente. Sob estas condições de cultivo, no entanto, o mais provável é que o cacto Echinopsis oxygona não produza flores. Apesar deste inconveniente, seu aspecto vegetativo ainda é bastante ornamental, sendo muito apreciado pelos colecionadores.

O cacto lírio da Páscoa também desenvolve-se bem em coberturas, varandas ou jardineiras externas ensolaradas, podendo florescer, nestas localidades. No entanto, em cidades de clima muito quente e seco, principalmente no verão, convém proteger a Echinopsis oxygona do sol direto mais intenso, nas horas mais quentes do dia. O ideal é que a planta fique sob uma tela de sombreamento ou pergolado, nesta situação mais estressante.


O cultivo em vasos requer alguns cuidados específicos. O recipiente feito de barro apresenta a vantagem de ser mais poroso, permitindo que o solo em seu interior seque mais rapidamente, após as regas. Além disso, por ser mais pesada, a cerâmica dá maior estabilidade ao cacto Echinopsis oxygona. Este é um detalhe importante a ser observado em apartamentos localizados em andares mais altos, onde a intensidade dos ventos é maior.

Já o vaso de plástico retém a umidade no substrato por um período mais prolongado. Sendo assim, a frequência das regas deve ser ainda mais espaçada. De modo geral, somente regamos quando o solo estiver completamente seco ao toque. Neste momento, percebemos que o vaso fica mais leve, sendo este um outro ótimo indicativo para avaliar se é hora de regar.

Também é importante que o cacto Echinopsis oxygona seja cultivado em um vaso com furos no fundo. Esta é uma planta que não vai bem em terrários ou bacias de suculentas sem um dreno. Uma camada de pedrisco ou argila expandida, coberta por uma manta geotêxtil, ajuda a impedir que o substrato escape pelos furos, durante as regas. Este procedimento também evita o entupimento dos drenos pelas raízes, que são robustas, no caso do cacto lírio da Páscoa.


Ainda que a Echinopsis oxygona seja pouco exigente quanto à natureza do solo, convém utilizar uma mistura de terra vegetal e areia grossa de construção, de modo a se obter um substrato bem aerado, capaz de promover uma drenagem eficiente da água proveniente das regas. Caso o cultivador prefira, pode comprar misturas prontas para o uso, em lojas especializadas. Existem substratos especialmente desenvolvidos para o cultivo de cactos e suculentas, à venda no mercado.

Da mesma forma, existem adubos específicos para estas plantas. Formulações de manutenção, do tipo NPK, com níveis equilibrados destes macronutrientes, são suficientes para garantir um bom desenvolvimento do cacto Echinopsis oxygona. Convém evitar fertilizantes ricos em nitrogênio, que tendem a acelerar o desenvolvimento vegetativo, produzindo uma planta mais estiolada, com tecidos mais frágeis e suscetíveis aos ataques de pragas.

Por outro lado, se o intuito for estimular a floração do cacto lírio da Páscoa, o ideal é fornecer um adubo mais rico em fósforo, durante o período que antecede o surgimento destas estruturas.


A multiplicação da Echinopsis oxygona pode ser feita através da simples separação dos brotos laterais, que surgem espontaneamente, a partir da base da planta mãe. Também é possível propagar esta espécie através de suas sementes.

Por fim, vale sempre tomar o cuidado de manter este cacto longe do alcance de crianças e pets, uma vez que seus espinhos podem causar acidentes. Existem algumas variedades nas quais estas estruturas são menos agressivas ou até ausentes. No entanto, é sempre bom averiguar, com antecedência.

O cacto Echinopsis oxygona é bastante resistente e de fácil cultivo. Ainda que possa ser desafiador fazê-lo florescer, em ambientes internos, a aparência compacta e ornamental da sua parte vegetativa já recompensa o cultivador, enriquecendo sua coleção.

Publicado em: | Última atualização:





Bacharel em biologia pela Unicamp, com mestrado e doutorado em bioquímica pela Usp, escreve sobre o cultivo de orquídeas, suculentas, cactos e outras plantas dentro de casas e apartamentos.

São Paulo, SP, Brasil