Orquídeas no Apê
Orquídeas no Apê
Orquídeas no Apê

Mini Espada de São Jorge


Sansevieria trifasciata 'Hahnii'
| Sansevieria trifasciata 'Hahnii' |

Em um mundo cada vez mais digitalizado, à medida que nossos domínios virtuais se expandem, os espaços físicos vão se tornando cada vez mais exíguos. Para os apreciadores das plantas de interior, a saída tem sido apostar nas versões em miniatura das tradicionais espécies ornamentais, comumente cultivadas dentro de casas e apartamentos. É o caso da mini espada de São Jorge, estrela do artigo de hoje.

A tradicional e ubíqua espada de São Jorge, cujo nome científico é Sansevieria trifasciata, apresenta as características ideais de uma típica planta de sombra, muito embora também possa ser cultivada em áreas externas, sob sol pleno. Esta é uma planta que se adapta facilmente a diferentes condições ambientais, requer pouquíssima manutenção, e é extremamente resistente.


Neste contexto, a mini espada de São Jorge herda todas as características favoráveis ao seu cultivo em interiores, acrescentando ainda a praticidade que seu porte mignon oferece, tornando-a ideal para os ambientes internos mais apertados. Esta é uma planta que resiste, inclusive, ao clima inóspito dos recintos corporativos, que frequentemente sofrem a influência dos aparelhos de ar condicionado e a incidência da luminosidade proveniente de fontes artificiais.

Em algumas regiões do país, a mini espada de São Jorge também é conhecida pelo nome popular espadinha. Trata-se de uma variedade anã da espécie botânica Sansevieria trifasciata, pertencente à família Asparagaceae. Por incrível que pareça, esta típica planta de interior é parente de plantas como a pleomele e pata de elefante.

De modo geral, a mini espada de São Jorge, que apresenta as folhas completamente verdes, corresponde à variedade Sansevieria trifasciata 'Hahnii'. Já a forma variegata, que possui contornos amarelos em suas folhas, é conhecida como Sansevieria trifasciata 'Golden Hahnii'. Já a versão menos conhecida, com folhas que mesclam tons bem claros de verde e cinza, com um aspecto prateado, é chamada de Sansevieria trifasciata 'Silver Hahnii'.


Em países de língua inglesa, a mini espada de São Jorge é popularmente conhecida como bird's nest snake plant. Em uma tradução livre, este termo pode ser entendido como a versão ninho de passarinho (bird's nest) da planta cobra (snake plant). Isso porque a forma original da Sansevieria trifasciata, com longas e verticais folhas suculentas, é frequentemente apelidada de snake plant, no exterior. Já a sua variedade miniaturizada apresenta o aspecto de uma pequena roseta, com as folhas mais curtas e largas.

Graças a estes detalhes anatômicos, a Sansevieria trifasciata 'Hahnii' acaba tendo a aparência de uma pequena bromélia. No entanto, é importante salientar que a mini espada de São Jorge pertence a uma família botânica completamente distinta das bromeliáceas. Esta é uma planta originária do continente africano, sendo sua forma tipo encontrada nativamente em países como Congo e Nigéria, na costa ocidental da África.

Já a forma anã desta planta foi observada, pela primeira vez, em uma estufa comercial nos Estados Unidos. A mini espada de São Jorge surgiu a partir de uma mutação espontânea da forma tipo. Com base neste primeiro achado, diversas outras variedades foram produzidas, através de cruzamentos seletivos. Hoje em dia, é possível encontrar um grande leque de cores, formatos e tamanhos da versão 'Sansevieria trifasciata Hahnii'.


Como se trata de uma planta suculenta, a mini espada de São Jorge desenvolve-se melhor em solos arenosos, compostos por uma mistura de terra vegetal e areia grossa de construção, em partes iguais. No entanto, devido à grande resistência e rusticidade desta espécie, qualquer tipo de substrato acaba resultando em um desenvolvimento satisfatório. O importante é que o material seja bem aerado, pouco compactado e rapidamente drenável.

O vaso pode ser de plástico ou barro, sem maiores problemas. É importante que ele tenha furos no fundo e uma camada de drenagem, composta por pedrisco, argila expandida ou cacos de telha. Por cima deste material, uma manta geotêxtil ajuda a reter o substrato arenoso e impede que as raízes entupam os drenos do recipiente. Estas estruturas apresentam um crescimento vigoroso, tomando conta do vaso rapidamente. É aconselhável que replantes periódicos sejam realizados, para evitar que o recipiente seja danificado pelo volume crescente das raízes.

As regas da mini espada de São Jorge devem ser bem espaçadas. Embora seja bastante resistente, esta planta de natureza suculenta ressente-se do excesso de umidade no solo. Caso suas raízes fiquem encharcadas por muito tempo, existe a grande probabilidade de que apodreçam, devido à ação de bactérias e fungos nocivos. Nestes casos, é comum vermos as folhas íntegras, intactas, mas com o sistema radicular já comprometido. No inverno, é aconselhável aumentar o espaçamento entre as irrigações.


Não é necessário oferecer uma adubação muito elaborada à Sansevieria trifasciata 'Hahnii', já que esta planta raramente floresce, quando cultivada dentro de casas e apartamentos. Uma fórmula de manutenção, do tipo NPK, de uso geral para folhagens ornamentais, é suficiente para garantir o bom desenvolvimento da mini espada de São Jorge. Durante os meses mais frios do ano, não é necessário adubar a planta.

Esta é uma espécie que apresenta um crescimento bastante acelerado, multiplicando-se com facilidade. Através da emissão de rizomas subterrâneos, novos brotos são espontaneamente formados, a todo momento. Estas mudas podem ser separadas e plantadas individualmente, ou deixadas no vaso, para que encorpem a touceira da mini espada de São Jorge, proporcionando um belíssimo efeito ornamental, com diversas rosetas agrupadas.

A Sansevieria trifasciata 'Hahnii' também pode ser propagada através de suas folhas. Estas estruturas podem ser utilizadas em sua forma íntegra ou cortadas transversalmente. Basta colocá-las em um recipiente com água ou areia úmida, para que comecem a emitir novas raízes e novas brotações. É interessante notar que, através deste processo, as mudas resultantes vão sempre apresentar a forma tipo, totalmente verde, perdendo as características variegadas da planta mãe.


É importante manter a mini espada de São Jorge fora do alcance de crianças pequenas e animais de estimação. Esta é uma planta que pode causar alguns sintomas de intoxicação, caso seja acidentalmente ingerida. O mesmo vale para a forma tipo, original.

Para quem possui pouco espaço para cultivar suas plantas, as versões em miniatura das plantas ornamentais convencionais são perfeitas para conferirem um aspecto de urban jungle aos ambientes internos, em geral. A mini espada de São Jorge fica perfeita junto a outras conhecidas variedades anãs, como a mini samambaia, mini palmeira ou mini antúrio.

Publicado em: | Última atualização:





Bacharel em biologia pela Unicamp, com mestrado e doutorado em bioquímica pela Usp, escreve sobre o cultivo de orquídeas, suculentas, cactos e outras plantas dentro de casas e apartamentos.

São Paulo, SP, Brasil