Sementes de Suculentas


Berçário de suculentas
Berçário de suculentas

Não há como escapar. Cedo ou tarde, todo colecionador compulsivo de suculentas acaba procurando novos meios de obter mais e mais plantas. Neste sentido, a internet é um campo fértil para esta atividade, repleta que está de ofertas das mais variadas e raras plantas. No afã de conseguir o maior número possível de exemplares diferentes, muitos acabam recorrendo à compra de sementes de suculentas, com a esperança de incrementar rapidamente a coleção. 

Fotos de Orquídeas


Fotos Orquídeas no Apê
Orquídeas no Apê

Existem milhares de espécies de orquídeas espalhadas por todo o globo terrestre. A família das orquidáceas é uma das maiores do reino vegetal, sendo também uma das mais diversificadas. Além disso, o ser humano está constantemente produzindo novas orquídeas, plantas híbridas resultante do cruzamento entre as espécies encontradas na natureza. Ao longo deste artigo, vou mostrar uma compilação de fotos de orquídeas que já cultivei aqui no apartamento. Para saber mais sobre cada uma delas, basta clicar nos links para as respectivas matérias.

Top 10 Suculentas de Sombra


Suculenta Orelha de Shrek - Crassula ovata 'Hobbit'
Crassula ovata 'Hobbit'

Sempre que pensamos em cultivar cactos e suculentas no interior de casas e apartamentos, vem-nos à mente a preocupação com o quesito luminosidade. Afinal, uma varanda ou parapeito de janela são locais bem mais sombreados do que os habitats áridos, frequentemente sob sol pleno, característicos desta grande categoria de plantas gorduchas. Não por acaso, uma das questões que mais recebo aqui no blog refere-se às suculentas de sombra, plantas capazes de sobreviver em interiores. Sim, elas existem! Embora sejam muitas, ao longo deste artigo elencarei minhas dez suculentas de sombra preferidas. Não por acaso, são aquelas que considero mais resistentes e de mais fácil cultivo.

Razões para não regar orquídeas com gelo


Regar orquídeas com gelo
Gelo nas orquídeas

Como regar orquídeas com gelo? Esta é uma questão que recebo com frequência aqui no blog. A prática surgiu há alguns anos, nos Estados Unidos, como uma forma de simplificar o cultivo de orquídeas para o público leigo. O conceito equivocado por trás deste procedimento é o de que orquídeas não gostam de água. Na verdade, a relação entre orquídeas e água é muito mais íntima do que a maioria supõe. Para os defensores deste método, regar orquídeas com gelo impede que o cultivador peque por excesso de irrigações, já que cada cubo de gelo tem uma quantidade limitada de água. Como veremos a seguir, esta nem sempre é uma boa ideia, embora haja uma exceção.

Flor de Maio - Schlumbergera truncata


Flor de Maio - Schlumbergera truncata
Schlumbergera truncata

Embora seja uma planta presente em todos os lugares, desde o tempo das nossas avós, a flor de maio ainda carrega consigo algumas surpresas. A primeira delas refere-se ao fato de a flor de seda, como também é conhecida, ser, ao mesmo tempo, uma suculenta e um cacto. Ainda que não apresente espinhos, a flor de maio pertence à família botânica das cactáceas. E, como possui a capacidade de armazenar água em seus tecidos vegetais, também é considerada uma planta suculenta. 

Suculenta Colar de Rubi - Othonna capensis


Colar de Rubi - Othonna capensis
Othonna capensis

A suculenta colar de rubi, apelido pelo qual é conhecida a espécie botânica Othonna capensis, é um belo exemplo de planta pendente, de crescimento rápido e vigoroso, bastante ornamental. O nome popular faz alusão à coloração púrpura avermelhada do caule desta suculenta, que se torna mais acentuada quando a planta é cultivada sob elevados níveis de luminosidade. As folhas em tom de verde jade contrastam com o colar de rubi. Elas apresentam o formato de um zeppelin, distribuindo-se alternadamente ao longo de todo o caule e podem se tornar avermelhadas com o sol. Para completar esta interessante paleta de cores, as flores surgem em um amarelo brilhante, como pequenas margaridas, no topo de hastes também na coloração púrpura, como o caule.

Clorofito, a Planta Aranha - Chlorophytum comosum


Planta Aranha - Chlorophytum comosum
Chlorophytum comosum

O clorofito, também conhecido como planta aranha, é ideal para quem acredita não ter nascido com o dedo verde. Praticamente indestrutível, esta planta bastante ornamental é resistente, de fácil cultivo e requer muito pouca manutenção. Para quem fica desanimado por matar até cactos, o clorofito é a solução e a cura para todo e qualquer trauma de cultivadores inexperientes. Para facilitar ainda mais, esta é uma planta que nem precisa ser comprada. O clorofito pode ser encontrado em canteiros nas calçadas, em praças e jardins públicos, bem como no paisagismo de condomínios. Não é preciso arrancar uma planta do solo, ela é tão generosa que oferece inúmeros brotos pendentes, ao longo de suas hastes.

Orquídea Miltonia moreliana


Orquídea Miltonia moreliana
Miltonia moreliana

Este espetáculo de orquídea roxa, púrpura, com nuances em uva e lilás, portando um belíssimo labelo contrastante e estriado, em um rosado bem claro, está entre as minhas preferidas de todos os tempos. Quando bem cultivada, a Miltonia moreliana forma imponentes touceiras, que acabam produzindo uma explosão de cores ao florescerem. O tamanho das flores impressiona, quando comparadas à parte vegetativa. Embora cada haste produza de uma a duas flores, somente, o número elevado de pseudobulbos floridos, de forma simultânea, resulta em um conjunto impressionante. A Miltonia moreliana é uma figura carimbada em exposições de orquídeas, onde sempre encontramos um exemplar de respeito entre as premiadas.

