Guia completo para cuidar de plantas dentro de casas e apartamentos

Sergio Oyama Junior

Orquídea Cattleya intermedia


Orquídea Cattleya intermedia
Cattleya intermedia

Houve uma época, nos primórdios da orquidofilia, que apenas algumas espécies do gênero Cattleya eram conhecidas. Umas apresentavam flores pequenas, enquanto outras eram apreciadas por suas florações mais avantajadas. Foi neste contexto, em meados do século XIX, que a Cattleya intermedia foi descoberta e classificada. Seu nome faz referência ao fato de esta orquídea apresentar flores com um porte mais compacto, intermediário, quando comparado aos de flores pertencentes a outras espécies de orquídeas conhecidas, até aquela ocasião.

Cacto Sianinha - Selenicereus anthonyanus


Cacto Selenicereus anthonyanus
Selenicereus anthonyanus

Nem todos os cactos são seres finos, compridos e repletos de espinhos. Também não são todas as cactáceas que adoram torrar sob o sol escaldante de áreas desérticas, como frequentemente visto nos desenhos animados. A estrela do artigo de hoje, por exemplo, Selenicereus anthonyanus, mais conhecida como cacto sianinha ou cacto zig zag, vai contra todos estes estereótipos. Trata-se de uma planta pendente, de hábito epífito, que adora sombra e não possui espinhos agressivos. Sendo assim, este é um cacto perfeito para ser cultivado dentro de casas e apartamentos.

Brinco de Princesa - Fuchsia híbrida


Fuchsia híbrida
Fuchsia híbrida

Ao contrário do que muitos imaginam, não existe uma espécie botânica única, correspondente à flor que nós conhecemos popularmente como brinco de princesa ou fúcsia. Diferentes espécies, variedades e híbridos pertencentes ao gênero Fuchsia podem receber este simpático apelido, originado a partir da delicadeza de suas flores pendentes. Graças a esta particularidade, o brinco de princesa também pode receber o apelido de lágrima. Como resultado da miscigenação de diferentes espécies de fúcsia, existe uma grande variedade de cores disponíveis. 

Suculenta Colar de Golfinhos - Senecio peregrinus


Suculenta Senecio peregrinus
Senecio peregrinus

No universo daqueles que amam plantas, os acessórios estão sempre em alta. Particularmente, os colares. Neste quesito, as suculentas não cansam de nos surpreender com sua variedade de formatos. Desde os clássicos colares de pérolas e rubis, passando pelos pingentes em forma de coração, até os mais inusitados, como o colar de bananas, as plantas suculentas oferecem opções para todos os gostos. No entanto, dificilmente haverá algum formato para rivalizar com o magnífico colar de golfinhos, formato exótico e delicado apresentado pela espécie botânica Senecio peregrinus.

Pilea peperomioides - A Planta do Dinheiro


Pilea peperomioides
Pilea peperomioides

Esta simpática plantinha de folhas circulares, que se parecem com pequenas panquecas penduradas nos ápices de delicadas hastes, causou furor nas redes sociais. A Pilea peperomioides, conhecida no exterior como the chinese money plant, a versão chinesa da planta do dinheiro, dominou os perfis do Instagram dedicados às houseplants, plantas de interiores. Ainda que o hype em torno desta espécie botânica já esteja passando, somente agora, nós, brasileiros, fomos contemplados com a possibilidade de adquirir uma Pilea peperomioides no mercado, coisa raríssima de ser encontrada, até há muito pouco tempo.

Orquídea Dendrobium fimbriatum


Orquídea Dendrobium fimbriatum oculatum
Dendrobium fimbriatum oculatum

Dentro da imensa e diversificada família das orquídeas, o gênero Dendrobium é um dos mais populosos e surpreendentes. Existem representantes de todas as cores, tamanhos e formatos. Uma subcategoria, em particular, chama a atenção por suas florações em forma de cachos volumosos, tecnicamente chamadas de inflorescências do tipo racemo. A espécie em destaque, no artigo de hoje, é o Dendrobium fimbriatum. Esta é uma orquídea conhecida pelo grande porte que seus pseudobulbos podem atingir, além, é claro, pelas suas belíssimas flores franjeadas.

Cacto Mandacaru - Cereus jamacaru


Cacto Cereus jamacaru
Cereus jamacaru

Confesso que, até recentemente, eu costumava prestar pouca atenção às cactáceas. Aliás, durante o período em que cultivava apenas orquídeas, jamais me passou pela cabeça ter um ser espinhento dentro do apartamento. Hoje, após inúmeras perdas de orquídeas divas e geniosas, cultivo uma grande simpatia pelos cactos, graças à sua beleza escultural, aliada à incrível resistência e facilidade de cultivo. A estrela do artigo de hoje, o conhecidíssimo cacto mandacaru, é um clássico exemplo desta categoria quase indestrutível de plantas.

