Guia Completo para Cuidar de Plantas dentro de Casas e Apartamentos

Início

Sergio Oyama Junior


Orquídeas no Apê
Orquídeas no Apê

Cacto Mammillaria prolifera


Cacto Mammillaria prolifera
| Mammillaria prolifera |

Esta é uma cactácea que faz jus ao seu nome científico. Apesar de apresentar um crescimento considerado lento, a Mammillaria prolifera é conhecida por se propagar horizontalmente, formando populosas colônias com um interessante aspecto ornamental, bastante apreciado pelos colecionadores. Além disso, por ser um cacto de pequeno porte, esta espécie é ideal para quem dispõe de pouco espaço, em casas e apartamentos.

Ao contrário dos tradicionais cactos colunares, que ficam enormes, a Mammillaria prolifera apresenta uma morfologia que fica entre a globular e cilíndrica, raramente ultrapassando os dez centímetros de altura. Seus espinhos são longos e numerosos, podendo ocorrer nas colorações branca ou amarela.


As flores do cacto Mammillaria prolifera são brancas, com o centro amarelo, apresentando suaves nuances em creme. Estas estruturas assemelham-se a pequenas margaridas e surgem predominantemente durante a primavera. Uma vez polinizadas, produzem diversos frutos avermelhados, de aspecto cilíndrico, com as extremidades arredondadas.

Colônias bem estabelecidas de Mammillaria prolifera costumam formar um tapete repleto de flores brancas e frutos vermelhos, de forma concomitante, produzindo um efeito bastante ornamental. Para que isto ocorra, no entanto, o cacto precisa ser exposto ao sol pleno, por um período diário prolongado.

Dentro de casas e apartamentos, é mais raro que o cacto Mammillaria prolifera consiga florescer ou frutificar. No entanto, caso ele possa ser colocado em coberturas ou varandas ensolaradas, existe a possibilidade de flores serem produzidas. O mesmo vale para jardineiras localizadas na porção externa das janelas, desde que recebem bastante sol direto.


Infelizmente, o cacto Mammillaria prolifera não possui um nome popular muito conhecido, aqui no Brasil. No exterior, ele pode ser encontrado sob o apelido Texas nipple cactus, em referência aos tubérculos com aspecto de mamilo (nipple) encontrados nesta cactácea. Diferentes espécies de Mammillaria são genericamente chamadas de cactos almofada de alfinetes, em terras tupiniquins.

Aqui no blog, já apresentamos a Mammillaria gracilis, cujo nome popular mais famoso é cacto deal, e a Mammillaria elongata, mais  conhecida como cacto dedo de dama. Lembrando que o exótico cacto cérebro, tão cobiçado pelos colecionadores, é simplesmente uma forma cristata da espécie Mammillaria elongata.

O cacto Mammillaria prolifera pode ser encontrado nativamente no estado americano do Texas, o que justifica seu nome popular. Além disso, esta espécie também é originária de diversos estados mexicanos, tais como Tamaulipas e San Luis Potosí, entre outros, onde diversas espécies de suculentas e cactáceas com interesse ornamental ocorrem naturalmente. Por fim, a Mammillaria prolifera também tem algumas ilhas do Caribe, dentre elas Cuba e Haiti, como seus habitats de origem.


Esta é uma cactácea perfeita para áreas externas, em jardins de inspiração desértica. A Mammillaria prolifera requer muito pouca manutenção, desde que receba luz solar direta, em abundância. É importante que ela seja agrupada com outros cactos e suculentas que requeiram sol pleno e pouca água, para um bom desenvolvimento coletivo.

Sob estas condições ideais de cultivo, a Mammillaria prolifera formará lindos clusters, repletos de flores e frutos. Ainda assim, é possível cultivar esta cactácea dentro de casas e apartamentos, em vasos, desde que alguns cuidados sejam tomados.

O vaso ideal para o cultivo da Mammillaria prolifera é aquele de barro que, por ser mais poroso, permite que o solo em seu interior seque mais rapidamente. Além disso, é essencial que ele tenha furos no fundo e uma boa camada de drenagem. Esta pode ser composta por qualquer material particulado, visando impedir que os drenos sejam obstruídos pelas raízes ou substrato. Uma manta geotêxtil, ou mesmo um filtro de café reutilizado, ajudam a manter o substrato separado desta área do recipiente.


O vaso de plástico também pode ser utilizado, desde que se tenha em mente o fato de este material reter a umidade do solo por mais tempo. Sendo assim, neste caso, as regas devem ser bem mais espaçadas. Este tipo de vaso é ideal para ambientes muito secos, sujeitos à incidência constante de ventos.

O cacto Mammillaria prolifera aprecia um solo arenoso, bem aerado e pouco compactado, capaz de permitir um rápido escoamento da água proveniente das regas. Pode-se utilizar uma mistura composta por terra vegetal e areia grossa de construção, em partes iguais. Para quem aprecia praticidade, basta comprar substratos próprios para o cultivo de cactos e suculentas, facilmente encontrados em lojas de jardinagem.

As regas devem ser bem espaçadas, ocorrendo somente quando o solo estiver completamente seco. Pode-se perceber quando o momento de regar chegou através do peso do vaso, que diminui bastante, quando o substrato seca. Além disso, podemos aferir o nível de umidade colocando o dedo sobre a terra, e afundando levemente. Por este motivo, é aconselhável evitar depositar aquela camada de pedrisco branco sobre o solo, que tem função apenas decorativa e dificulta a aferição periódica da umidade.


A Mammillaria prolifera não requer uma grande quantidade de adubo orgânico, para o seu bom desenvolvimento. No habitat de origem, esta cactácea está adaptada à vida em solos pouco férteis. Uma adubação inorgânica, do tipo NPK, especialmente formulada para a nutrição de cactos e suculentas, pode ser fornecida durante a fase de crescimento do cacto, durante os meses mais quentes do ano. No inverno, a fertilização pode ser suspensa. É importante evitar o excesso de adubação, principalmente aquela mais rica em nitrogênio, que resulta em um crescimento acelerado, mas frágil, dos tecidos vegetais do cacto.

O mesmo fenômeno ocorre quando a Mammillaria prolifera é cultivada em locais com pouca luminosidade. Sob estas condições, o cacto perde seu aspecto compacto, tornando-se mais fino e alongado.

Esta é uma cactácea que pode ser multiplicada a partir de sementes, que são produzidas em abundância, quando a planta é cultivada sob sol pleno. No entanto, o processo é longo e demorado. O modo mais rápido para se propagar a Mammillaria prolifera é através da simples separação de seus inúmeros brotos laterais. Alternativamente, segmentos cortados da planta principal podem ser utilizados para a obtenção de novas mudas. Basta colocá-los em um local fresco e arejado, para que o corte seja cicatrizado, e plantar estas estacas em um novo vaso. O enraizamento ocorre dentro de algumas semanas.

Para quem aprecia cactos mais delicados, de pequeno porte, a Mammillaria prolifera é uma excelente escolha. Além de ser bastante resistente e requerer pouca manutenção, esta espécie floresce com facilidade, desde que as condições corretas de cultivo lhe sejam oferecidas.

Publicado em: | Última atualização:





Bacharel em biologia pela Unicamp, com mestrado e doutorado em bioquímica pela Usp, escreve sobre o cultivo de orquídeas, suculentas, cactos e outras plantas dentro de casas e apartamentos.

São Paulo, SP, Brasil