Guia completo para cultivar plantas dentro de casas e apartamentos

Sergio Oyama Junior

Orquídeas Perfumadas


Orquídea Oncidium ornithorhynchum
Oncidium ornithorhynchum

Durante muito tempo, li tudo o que encontrava sobre orquídeas em artigos na internet. Sendo assim, qual não foi a minha surpresa quando adentrei, pela primeira vez, um salão de exposição repleto destas flores. Até então, não havia me atentado ao fato de que elas possuíam aromas. E que diversidade. Foi como descobrir um mundo novo. A partir daí, passei a escolhê-las, não somente pela aparência, mas também por seu perfume. Orquídeas perfumadas existem em profusão, seja na natureza, seja em laboratórios, criadas pelo homem. A seguir, daremos alguns exemplos de curiosos perfumes exalados pelas orquídeas.

A primeira orquídea oficialmente catalogada pelos pesquisadores foi a brasileira Cattleya labiata. Além de belíssima, ela é conhecida por seu perfume inconfundível, muito apreciado pelos colecionadores. Há quem diga que esta orquídea perfumada lembra o icônico Chanel Nº5. Também há quem afirme que foi o aroma da Cattleya labiata o inspirador para a elaboração do mais famoso perfume de Coco Chanel.


Também muito valorizada no mundo orquidófilo, a igualmente brasileira orquídea Cattleya walkeriana é perfumadíssima. Seu aroma é bem característico, sendo que muitos afirmam lembrar a canela. Estes paralelos olfativos são bastante pessoais e cada um tem uma referência diferente. O fato interessante é que alguns híbridos descendentes da Cattleya walkeriana têm fama de não apresentarem um perfume agradável. É o caso da Laeliocattleya Mini Purple, híbrido primário resultante do cruzamento entre a Cattleya walkeriana e a Laelia pumila. O mesmo ocorre com a Laeliocattleya Aloha Case, que é fruto de um retrocruzamento entre a Laeliocattleya Mini Purple e a Cattleya walkeriana, novamente. Neste caso, o perfume desta orquídea fica ainda mais marcante e desagradável.

Orquídea com cheiro de baunilha


Embora nem todos se deem conta, a famosa especiaria baunilha, tão presente na culinária, é originária das favas produzidas pela orquídea Vanilla. As flores desta orquídea já são agradavelmente perfumadas. Mas é o fruto, resultante da polinização destas flores, que exibe o tesouro em forma de aroma. Embora ele seja tecnicamente uma cápsula de sementes, o fruto é mundialmente conhecido como a fava de baunilha. Seu aroma é inigualável, nem mesmo após a indústria ter conseguido sintetizar a vanilina, produzindo versões artificiais deste perfume mundialmente apreciado. O aroma de baunilha natural é muito diferente e superior.

Existe uma outra orquídea, esta híbrida, pertencente ao gênero Oncidium, que exala um perfume adocicado que a muitos lembra o aroma da baunilha. Trata-se do Oncidium Twinkle 'Yellow Fantasy', que também existe em outras versões, com cores diferentes. Esta orquídea perfumada emite diversas hastes florais repletas de minúsculas flores amarelas, cujo aroma é capaz de preencher completamente um recinto fechado. Para muitos, o perfume desta orquídea lembra a baunilha.


Orquídea com cheiro de chocolate


Parente do Oncidium Twinkle, temos a famosa orquídea Oncidium Sharry Baby 'Sweet Fragrance', com um perfume que lembra o chocolate, uma das minhas preferidas. Ela é mundialmente conhecida como a orquídea chocolate, muito embora seu perfume me remeta mais ao aroma do chocolate branco ou algum outro doce. Embora as flores desta orquídea sejam pequenas, seu perfume é poderoso, podendo ser sentido à distância, mesmo em exposições e garden centers, com ambientes amplos e espaçosos.