Agave Dragão - Agave attenuata


Agave attenuata
Agave attenuata

Ainda que as agaváceas não sejam consideradas plantas de interiores, resolvi destacar a agave dragão, aqui no blog, em função da sua beleza minimalista, facilidade de cultivo e popularidade. São qualidades compartilhadas por outras plantas com folhagens de natureza suculenta, como a famosa babosa, Aloe vera, que também já foi tema de um artigo por aqui, recentemente. Por apreciar o sol pleno, a agave dragão, cujo nome científico é Agave attenuata, é mais comumente utilizada no paisagismo de áreas externas, em jardins de condomínios residenciais e empreendimentos comerciais.

Tapete Inglês - Polygonum capitatum


Polygonum capitatum
Polygonum capitatum

Esta é uma planta bela e delicada que, infelizmente, costuma ser underappreciated, subvalorizada, ao menos aqui no Brasil. No exterior, é comum vermos pessoas dispostas a comprar mudas ou sementes de Polygonum capitatum, conhecido por aqui como tapete inglês. Já em terras tupiniquins, o mais provável é que encontremos esta planta, literalmente, na sarjeta. Ela costuma brotar espontaneamente em fendas nas calçadas, frestas de muros, bem como canteiros e terrenos abandonados. Apesar deste comportamento um tanto quanto invasivo, vale a pena prestar mais atenção a esta folhagem com pequenos pompons rosados.

Suculenta Bola de Neve Mexicana


Suculenta Echeveria elegans
Echeveria elegans

Em meio à imensa diversidade de plantas capazes de armazenar água em seus tecidos, a suculenta popularmente conhecida como bola de neve mexicana, cujo nome científico é Echeveria elegans, é uma das mais famosas, estando presente em praticamente todas as coleções dos aficionados por esta interessante e ornamental categoria botânica. As folhas espessas da bola de neve mexicana apresentam um belo colorido azulado, em tom pastel, com um aspecto empoeirado, organizando-se sob a forma de rosetas que lembram rosas de pedra. Esta é a aparência típica dos representantes do gênero Echeveria.

Orquídea Cattleya loddigesii


Orquídea Cattleya loddigesii
Cattleya loddigesii

Muito embora, em um primeiro momento, as diversas espécies de orquídeas pertencentes ao gênero botânico Cattleya sejam bastante parecidas entre si, cada qual exibe traços marcantes e individuais, como se tivessem personalidades distintas. A estrela do artigo de hoje, por exemplo, Cattleya loddigesii, é conhecida por produzir flores de excelente armação, muito simétricas e arredondadas. Esta qualidade faz com que a espécie seja frequentemente utilizada em processos de hibridização, com o intuito de obter orquídeas cada vez mais perfeitas, do ponto de vista técnico.

Dinheiro em Penca - Callisia repens


Callisia repens
Callisia repens

Eu adoro plantas que transmitem coisas positivas, nem que seja apenas através de seus apelidos. Afinal, quem não quer dinheiro em penca? O outro nome popular desta planta, tostão, é mais modesto. Trata-se da espécie botânica Callisia repens, bastante utilizada no paisagismo, tanto em áreas externas, em jardins, como na decoração de interiores, onde costuma formar belas cascatas verdes, em vasos suspensos. Apesar de ser conhecida por atrair dinheiro, esta planta também tem a capacidade de se multiplicar alucinadamente, tornando-se invasiva, em alguns locais.

Cacto Parafuso - Cereus peruvianus tortuosus


Cacto Cereus peruvianus tortuosus
Cereus peruvianus tortuosus

Ao contrário do que muitos costumam imaginar, não existem diferentes espécies botânicas para todos os cactos de formato exótico, encontrados na natureza. Em sua grande maioria, tratam-se de diferentes variedades que uma mesma espécie pode assumir, a partir de uma forma anômala de crescimento. É o caso do cacto parafuso, que nada mais é do que uma variação da espécie Cereus peruvianus, popularmente conhecida como cacto do Peru. Neste caso, a forma é denominada tortuosa. Sendo assim, a designação científica do cacto parafuso é Cereus peruvianus tortuosus.

Suculenta Sedum Oro - Sedum japonicum


Suculenta Sedum japonicum
Sedum japonicum

A nomenclatura das plantas suculentas pode ser um assunto particularmente confuso, principalmente quando se tratam de membros do gênero Sedum. A espécie em destaque, no artigo de hoje, é bastante conhecida e está presente em muitas coleções. No entanto, existe uma grande controvérsia a respeito da sua real identificação. Esta é uma suculenta popularmente conhecida como Sedum Oro, graças ao tom amarelado de suas minúsculas e delicadas folhas gorduchas. A planta é conhecida por sua aparência única, que lembra um tapete de musgo dourado.