Guia completo para cultivar plantas dentro de casas e apartamentos

Sergio Oyama Junior

Cacto Opuntia monacantha monstruosa


Cacto Opuntia monacantha monstruosa
Opuntia monacantha monstruosa

Na natureza, é comum encontrarmos diferentes versões, em termos de coloração ou morfologia, para uma mesma espécie botânica. É o caso das formas alba, semi alba ou caerulea que ocorrem nas orquídeas, e que são diferentes da forma tipo, a mais comumente encontrada no habitat. Da mesma forma, cactos e suculentas podem apresentar variedades alternativas, como variegata ou cristata, que, por serem mais raras, são bastante cobiçadas pelos colecionadores, atingindo valores consideráveis no mercado. No artigo de hoje, conheceremos mais sobre uma forma anômala do cacto Opuntia monacantha.

Neste contexto, mas menos conhecida do que as anteriormente citadas, existe a forma monstruosa (monstrose, em inglês), que ocorre principalmente em cactos e suculentas. São plantas que desenvolvem um padrão de crescimento mais caótico, desordenado, que não se restringe aos meristemas apicais (extremidades) das variedades normais. Qualquer segmento do cacto ou suculenta, em sua forma monstruosa, pode gerar novos brotos, aleatoriamente, como em um tumor. É o que ocorre com a Opuntia monacantha monstruosa, tema deste artigo, cuja aparência um tanto quanto assustadora pode ser conferida na foto de abertura. Cada uma destas pequenas bolinhas ao longo da Opuntia monacantha são novas brotações.


Apesar de o nome e a descrição deste cacto serem um pouco intimidantes, o fato é que as formas monstruosas costumam ser belíssimas e raras. Plantas que apresentam este padrão de crescimento são muito valorizadas pelos colecionadores, uma vez que formam verdadeiras esculturas, completamente diferentes da espécie original. A Opuntia monacantha monstruosa, por exemplo, lembra-me um adereço da Sagrada Família, de Gaudi. No entanto, não se trata de um cacto caro. Devido à sua popularidade, ele é facilmente encontrado nos garden centers, sendo até mais comum do que a forma tipo da Opuntia monacantha, que apresenta um porte mais avantajado, sendo indicado para jardins e áreas externas.

Existem cactos monstruosos famosos, tais como o curioso cacto castelo de fadas (fairy castle cactus), que vai emitindo novos brotos laterais ao redor do segmento principal, lembrando as torres dos célebres castelos dos contos infantis. A suculenta orelha de Shrek é outra planta bastante popular que, na verdade, consiste em uma variação monstruosa da espécie suculenta Crassula ovata, a popular planta jade, cuja aparência é completamente diferente da mutante orelhuda.

Cacto Opuntia monacantha monstruosa
Opuntia monacantha monstruosa

A Opuntia monacantha é uma planta de natureza suculenta que, por pertencer à família botânica Cactaceae, é popularmente designada como um cacto. Trata-se de uma parente do famoso cacto orelha de Mickey, Opuntia microdasys, bem como da Opuntia subulata monstruosa, sobre os quais já falamos aqui no blog. Ela é nativa de países da América do Sul, tais como Brasil, Paraguai e Argentina. A espécie tem originalmente a aparência das clássicas palmas, as mesmas utilizadas como alimento alternativo para o gado, na região nordeste. Além disso, várias espécies de Opuntia vêm sendo utilizadas na culinária, tanto sua parte vegetativa como seus frutos.

Em sua forma monstruosa, no entanto, a Opuntia monacantha é totalmente diferente. Muito mais compacta, densamente imbricada com múltiplos segmentos, que crescem a partir de praticamente todas as aréolas do cacto. Estes novos brotos surgem como pequenas esferas, que vão se elongando à medida que se desenvolvem, podendo ser destacados para gerarem novas plantas.


O cultivo da Opuntia monacantha monstruosa é bastante simples e não difere daquele aplicado à maioria dos cactos e plantas suculentas. Embora prefira sol pleno, pode ser cultivada no interior de casas e apartamentos, desde que próximo a uma janela bem ensolarada, preferencialmente face norte. Caso a Opuntia monacantha seja colocada em um local muito sombreado, poderá sofrer um processo conhecido como estiolamento, em que seus tecidos vegetais crescem de forma acelerada, conferido à planta uma aparência fina e comprida. Trata-se de uma tentativa de obter mais luminosidade. Quanto mais luz puder ser fornecida a este cacto, mais compacto e harmonioso será seu aspecto.

Aqui no apartamento, cultivo meu exemplar de Opuntia monacantha monstruosa dentro do quarto, próximo a uma janela face oeste, que pega algumas horas de sol direto na parte da tarde. Tem sido o suficiente para que o cacto não estiole. Além disso, seu desenvolvimento tem se mostrado satisfatório, com um bom crescimento da planta principal e seus inúmeros brotos.

A propagação do cacto Opuntia monacantha monstruosa é bastante facilitada por esta brotação abundante. Basta destacar alguns segmentos, preferencialmente mais próximos à base da planta, para não estragar seu aspecto exótico, e plantá-los separadamente. É importante deixar a parte destacada descansar por um dia ou mais, para que o corte cicatrize e não seja infectado por fungos ou bactérias, ao entrar em contato com o solo. Também pode-se polvilhar canela em pó no corte, uma vez que esta substância tem propriedades fungicidas e bactericidas.


O substrato deve ser mais arenoso, composto por uma mistura de areia grossa e terra adubada, em partes iguais. Alternativamente, pode-se utilizar um mix comercial próprio para o cultivo de cactos e suculentas. É importante que o vaso tenha uma boa camada inferior de drenagem, composta por pedrisco, brita ou argila expandida. A rega é bem espaçada, apenas quando o substrato estiver totalmente seco. É sempre essencial evitar o excesso de água, principalmente no inverno. Por este motivo, aconselha-se evitar o uso do pratinho sob o vaso. Apesar de extremamente resistente e de fácil cultivo, a Opuntia monacantha é bastante sensível ao excesso de umidade em suas raízes.

Além disso, o único inconveniente deste aspecto escultural da Opuntia monacantha monstruosa é quanto ao surgimento de pragas. Toda esta miscelânea de brotos densamente imbricados constitui-se em um excelente esconderijo para diversos parasitas, principalmente cochonilhas. Eu costumo ficar sempre de olho, removendo manualmente qualquer início de infestação. Utilizo um palito de madeira para retirar as pragas dos locais mais inacessíveis. Como cultivo cactos e suculentas em apartamento, evito o uso de defensivos químicos mais agressivos, que podem ser nocivos à saúde da planta, de animais domésticos e das pessoas que circulam no local.

Em resumo, o cacto Opuntia monacantha somente precisa de bastante luz e pouca água. Trata-se de uma espécie bastante resistente, adaptada à vida em ambientes semiáridos, que requer muito pouca manutenção. Particularmente, o aspecto exótico da Opuntia monacantha monstruosa torna esta variedade uma valiosa adição à coleção de todos aqueles que apreciam cactos e suculentas.