Guia Completo para Cuidar de Plantas dentro de Casas e Apartamentos

Início

Sergio Oyama Junior


 170.000 A 200.000 PÁGINAS VISUALIZADAS MENSALMENTE 



Orquídeas no Apê
EM ALTA
Orquídeas Amarelas   Suculenta Calandiva

Cacto Rabo de Macaco   Monstera adansonii

Cacto Ouriço - Echinopsis werdermannii


Cacto Echinopsis werdermannii
Echinopsis werdermannii |

Ainda que os cactos mais famosos sejam aqueles típicos de desenhos animados, colunares, existem belíssimas espécies cujo formato predominante é o globular ou globoso. É o caso do cacto ouriço, que recebe este apelido justamente devido a esta característica esférica marcante. O interessante é que a espécie botânica Echinopsis werdermannii pode, com o tempo, assumir um aspecto mais colunar, à medida que o cacto vai se desenvolvendo. Adicionalmente, o cacto ouriço é bastante apreciado graças às avantajadas e vistosas florações que costuma produzir.

O gênero Echinopsis foi assim nomeado justamente devido à aparência globular que as espécies que o compõem costumam apresentar. Trata-se de uma latinização das palavras gregas ekhînos, que significa ouriço, e opsis, semelhante. A espécie Echinopsis werdermannii, por sua vez, faz uma homenagem ao botânico alemão Erich Werdermann, conhecido por suas expedições pela América do Sul e seus estudos da vegetação local.


O cacto ouriço é originário do Paraguai e sua classificação formal ocorreu em 1962, evento relativamente recente, visto que a maioria das espécies botânicas foi descrita ainda no século XIX. Aqui no blog, já apresentamos outra espécie deste gênero, Echinopsis chamaecereus, popularmente conhecida como cacto amendoim, bastante presente nas coleções.

Embora seja cultivado e comercializado com fins ornamentais, em diversos países do mundo, o cacto ouriço é de ocorrência rara em seu habitat de origem. Esta é uma planta de pequeno porte, que costuma se desenvolver bem lentamente. À medida que amadurece, o cacto ouriço vai perdendo sua aparência esférica, ficando mais alto e comprido. Este é um fenômeno que se acentua quando o cacto é cultivado em ambientes muito sombreados.

O ponto alto de seu desenvolvimento ocorre na floração, que costuma acontecer durante os meses mais quentes do ano, no verão. O cacto ouriço é conhecido por produzir grandes flores em um tom bem suave de lilás, com múltiplas pétalas, assemelhando-se a margaridas. As florações do Echinopsis werdermannii causam grande impacto visual porque cada flor pode atingir 20 cm de diâmetro, ficando maior que o próprio cacto.


Como acontece com muitas outras cactáceas, as flores do cacto ouriço são noturnas. O desabrochar ocorre ao entardecer e, durante o dia, estas estruturas permanecem fechadas. Sendo assim, obviamente, seus agentes polinizadores são insetos de hábito noturno.

O cultivo do cacto ouriço é bastante tranquilo. Ainda que existam cactáceas que apreciem um ambiente mais sombreado, a espécie Echinopsis werdermannii precisa de uma luminosidade abundante para se desenvolver adequadamente. Além disso, o sol pleno é particularmente importante para induzir a floração do cacto ouriço, na época apropriada. Dentro de casas e apartamentos, ainda que o vaso fique posicionado bem próximo a uma janela ensolarada, é mais difícil que observemos o surgimento de flores.

Varandas face norte, floreiras localizadas na parte externa das janelas, além de coberturas, são opções de locais para se cultivar o cacto ouriço, em apartamentos. Esta é uma planta que vai bem tanto em vasos como plantada diretamente no solo, em jardins rochosos de inspiração desértica, juntamente com outros cactos e plantas suculentas, em geral.


Quando mantido em vasos, o cacto ouriço requer alguns cuidados. É importante evitar plantá-lo em recipientes que não tenham furos no fundo, como terrários de vidro, por exemplo. O vaso pode ser de plástico ou barro, mas é fundamental que ele tenha uma boa camada de drenagem, composta por brita, argila expandida ou cacos de telha. Por cima deste material, uma manta geotêxtil pode ser posicionada, com a finalidade de evitar que o substrato se perca através dos furos do vaso.

É importante que o substrato utilizado no cultivo do cacto ouriço seja bem aerado, rapidamente drenável, de natureza mais arenosa. Pode-se conseguir isso através da mistura de terra vegetal e areia grossa de construção, em partes iguais. A areia da praia deve ser evitada, por conter elevados níveis de salinidade. Para quem gosta de praticidade, existem diversos substratos próprios para o cultivo de cactos e suculentas, vendidos prontos para o uso.

Ainda que muitos cultivadores costumem adicionar compostos orgânicos aos substratos de suas plantas, esta é uma medida desnecessária, no caso do cultivo do cacto ouriço, visto que a espécie Echinopsis werdermannii está habituada a solos pobres em matéria orgânica, em seu habitat original. A nutrição das raízes ocorre predominantemente sob a forma de sais minerais, que podem ser fornecidos através de uma adubação inorgânica, do tipo NPK. Existem formulações próprias para o cultivo de cactos e suculentas, à venda em lojas de jardinagem.


É sempre bom ter em mente o fato de que o excesso de adubação pode ser mais prejudicial do que sua ausência, principalmente quando o assunto é o cultivo de cactáceas. Adubos inorgânicos ricos em nitrogênio, por exemplo, podem induzir um crescimento acelerado do cacto ouriço, que fica com os tecidos vegetais mais frágeis e suscetíveis ao ataque de pragas. Além disso, o acúmulo de sais minerais no substrato pode prejudicar o desenvolvimento das raízes da planta.

Ainda que o cacto ouriço possa se multiplicar através de sementes, este é um processo bastante demorado. Também é difícil encontrar fornecedores confiáveis de sementes, principalmente de cactos e suculentas. Sendo assim, a maneira mais prática e rápida de se propagar o cacto ouriço é através da separação de touceiras, removendo mudas que se formam a partir da base da planta principal. Infelizmente, este é um fenômeno que não ocorre com muita frequência ou rapidez.

Por fim, talvez a maior dificuldade que os cultivadores iniciantes costumam enfrentar, no cultivo de cactos em geral, é quanto à frequência das regas. É muito fácil matar um cacto afogado, já que o excesso de umidade no substrato é seu maior inimigo. No entanto, por outro lado, também é grande a probabilidade de nos esquecermos completamente de regar um cacto, já que o espaçamento entre as irrigações é muito grande. A água deve ser fornecida moderadamente, apenas quando o solo estiver completamente seco ao toque. É importante ter em mente que o substrato seca mais rapidamente quando o vaso é de barro. Recipientes de plástico, por sua vez, tendem a conservar a umidade do solo por um período mais prolongado, o que demanda uma frequência menor de regas.

Observando esta condição, e fornecendo a luminosidade necessária, torna-se bem tranquilo ter diversas cactáceas na coleção, de aspecto exótico e ornamental, como é o caso do cacto ouriço.