Guia Completo para Cuidar de Plantas dentro de Casas e Apartamentos

Início

Sergio Oyama Junior


Orquídeas no Apê

Cacto Echinopsis subdenudata


Cacto Echinopsis subdenudata
| Echinopsis subdenudata |

De modo geral, as cactáceas não são conhecidas como os seres mais inofensivos do mundo. Muitas apresentam espinhos que, ou são agressivos e ferem, ou são minúsculos e incomodam bastante. O cacto Echinopsis subdenudata, no entanto, é uma honrosa exceção a este regra. Ele é praticamente desprovido de espinhos e, na eventualidade de algum surgir, é completamente inócuo. Além disso, apresenta um formato globular rico em detalhes, bastante ornamental.

Ainda que seja amplamente conhecido como Echinopsis subdenudata, a classificação mais recente deste cacto é Echinopsis ancistrophora. O nome original da espécie, subdenudata, faz referência à ausência de espinhos aparentes nesta cactácea. A disposição simétrica das auréolas, cobertas por tricomas brancos, com aspecto de lã, confere a esta cactácea o interessante apelido de domino cactus. Outro nome popular bastante utilizado para a Echinopsis subdenudata é Easter lily cactus, algo como cacto do lírio da Páscoa, graças às suas magníficas florações.


As flores do cacto Echinopsis subdenudata surgem durante a noite, e são bastante perfumadas. Diversas hastes com flores grandes, brancas e solitárias crescem a partir da área superior dos caules globosos. Elas são formadas por múltiplas pétalas, com uma base afunilada. Vistas de cima, assemelham-se a margaridas. Um mesmo exemplar pode produzir múltiplas hastes florais, de modo que a floração torna-se maior do que o próprio cacto.

Como bem sabemos, as cactáceas em geral ocorrem exclusivamente no continente americano. A espécie Echinopsis subdenudata é originária da Bolívia. Aqui no blog, já apresentamos outros interessantíssimos cactos deste gênero, tais como o Echinopsis werdermannii, apelidado de cacto ouriço, Echinopsis chamaecereus, conhecido como cacto amendoim, e Echinopsis pachanoi, este de porte colunar, chamado de cacto San Pedro.

Para que cresça belo e saudável e, principalmente, para que consiga florescer, o cacto Echinopsis subdenudata precisa ser cultivado em um ambiente com bastante luminosidade. Esta espécie aprecia o sol pleno, mas deve ser protegida da insolação muito intensa, nas horas mais quentes do dia. Ideal para áreas externas, faz belíssimas composições com outros cactos e suculentas, em meio às rochas de jardins desérticos.


Também é possível cultivar a Echinopsis subdenudata dentro de casas e apartamentos, desde que o vaso fique bem próximo a uma janela ampla e ensolarada. Esta espécie adapta-se a uma condição de meia sombra, em que possa receber o sol do início da manhã ou final da tarde. Coberturas e sacadas que recebem bastante sol pleno também são locais excelentes para o cultivo deste cacto. Jardineiras localizadas na parte externa das janelas, desde que ensolaradas, também podem ser utilizadas.

Por ser pequeno e compacto, o cacto Echinopsis subdenudata é perfeito para quem dispõe de pouco espaço, para o cultivo de suas plantas. Para que não morra afogado, ele precisa ser plantado em um vaso com furos no fundo e uma boa camada de drenagem, que pode ser feita com brita, argila expandida ou cacos de telha. O vaso de barro é ideal porque permite a secagem mais rápida do solo em seu interior. Caso o cultivador opte pelo vaso de plástico, que é onde o cacto costuma vir do produtor, basta espaçar ainda mais as regas, uma vez que este material retém a umidade no substrato por mais tempo.

O solo ideal para o cultivo da Echinopsis subdenudata é aquele arenoso, bem aerado, pouco compactado, e que permita um rápido escoamento da água, após as regas. Misturas de terra vegetal e areia grossa de construção, em partes iguais, fornecem um ótimo substrato para o desenvolvimento desta cactácea. Lembrando que a areia da praia não é apropriada para este uso, já que contém elevados níveis de salinidade, prejudiciais ao desenvolvimento das raízes. Para quem prefere praticidade, existem solos próprios para cactos e suculentas, à venda em lojas de jardinagem.


Tanto o crescimento do cacto Echinopsis subdenudata como sua floração ocorrem durante os meses mais quentes do ano, na primavera e verão. É durante este período que a planta precisa de maiores cuidados, como a adubação. Uma formulação de manutenção, própria para o cultivo de cactos e suculentas, pode ser fornecida durante esta fase. Caso o intuito seja induzir a floração, um adubo mais rico em fósforo pode ser intercalado, semanalmente. Durante o inverno, as regas devem ser reduzidas e a adubação suspensa.

Infelizmente, as flores da Echinopsis subdenudata ficam bonitas durante apenas uma noite. No dia seguinte, já começam a fenecer. Caso sejam polinizadas por insetos de hábito noturno, produzem frutos e sementes, que podem ser utilizadas para a propagação da espécie. Contudo, este é um processo bastante demorado e incerto, que exige paciência por parte do cultivador.

Outra forma mais rápida de se obter mudas do cacto Echinopsis subdenudata é através da separação dos pequenos brotos laterais, que podem surgir a partir da base da planta principal. Ao que tudo indica, este não é um evento líquido e certo, podendo haver exemplares que se recusam a dar mudas. Caso surjam, a melhor época do ano para se plantar estes brotos é no início da primavera, quando o metabolismo da cactácea está mais ativo.


Extremamente resistente, quase indestrutível e de fácil cultivo, o cacto Echinopsis subdenudata desenvolve-se tranquilamente, tanto em áreas externas como internas. Tudo o que esta planta precisa é de bastante luminosidade, que pode ser direta, indireta ou uma combinação de ambas. Como acontece com todas as cactáceas, seu maior inimigo é o excesso de água. Para que acidentes não aconteçam, basta refrearmos o instinto de regar as plantas a todo momento.

Independentemente da periodicidade, uma nova irrigação somente deve ser efetuada se o solo estiver complemente seco. Percebemos quando esta situação é atingida colocando o dedo sobre a terra, e afundando-o levemente. Se o dedo sair sujo, é sinal de que ainda há umidade. Neste caso, a rega deve ser postergada para uma outra ocasião. Também podemos perceber quando é o momento certo de regar através do peso do vaso. Quanto mais leve estiver, mais seco estará o substrato, em seu interior.

Por ser compacto, bastante ornamental e produzir belíssimas flores, o cacto Echinopsis subdenudata é uma excelente adição às coleções dos apreciadores de cactáceas. Juntamente com outras espécies do gênero, forma um conjunto de rara beleza.

Publicado em: | Última atualização:





Bacharel em biologia pela Unicamp, com mestrado e doutorado em bioquímica pela Usp, escreve sobre o cultivo de orquídeas, suculentas, cactos e outras plantas dentro de casas e apartamentos.

São Paulo, SP, Brasil