Como Cuidar de Orquídeas Vandas no Inverno


Ascocentrum Sagarik Gold x Ascocentrum curvifolium
Ascocentrum Sagarik Gold x Ascocentrum curvifolium
Foto e cultivo: Vico Orquídeas e Vandas

Dentre os integrantes de uma das famílias botânicas mais surpreendentes e ricas em diversidade, a Orchidaceae, destacam-se as exóticas Vandaceas. São orquídeas asiáticas de enorme apelo junto ao público consumidor de todo o mundo, conhecidas por suas raízes aéreas, cultivadas em ausência de substrato, seu colorido diverso e exuberante e, em muitos casos, seu perfume inesquecível.

As orquídeas Vandas pertencem, na verdade, a um variado grupo de gêneros, que inclui Vanda, Ascocentrum, Rhynchostylis, entre outros, além de inúmeros híbridos intergenéricos.

Dentre os atrativos que as orquídeas Vandas oferecem está o fato de não necessitarem de substrato. Seu hábito de crescimento monopodial permite que a mesma planta seja cultivada por décadas a fio, sem necessidade de vasos, substratos e replantes. Além disso, apresentam generosas florações, que podem ocorrer até três vezes em um mesmo ano.

De crescimento lento e contínuo, as orquídeas Vandas são tipicamente tropicais, necessitando de calor, umidade e bastante luminosidade para um bom desenvolvimento e florações. Estas características fazem com que o cultivador precise tomar alguns cuidados básicos durante o inverno, estação que pode trazer riscos ao cultivo bem sucedido destas orquídeas.

Orquídeas Vandas não gostam de frio


Um dos principais problemas da chegada do inverno é que as orquídeas Vandas podem entrar em dormência quando expostas a baixas temperaturas. Seu crescimento é interrompido até que condições mais favoráveis surjam. Nestas circunstâncias, suas florações também podem ser prejudicadas.

Os cultivadores de Vandas que moram em locais de climas mais frios têm o costume de colocar suas orquídeas dentro de casa, durante as noites mais frias de inverno. Isso as protege das baixas temperaturas e evita que entrem em repouso forçado. No entanto, é sempre importante colocá-las de volta ao seu local habitual de cultivo, logo que amanhecer. Sol e ventilação são cruciais para as Vandas, que não vão bem quando cultivadas dentro de casa.

Como regar orquídeas Vandas no inverno


Não é porque esfriou que podemos parar de regar as orquídeas. Principalmente as Vandas, que são cultivadas sem substrato. Mas a chegada do inverno pede moderação. 

Se estiver muito frio, a rega não precisa ser diária. Também é aconselhável evitar molhar as folhas, nesta estação. Procure regar as raízes na parte da manhã, para que elas tenham tempo de secar ao longo do dia. O acúmulo de água entre as folhas é perigoso e pode causar doenças fúngicas ou bacterianas.

Protegendo as orquídeas Vandas do vento


Uma boa ventilação é fundamental para o cultivo apropriado da orquídea Vanda. Caso suas folhas e raízes permaneçam molhadas por muito tempo, sofrerão o ataque de fungos e bactérias, que irão deteriorar estas estruturas. É particularmente importante evitar o acúmulo de água nas axilas das folhas e na parte central, a partir da qual elas nascem.

No entanto, o excesso de vento é prejudicial a estas plantas, que podem sofrer desidratação, por serem cultivadas com as raízes nuas. 

Durante o inverno, principalmente, certifique-se de que as Vandas não estejam localizadas no caminho de corredores de vento, que tenderão a desidratá-las, prejudicando seu desenvolvimento.


Seleção de orquídeas Vandas
Seleção de orquídeas Vandas
Foto e cultivo: Vico Orquídeas e Vandas

Estas dicas de cultivo de orquídeas Vandas durante o inverno foram fornecidas por Vilberto Guidi, proprietário da Vico Orquídeas e Vandas.


Patrocinado

Produtos selecionados para abrilhantar sua coleção e aprimorar seu cultivo. Veja outras sugestões na loja online.

Como Cuidar de Orquídeas - Curso em Livro e DVD

Aprenda a Fazer Arranjos com Suculentas - Curso Online

Bonsai Pássaro Azul

Umidificador de Ar Ultrassônico

Vaso Auto Irrigável Anti Dengue