Orquídea Epidendrum fulgens - Pássaro de fogo


Orquídea Epidendrum fulgens
Epidendrum fulgens

A família das orquídeas é tão grande, de uma diversidade tão fantástica, que abriga espécies como o Epidendrum fulgens, em quase todos os aspectos diferente da maioria dos seus parentes. Popularmente conhecido como orquídea da praia, este Epidendrum é típico da região costeira do sul e sudeste do Brasil.


O Epidendrum fulgens pode ser cultivado diretamente na terra, ao contrário das orquídeas epífitas, que vivem sobre as árvores. Trata-se de uma espécie bastante rústica e resistente, vegetando em solo arenoso, debaixo de sol pleno, em seu habitat natural. Esta orquídea tende a apresentar um crescimento exagerado, com hastes finas e elongadas, podendo ultrapassar dois metros de altura. Este fenômeno tende a se exacerbar em ambientes muito sombreados. Nesta situação, o Epidendrum fulgens dificilmente florescerá.

Esta belíssima orquídea é cultivada há muitos anos pelo casal Tomoko e Helio Simizu, que generosamente ofereceu-me uma muda como presente. A imponente touceira da planta mãe bate recordes de altura a cada ano e, repleta de hastes florais, foi inclusive utilizada como ornamentação de um casamento. O interessante é que a muda, por sua vez, também é uma grande touceira, com seis hastes, aparentando ser ainda maior aqui na sacada do apartamento. Apesar disso, adaptou-se perfeitamente e está linda.


Orquídea Epidendrum fulgens
Epidendrum fulgens

Existe um clone famoso de uma orquídea híbrida, do gênero Dendrobium, chamado 'Firebird', pássaro de fogo. Ao ver as flores deste Epidendrum bem de perto, logo lembrei-me deste nome, que seria tão apropriado neste caso. Além da beleza de cada flor, o conjunto é bastante chamativo e simétrico. Ainda há mais botões para abrir. Oportunamente, mostro uma atualização da floração.

O cultivo desta orquídea é bastante facilitado pelo fato de poder ser feito diretamente na terra, sob sol direto, como uma planta de jardim. Além disso, apresenta um crescimento vigoroso e florações abundantes. Há muito tempo, já havia cogitado cultivar uma orquídea indestrutível. Hoje, graças a este belo presente, ela mora aqui em casa.