Árvore da Felicidade


Árvore da Felicidade - Polyscias guilfoylei
Polyscias guilfoylei

A planta em destaque de hoje, ao que me parece, é mais famosa aqui no Brasil do que no exterior. Conhecida por todos como a árvore da felicidade, ela possui a reputação de fazer afortunadas as pessoas que a recebem. Diz a lenda que ela não pode ser comprada, precisa chegar como um presente. Trata-se de uma planta de facílimo cultivo, que está presente em muitos lares, graças à sua grande adaptabilidade a ambientes internos, à meia sombra. Apesar do nome, a árvore da felicidade é uma planta de porte arbustivo, cuja aparência lembra muito a dos exemplares cultivados ao estilo bonsai, muito embora não seja verdadeiramente um.

Flor da Fortuna - Kalanchoe blossfeldiana


Flor da Fortuna - Kalanchoe blossfeldiana
Kalanchoe blossfeldiana

A planta que popularmente conhecemos como flor da fortuna está tão presente em todos os ambientes, decorando espaços tanto internos como externos, que frequentemente nos esquecemos que também se trata de uma suculenta. Antigamente, eram os vasinhos de violeta que enfeitavam os parapeitos de janela, em todos os lares. Hoje, a versátil e diversificada flor da fortuna vem tomando o espaço daquela clássica planta de vó. Com a vantagem de que ela também vai bem sob sol pleno, plantada diretamente no jardim. A seguir, saberemos algumas curiosidades e dicas de cultivo desta florífera planta suculenta.

Coroa de Cristo - Euphorbia milii


Coroa de Cristo - Euphorbia milii
Euphorbia milii

É possível que muitos não se apercebam do fato de que a planta coroa de Cristo, cuja flor em diferentes cores surge em meio aos espinhos, também seja um exemplo de suculenta. Outros talvez confundam a coroa de Cristo, cujo nome científico é Euphorbia milii, com um cacto, devido à sua aparência feroz. Apesar da semelhança, trata-se de uma planta pertencente a outra família botânica. Ao longo deste artigo, conheceremos mais detalhes sobre esta famosa planta de jardim, frequentemente utilizada como cerca viva, que também pode ser mantida dentro de casas e apartamentos, desde que em locais bem iluminados e fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Graptoveria 'Fantome'


Graptoveria 'Fantome'
Graptoveria 'Fantome'

Esta é uma planta suculenta frequentemente encontrada em cultivo nas coleções dos aficionados. Trata-se de um híbrido bastante resistente, fácil de cuidar e que requer pouca manutenção. Raramente é atacado por pragas e multiplica-se com bastante facilidade. Sua propagação pode ocorrer espontaneamente, através do surgimento de novos brotos a partir do caule da planta mãe, ou pelo plantio de folhas destacadas da matriz, que brotam rapidamente e geram novos indivíduos. Todas estas características, aliadas à beleza da Graptoveria 'Fantome', fazem desta suculenta uma excelente opção para quem é apaixonado pelo cultivo destas simpáticas plantas gorduchas.

Manacá da Serra - Tibouchina mutabilis


Manacá da Serra - Tibouchina mutabilis
Tibouchina mutabilis

É quando finda o carnaval e inicia-se a quaresma que podemos ver a cidade resplandecer em flores brancas, rosadas e roxas, todas em uma mesma árvore. Não por acaso, o popular manacá da serra também é conhecido como flor de quaresma. Eu sempre fiquei intrigado com este fenômeno, acreditava que a planta produzia diferentes cores de flores, ao mesmo tempo, devido a alguma hibridização ou enxertia. Mas o fato é que as flores do manacá da serra desabrocham brancas, tornam-se rosadas com o passar do tempo e, no final da vida, adquirem a coloração mais púrpura.

Babosa - Aloe vera


Babosa - Aloe vera
Aloe vera

A planta popularmente conhecida como babosa, cujo nome científico é Aloe vera, é tão famosa quanto aos seus benefícios à saúde e às suas alegadas propriedades medicinais, que muitos se esquecem tratar-se de uma suculenta, que também tem espaço no cultivo doméstico, como planta ornamental, principalmente em países do hemisfério norte. Aqui no Brasil, a babosa é tão difundida que nasce em todos os lugares, não há quem não tenha um exemplar de Aloe vera no quintal de casa. 

A Orquídea Verde


Orquídea Cymbidium verde
Orquídea Cymbidium verde

Existe orquídea verde? Esta era uma das perguntas que me fazia, quando comecei a cultivar orquídeas aqui no apartamento. Mais tarde, quando finalmente encontrei uma orquídea verde pessoalmente, passei a me perguntar se aquela coloração seria natural ou artificial. Afinal, já havia feito aquela clássica experiência de colorir rosas artificialmente, além de ter ouvido sobre a polêmica orquídea azul. Como costumo receber dúvidas de leitores iniciantes, aqui no blog, resolvi dar continuidade à série que aborda as diferentes cores das orquídeas. Já falamos aqui sobre as orquídeas vermelhas e amarelas. Hoje, citaremos alguns exemplos de orquídeas verdes.