Guia completo para cuidar de plantas dentro de casas e apartamentos

Sergio Oyama Junior

Orquídea Laranja


Orquídea Sophrolaelia Marriotiana
Sophrolaelia Marriotiana

São muitos e belíssimos os exemplos de orquídeas na coloração alaranjada, desde espécies puras até híbridos complexos, resultantes do cruzamento entre diversos gêneros. A orquídea laranja sempre se destaca em uma coleção, seja qual for sua procedência. Existem diferentes tons desta coloração, assim como nuances e padrões mesclados, envolvendo outras tonalidades. Algumas variedades de orquídea laranja são bastante raras, outras comumente encontradas, até mesmo na praia. A seguir, uma seleção de orquídeas alaranjadas que já passaram aqui pelo apartamento.



A orquídea laranja representada na foto de abertura deste artigo é um híbrido primário, fruto do cruzamento entre a orquídea vermelha Sophronitis coccinea e a orquídea amarela Laelia flava. Seu nome científico é Sophrolaelia Marriotiana. Trata-se de um exemplo de híbrido intergenérico, resultado da mistura de orquídeas pertencentes a gêneros diferentes. O interessante é que cada indivíduo é diferente, podendo variar bastante nas tonalidades de laranja. O meu exemplar, por exemplo, apresenta discretas venações tendendo ao vermelho, em suas pétalas, sépalas e labelo. Esta é uma belíssima orquídea laranja, que não costumo encontrar nas coleções. Procurei por bastante tempo até conseguir adquirir este exemplar.

Devido à presença da Sophronitis coccinea em sua genealogia, esta orquídea laranja é de difícil cultivo, pelo menos sob as condições climáticas aqui no apartamento. Ela não é muito exigente quanto à luminosidade, podendo florescer em ambientes mais sombreados. No entanto, requer bastante umidade no ar, sem que suas raízes fiquem encharcadas. Por este motivo, costumo cultivá-la em pequenos vasos de plástico, que possuem a capacidade de reter a umidade do substrato por mais tempo. Neste caso, dou preferência ao musgo sphagnum, pelo mesmo motivo.

Outro exemplo clássico de orquídea laranja, que faz bastante sucesso, é a Sophronitis cernua, uma miniatura com um intenso colorido e floração abundante. Neste caso, ironicamente, a variedade amarela é mais rara e pode atingir elevados valores no mercado. Trata-se de uma mini orquídea de fácil cultivo, bastante resistente, mas que requer elevados níveis de umidade relativa do ar.

Orquídea Sophronitis cernua
Sophronitis cernua

A Sophronitis cernua é uma orquídea epífita por natureza. Ela se desenvolve muito bem aderida aos troncos das árvores. Alternativamente, pode ser cultivada em placas de madeira ou pedaços de troncos cortados. A casca de peroba também é um excelente material para a adesão das raízes desta orquídea laranja. Aqui no apartamento, obtive bons resultados utilizando um cone de barro, que funciona como um vaso invertido, onde a orquídea fica aderida por fora, como uma epífita, e a água vai dentro do cone, que, por sua vez, libera a água para as raízes de forma gradativa, através da capilaridade.


Os níveis de luminosidade para que esta orquídea laranja floresça são um pouco mais altos, em relação à mini orquídea Marriotiana, apresentada anteriormente. No entanto, convém evitar o sol direto, principalmente nas horas mais quentes do dia, que pode causar sérias queimaduras em suas folhas.

Outra orquídea laranja que destaco é o híbrido Potinara Love Dressy 'Apple Pie'. Neste caso, a hibridação é mais complexa, e envolve quatro gêneros diferentes: Sophronitis, Brassavola, Laelia e Cattleya. Esta é uma orquídea laranja de porte um pouco mais avantajado, em comparação às anteriormente citadas. Ainda assim, trata-se de uma planta compacta, com pseudobulbos bem comportados, que não se espalham demasiadamente pelo vaso. As flores também são relativamente pequenas, conferindo a esta Potinara o status de mini Cattleya.

Orquídea Potinara Love Dressy 'Apple Pie'
Potinara Love Dressy 'Apple Pie'

Trata-se de uma orquídea laranja perfeita para quem cultiva plantas em apartamento, já que não ocupa muito espaço e não requer elevados níveis de luminosidade para florescer. Um local próximo a uma janela bem ensolarada, ou uma varanda que receba algumas horas de sol por dia, são excelentes opções para o cultivo desta Potinara Love Dressy. Seu colorido é espetacular. Destaca-se o tom de laranja que lembra o mamão, com leves sopros amarelados, contrastando com o labelo em um belíssimo vermelho aveludado.


Outra clássica orquídea laranja, bastante resistente e de muito fácil cultivo, é o Epidendrum fulgens. Trata-se de uma orquídea terrestre, também conhecida como orquídea da praia, por ocorrer nativamente em regiões litorâneas do sul e sudeste brasileiros. Suas flores alaranjadas possuem o fulgor de um pássaro de fogo. Devido ao fato de o labelo ficar virado para cima, o gênero Epidendrum costuma ser apelidado de orquídea crucifixo.

Orquídea Epidendrum fulgens
Epidendrum fulgens

Embora seja terrestre, esta orquídea laranja pode ser plantada como epífita, em substrato composto por casca de pinus, carvão vegetal e fibra de coco. Alternativamente, pode ser cultivada como uma planta de jardim, sob sol pleno, com as raízes assentadas diretamente na terra. De tão rústica, sobrevive aos solos arenosos do litoral, suportando também a maresia.

Sua única exigência é a luminosidade, que precisa ser intensa. Dificilmente esta orquídea laranja florescerá, caso seja cultivada em ambientes sombreados. Quanto mais horas de sol por dia ela puder receber, melhores e mais frequentes serão suas florações.


Outra orquídea laranja digna de nota é o Dendrobium Stardust 'Firebird'. Trata-se de uma orquídea híbrida, bastante popular. Infelizmente, ainda não adquiri um exemplar desta cor. O meu clone corresponde à versão amarela, nomeada Dendrobium Stardust 'Chiyomi', conforme vemos na foto abaixo. A versão alaranjada possui flores no mesmo formato, mudando apenas a tonalidade da cor.

Orquídea Dendrobium Stardust 'Chiyomi'
Dendrobium Stardust 'Chiyomi'

Como já comentei aqui no blog, em outras ocasiões, não acho ético eu ficar roubando fotos de orquídeas de outros cultivadores, apenas para ilustrar os artigos que publico neste espaço. Portanto, apenas apresento fotos autorais, de orquídeas por mim cultivadas aqui no apartamento.

Apenas frisando, o Dendrobium Stardust 'Firebird' possui flores alaranjadas, ao passo que o Dendrobium Stardust 'Chiyomi' é amarelo. Ambos são belíssimos e vale a pena ter um de cada na coleção. São orquídeas resistentes, mas que necessitam de um período de stress hídrico, em que as regas são drasticamente reduzidas, no outono e inverno, para que suas flores surjam em abundância na primavera. Este é um procedimento comumente aplicado a várias espécies e híbridos do gênero Dendrobium. Caso sejam regadas demais, durante este período de temperaturas mais baixas, estas orquídeas tendem a produzir vários keikis, que são brotos aderidos aos pseudobulbos em forma de cana.

Evidentemente, a lista de orquídeas laranja é muito mais extensa. No entanto, estes foram os exemplares que já tive o prazer de cultivar, aqui no apartamento. Considero uma das minhas cores preferidas, juntamente com a vermelha. Sempre vale a pena aquecer a temperatura do orquidário com estas belas florações ensolaradas.