Orquídea Dendrobium aggregatum


Orquídea Dendrobium aggregatum
Dendrobium aggregatum

Esta é uma orquídea que demorou a florescer, aqui no apê. Após dois anos de cultivo, eis que um botão floral inédito finalmente surgiu, há alguns meses, para minha surpresa. Hoje, um pouco atrasado, trago para vocês a floração completa deste Dendrobium aggregatum, que ocorreu durante o auge da primavera, nos meses de outubro e novembro deste ano.

Também conhecida como Dendrobium lindleyi, em homenagem ao botânico inglês John Lindley, esta orquídea é típica de diversos países asiáticos, tais como China, Laos, Tailândia e Vietnã. Trata-se de uma orquídea epífita, de pequeno porte, cuja floração costuma ser abundante, consistindo em longas hastes repletas de avantajadas flores amarelas. No meu caso, apesar de possuir uma planta com um bom aspecto vegetativo e inúmeros pseudobulbos, obtive uma floração modesta, com apenas uma haste portando três flores. 

Como resultado, a haste floral permaneceu ereta, facilitando em muito a obtenção da foto que ilustra este artigo. Geralmente, devido ao maior número de flores, os cachos acabam tornando-se pendentes, proporcionando um espetáculo de floração. Espero que a coisa melhore no ano que vem.

O cultivo desta orquídea é um pouco mais dificultado devido às grandes mudanças que precisam ser aplicadas ao regime de regas e adubação, dependendo da estação do ano. Durante os meses do verão, quando novos pseudobulbos estão em desenvolvimento, as regas precisam ser abundantes. O substrato pode ser mantido mais úmido, neste período. No final do outono, e durante todo o inverno, é necessário aplicar o chamado stress hídrico, procedimento através do qual as regas são drasticamente reduzidas. A adubação também pode ser suspensa. 

O substrato mais seco, combinado com a queda de temperatura e diminuição de nutrientes, sinalizará à planta que a época de floração aproxima-se. Tomadas estas precauções, as hastes florais devem começar a surgir com a chegada da primavera. Nesta ocasião, as regas podem ser retomadas.

O meu Dendrobium aggregatum, como a maioria das minhas orquídeas, está sendo cultivado em um pequeno vaso de plástico preenchido com musgo sphagnum. Eu ganhei a planta do casal Hiroko e Takashi Matsumoto, há dois anos. Tem sido uma grande alegria acompanhar a evolução desta orquídea, que considero belíssima, pelo colorido exuberante e pela generosidade da floração.


Patrocinado: