Orquídea Tutankamen 'Pop'


Orquídea Sophrolaeliocattleya Tutankamen 'Pop'
Sophrolaeliocattleya Tutankamen 'Pop'

Sempre que lia o nome desta orquídea, sentia um certo desconforto, como se algo estivesse errado. Já a apresentei aqui no blog, como a Orquídea do Faraó. Por estarmos mais habituados a ler seu nome com a grafia Tutancâmon ou Tutankhamon, acabamos estranhando o modo como esta orquídea foi batizada, 'Tutankamen Pop'. O fato é que este é um registro oficial, realizado pelo criador da orquídea híbrida, na Royal Horticultural Society (RHS), entidade britânica responsável por catalogar todos os novos cultivares desenvolvidos no mundo.

Esta unique orquídea vermelha, de um colorido e textura espetaculares, é fruto do cruzamento entre a Cattleya Chocolate Drop e a Sophrolaeliocattleya Mae Hawkins. Apesar de descender de uma orquídea com 'chocolate' no nome, esta não apresenta um perfume característico. Trata-se de um híbrido famoso, criado na década de 1980. Infelizmente, como a maioria das orquídeas vermelhas, não é tão fácil encontrá-la disponível no mercado.

Seu cultivo pode ser realizado como aquele adotado para a maioria das orquídeas do gênero Cattleya e seus híbridos. Aprecia bastante luminosidade e deve ser regada sempre que o substrato estiver seco. Este exemplar vem sendo cultivado em vaso de plástico, preenchido com musgo sphagnum. Mas outros materiais podem ser utilizados, a depender do clima e das condições ambientais do local de cultivo.

Recentemente, surgiram rumores de que a tumba de Tutankhamon possa abrigar compartimentos secretos e que, em um deles, estariam escondidos os restos mortais da famosa rainha Nefertiti, cujo túmulo vem sendo procurado há séculos. Apenas uma curiosidade sobre os inúmeros mistérios que cercam este faraó, cujo nome serviu de inspiração para tão bela orquídea.