Sophronitis cernua - Floração completa


Micro-orquídea Sophronitis cernua
Sophronitis cernua

A floração desta exuberante micro-orquídea laranja é o ponto culminante de uma série de fotos que venho publicando há algumas semanas. Vocês podem ver os estágios iniciais, desde os botões florais, na nossa página no Instagram.

Além das fotos apresentadas, capturei várias imagens de estágios intermediários, os quais omiti para poupá-los da lenta agonia de aguardar pelo desfecho desta floração.

A Sophronitis cernua é uma orquídea que apresenta ampla distribuição pelo território brasileiro, podendo também ser encontrada na Bolívia e no Paraguai. No Brasil, sua ocorrência concentra-se na região sudeste. Descoberta em 1828 nas imediações da cidade do Rio de Janeiro, esta espécie foi utilizada por Lindley para descrever todo o gênero Sophronitis.

Trata-se de uma micro-orquídea que aprecia bastante luminosidade, boa ventilação e umidade constante. Neste sentido, muitos cultivadores costumam utilizar o popular pau de barro, uma torre de cerâmica que permanece constantemente cheia de água. A orquídea é afixada no lado externo, da mesma forma que seria em um tronco de árvore. O material poroso da cerâmica provê umidade constante às raízes, sem encharcá-las.

Este é apenas um dos cachos florais de uma touceira maior. Aos poucos, ao longo das próximas semanas, vou mostrando outras fotos, a partir de diferentes ângulos. Infelizmente, é difícil observar todas as flores abertas ao mesmo tempo. Apesar disso, cada pequeno botão que se abre proporciona um espetáculo à parte.