Cacto Opuntia monacantha monstruosa


Cacto Opuntia monacantha monstruosa
Opuntia monacantha monstruosa

Na natureza, é comum encontrarmos diferentes versões, em termos de coloração ou morfologia, para uma mesma espécie botânica. É o caso das formas alba, semi alba ou caerulea que ocorrem nas orquídeas, diferentes da forma tipo, a mais comumente encontrada no habitat.

Este mesmo fenômeno pode ser constatado no mundo dos cactos e suculentas. É possível observarmos as formas variegata ou cristata na maioria das espécies colecionadas pelos cultivadores. Por serem mutantes, de ocorrência mais rara, estas variantes costumam ser mais cobiçadas, tendo seu valor de mercado aumentado. 

Neste contexto, mas menos conhecida do que as anteriormente citadas, existe a forma monstruosa (monstrose, em inglês), que ocorre principalmente em cactos e suculentas. São plantas que desenvolvem um padrão de crescimento anômalo, desordenado, que não se restringe aos meristemas apicais (extremidades) das variedades normais. Qualquer segmento do cacto ou suculenta, em sua forma monstruosa, pode gerar novos brotos, aleatoriamente, como em um tumor. É o que ocorre com a Opuntia monacantha monstruosa, tema deste artigo.

Apesar de o nome e a descrição serem algo assustadores, o fato é que as formas monstruosas costumam ser belíssimas e raras. Plantas que apresentam este padrão de crescimento são muito valorizadas pelos colecionadores, uma vez que formam verdadeiras esculturas, completamente diferentes da espécie original. A Opuntia monacantha monstruosa, por exemplo, lembra-me um adereço da Sagrada Família, de Gaudi.

Existem cactos monstruosos famosos, tais como o curioso cacto castelo de fadas (fairy castle cactus), que vai emitindo novos brotos laterais ao redor do segmento principal, lembrando as torres dos célebres castelos dos contos infantis. A suculenta orelha de Shrek é outra planta famosa que, na verdade, consiste em uma variação monstruosa da espécie Crassula ovata, cuja aparência é completamente diferente da mutante orelhuda.


Cacto Opuntia monacantha monstruosa
Opuntia monacantha monstruosa

A Opuntia monacantha é uma planta de natureza suculenta que, por pertencer à família botânica Cactaceae, é popularmente designada como um cacto. Trata-se de uma parente do famoso cacto orelha de Mickey, Opuntia microdasys, sobre o qual já falamos aqui no blog. Ela é nativa de países da América do Sul, tais como Brasil, Paraguai e Argentina. A espécie tem originalmente a aparência das clássicas palmas, as mesmas utilizadas como alimento alternativo para o gado, na região nordeste.

Em sua forma monstruosa, no entanto, a Opuntia monacantha é totalmente diferente. Muito mais compacta, densamente imbricada com múltiplos segmentos, que crescem a partir de praticamente todas as aréolas do cacto. Estes novos brotos surgem como pequenas esferas, que vão se elongando à medida que se desenvolvem, podendo ser destacados para gerarem novas plantas.

O cultivo da Opuntia monacantha monstruosa é bastante simples e não difere daquele aplicado à maioria dos cactos e plantas suculentas. Embora prefira sol pleno, pode ser cultivada no interior de casas e apartamentos, desde que próximo a uma janela bem ensolarada, preferencialmente face norte. 

O substrato deve ser mais arenoso, composto por uma mistura de areia grossa e terra adubada, em partes iguais. É importante que o vaso tenha uma boa camada inferior de drenagem, composta por pedrisco, brita ou argila expandida. A rega é bem esparsa, apenas quando o material estiver totalmente seco. É sempre essencial evitar o excesso de água, principalmente no inverno.

O exemplar de Opuntia monacantha monstruosa que ilustra este artigo foi encontrado pelo meu pai,  a quem sou muito grato, por estar sempre antenado e à procura de espécies novas e interessantes para incrementarem a coleção de cactos e suculentas aqui do apê.


Conteúdo patrocinado:

Um belo arranjo de suculentas pode ser adquirido no site do nosso parceiro. Para acessar, basta clicar neste link.