O fato curioso é que, na genealogia destas orquídeas híbridas acima citadas, está a espécie Oncidium ornithorhynchum ou sotoanum, cujo aroma não é lá dos mais agradáveis. Esta é uma orquídea perfumada polêmica. Muitos cultivadores não gostam do cheiro exalado por suas flores, que costumam remeter à lembrança dos mais diferentes perfumes. Há quem afirme que o Oncidium ornithorhynchum exale um aroma de talco de bebê. Outros sentem cheiro de remédio ou de água sanitária. Por fim, existem aqueles que, como eu, sentem um cheiro de ovo podre. Apesar do tamanho diminuto de suas flores, o perfume desta orquídea é poderoso, podendo desencadear enxaquecas.

Orquídea com cheiro de mel


Já que estamos falando do gênero Oncidium, e aproveitando que estamos na área gastronômica, destaco a seguir uma orquídea famosa por exalar um cheiro de mel. As flores minúsculas do Oncidium pumilum, também conhecido como Lophiaris pumila, são extremamente perfumadas. Seu aroma é bastante adocicado e, de fato, lembra bastante o cheiro do mel. Orquídeas perfumadas com cheiro de mel não são frequentemente encontradas na natureza, por incrível que pareça. Uma vez que o perfume das orquídeas serve primariamente para atrair polinizadores, que em muitos casos são abelhas, deveria haver mais exemplos de orquídeas com cheiro de mel.


Orquídea com cheiro de uva


Continuando a falar de comida, há ainda a Spathoglottis plicata, cujo aroma lembra uva. Esta orquídea perfumada é conhecida como orquídea grapette, por este motivo. Eu confesso que não me lembro deste nome, mas grapette refere-se a um antigo refrigerante com sabor de uva. Uma outra  orquídea perfumada, a Spathoglottis unguiculata, também produz flores arroxeadas que exalam um interessante cheiro de uva.

Orquídea com cheiro de coco


Seguindo com o menu, temos a Maxillaria tenuifolia, famosa por seu cheiro de coco. Na verdade, suas flores exalam um perfume que a mim lembra o do coco queimado. Parece algum destes doces à base de coco, quem vendem na rua. Além do aroma exótico, esta orquídea possui flores belíssimas, em tons que vão do alaranjado amarelado até o quase vermelho. Ela é parente da famosa orquídea negra brasileira, a Maxillaria schunkeana que, infelizmente, não é tão perfumada. De qualquer forma, o cheiro de coco da orquídea Maxillaria tenuifolia é inigualável e um dos meus preferidos.

Orquídea com cheiro de limão


Nesta categoria, temos s orquídeas Gomesa crispa e Gomesa recurva, que exalam delicados perfumes cítricos, que a alguns lembram o limão. Eu costumo sentir o cheiro de produtos de limpeza, quando me aproximo das inflorescências destas orquídeas perfumadas. Mas, sem dúvida, o cheiro de limão é o protagonista nestes perfumes. Coincidentemente, as flores exibem colorações amarelo esverdeadas, que combinam perfeitamente com a natureza cítrica de seus aromas.

Orquídea com cheiro de carne podre

Infelizmente, nem só de perfumes agradáveis e apetitosos vivem as orquídeas. Na árdua tarefa de atrair os agentes polinizadores, elas ocasionalmente produzem flores com aromas um tanto quanto deselegantes. É o caso de diversas orquídeas do gênero Bulbophyllum, conhecidas por seus cheiros exóticos e desagradáveis. Para chamar a atenção de moscas varejeiras, estas orquídeas exalam odores que lembram a carne em decomposição. Ainda assim, são tão belas e exóticas que fazem a festa dos colecionadores aficionados pelo gênero.

Outro exemplos


Inúmeros outros perfumes famosos contém orquídeas em sua formulação. Muitos deles as têm como elemento central, ao menos quanto à inspiração. É o caso do Black Orchid, de Ana Hickmann, e o Pulse, de Beyoncé. Orquídeas perfumadas são uma fonte inesgotável de pesquisa e inspiração para a elaboração de novas fragrâncias. Seus extratos são comumente utilizados pelos mais renomados perfumistas. Além disso, a análise da composição química de suas flores e óleos florais tem levado à produção de análogos sintéticos, que reproduzem o aroma das orquídeas perfumadas, preservando as espécies originais na natureza.