Cacto Castelo de Fadas


Cacto Acanthocereus tetragonus
Acanthocereus tetragonus

No mundo das plantas ornamentais, é comum que apelidos ou nomes populares acabem conquistando o público consumidor, tornando-se mais famosos do que suas classificações científicas formais. Este fato é frequentemente observado quando se tratam de plantas suculentas e cactos, tamanha é a diversidade de formas e variedades existentes.

O cacto castelo de fadas, cujo nome científico é Acanthocereus tetragonus, é um cultivar miniaturizado da espécie original. Trata-se, na verdade, de uma forma monstruosa, assim como a Opuntia monacantha monstruosa, que já foi tema de um artigo aqui no blog. Cactáceas que apresentam este padrão de crescimento incomum emitem brotos por todos os lados, desenvolvendo-se de uma forma desordenada.

No caso do Acanthocereus tetragonus 'Fairy Castle', como é conhecido no exterior, os novos brotos laterais vão conferindo à planta mãe um aspecto escultural, que em muito lembra os castelos dos contos de fadas, com suas inúmeras torres. À medida que cresce, este simpático cacto vai assumindo um formato piramidal invertido, com uma base mais afunilada e uma enorme massa de novos ramos no topo da planta.


Cacto Acanthocereus tetragonus
Acanthocereus tetragonus

O cacto castelo de fadas é originário dos estados americanos da Flórida e do Texas, podendo também ser encontrado no México, na América Central e em alguns países ao norte da América do Sul. Em seu habitat natural, o Acanthocereus tetragonus é muito mais alto e menos ramificado do que o cultivar ornamental que costumamos encontrar nos garden centers

O aspecto único e o porte relativamente pequeno são características que tornam o cacto castelo de fadas ideal para o cultivador de apartamento. Como todos os cactos, ele necessita de bastante luminosidade para se desenvolver. Mas não há necessidade de mantê-lo sob sol pleno, o tempo todo. O fairy castle cactus pode ser cultivado dentro de casas e apartamentos, desde que próximo a janelas bem iluminadas.

É sempre bom lembrar que mesmo um cacto pode sofrer se exposto ao sol do meio-dia, repentinamente. É necessário um processo de adaptação para que a migração de um local mais sombreado para outro sob sol pleno ocorra da maneira menos traumática possível.

Inúmeros castelinhos de fadas podem ser obtidos a partir de uma planta matriz. Basta destacar alguns brotos laterais, preferencialmente os mais próximos à base, e deixá-los por alguns dias ao ar livre, para que o corte da separação tenha tempo de ser cicatrizado. Depois, é só plantar o segmento em um novo vaso, com solo bem drenável, preferencialmente arenoso.

Além de propagar o cacto castelo de fadas, este procedimento de retirada dos brotos basais ajuda a esculpir o conjunto, tornando o aspecto de pirâmide invertida ainda mais acentuado.

Sob estas condições de cultivo doméstico, é muito raro observar uma floração do cacto castelo de fadas. Apesar deste pequeno empecilho, é um deleite cultivar esta planta de aparência tão lúdica. É uma diversão sem fim ver cactos e suculentas crescendo, observar a forma dramática como suas silhuetas vão se modificando com o tempo.

Para os que apreciam esta família botânica, o cacto castelo de fadas ou fairy castle cactus é uma peça fundamental a ser adicionada à coleção de todo amante de cactáceas.


4 comentários:

  1. Muito bonito, parabéns e achei legal também o seu "apelido", bem sugestivo! Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jalo, que bom que gostou! Interessante, de fato! Muito obrigado pela visita e pelo comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  2. Sérgio, que coisa linda, você está trazendo plantas tão diferentes e algumas até bem extravagantes!!!
    Não importa que seja um cacto, o que importa é que é maravilhosa!!
    Ainda mais com esse nome característico: "castelo de fadas"
    E realmente lembra, com suas torres que vão crescendo e se desenvolvendo...
    Ahh... mas espero que não tenha se esquecido das orquídeas amigo, adoro as cores, as formas e a beleza delas!!!
    Aliás, amo todas as plantinhas!! rsrs

    Agradeço por mais esse tesouro querido amigo!!
    Sabe que venho aqui para aprender e saio sempre com novos conhecimentos!
    Muito obrigada!!
    Um grande beijo e uma semana maravilhosa!! :)))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriana! Tudo bem? Ah, fico feliz por saber que está gostando das novidades. Na verdade, tenho procurado diversificar, mas as orquídeas permanecem com um lugar especial no coração. Afinal, foram elas que iniciaram tudo!

      Muito obrigado pelo carinho da sua visita, fico muito feliz quando recebo seu comentário aqui no blog!

      Beijo grande e tudo de bom!

      Excluir