Guia Completo para Cuidar de Plantas dentro de Casas e Apartamentos

Início

Sergio Oyama Junior


Orquídeas no Apê

Árvore do Dinheiro - Monguba - Pachira aquatica


Pachira aquatica
| Pachira aquatica |

Diz a lenda que, em um momento de dificuldades financeiras, uma pessoa encontrou casualmente um exemplar de Pachira aquatica e a levou para casa. A partir de suas sementes, obteve várias mudas, que passou a cultivar e vender. Desde então, a prosperidade passou a reinar em sua vida. Esta é a estória por trás da monguba ou munguba, que também é popularmente conhecida como árvore do dinheiro. Ainda que este nome popular possa ser atribuído a várias plantas, esta espécie botânica é a mais conhecida como tal.

A árvore do dinheiro é bastante apreciada e reverenciada em países asiáticos. Nestas culturas, acredita-se que receber uma monguba de presente traz sorte e riqueza para o lar. O hábito de trançar os caules da Pachira aquatica também tem seu simbolismo, sendo considerada uma forma de trancafiar a fortuna no meio da planta. Em países de língua inglesa, o mesmo apelido costuma ser utilizado, money tree.


É particularmente interessante a grande quantidade de plantas associadas aos conceitos de bem-estar, sorte e riqueza. Temos a folha da fortuna, flor da fortuna, dinheiro em penca, planta chinesa do dinheiroárvore da felicidade, planta da amizade, apenas para citarmos alguns exemplos. Neste sentido, percebemos que estes seres clorofilados não são meros objetos de decoração, em nossas casas e apartamentos.

A monguba faz parte da família botânica Malvaceae, a mesma do baobá e hibisco. Também faz parte da mesma família da árvore do dinheiro a planta conhecida como lanterna chinesa, Abutilon striatum, já apresentada, aqui no blog.

A espécie Pachira aquatica é originária do continente americano, ocorrendo nativamente nas Américas Central e do Sul. Seu nome científico faz referência ao fato de a árvore do dinheiro ser frequentemente encontrada em regiões alagadiças, de pântanos, várzeas de rios e outros locais onde existe grande quantidade de água no solo. Devido a esta característica, a monguba é considerada uma das plantas mais fáceis de se cultivar, já que não sofre do clássico problema de morte por afogamento, devido ao excesso de regas.


A árvore do dinheiro é uma planta tropical, que aprecia temperaturas amenas ao longo de todo o ano e elevados níveis de umidade relativa do ar. Em seu habitat de origem, a planta pode chegar a dezoito metros de altura. No entanto, no cultivo doméstico, em vasos, a monguba acaba tendo o porte de um bonsai. Seus caules são alargados na base, servindo como reservatórios de água.

As folhas da monguba são compostas, formadas por nove folíolos, dispostos com o aspecto de uma mão espalmada. As flores da árvore do dinheiro são grandes e vistosas. Quando polinizadas, produzem frutos em forma de castanhas, que são comestíveis. Evidentemente, no cultivo doméstico, principalmente dentro de casas e apartamentos, é muito difícil que a Pachira aquatica floresça ou frutifique.

A monguba é uma das poucas árvores que podem ser cultivadas em ambientes mais sombreados. Embora aprecie bastante luminosidade, a árvore do dinheiro desenvolve-se bem em interiores, desde que seu vaso seja posicionado em um local bem próximo a uma janela ensolarada. No entanto, o sol pleno das horas mais quentes do dia pode causar queimaduras nas folhas da Pachira aquatica. Esta é uma espécie que se desenvolve bem sob uma luminosidade intensa, porém filtrada.


A árvore do dinheiro não gosta de vasos muito grandes. É preciso ir ajustando o tamanho do recipiente, à medida que a planta cresce. Desta forma, as raízes estarão sempre justas no vaso, sem que fiquem apertadas demais ou com substrato sobrando. Embora esta seja uma planta originária de regiões com grandes quantidades de água no solo, é importante que, no cultivo doméstico, dentro de casas e apartamentos, o solo não fique encharcado por muito tempo. No ambiente interno e urbano, é essencial que os vasos tenham furos no fundo e uma camada de drenagem, composta por argila expandida, brita ou qualquer outro material particulado.

O solo ideal para o cultivo da monguba é aquele rico em matéria orgânica, levemente ácido, bem aerado e facilmente drenável. Uma mistura de terra vegetal e composto orgânico, como húmus de minhoca ou esterco curtido, em partes iguais, é suficiente para garantir um bom desenvolvimento da árvore do dinheiro.

A Pachira aquatica aprecia regas abundantes, até que a água escoe bastante pelos drenos no fundo do vaso. Depois deste processo, devemos aguardar um período, durante o qual o substrato irá secar bem, até que uma nova rega copiosa seja efetuada. Na natureza, a árvore do dinheiro passa por estes ciclos, que alternam períodos de seca e água em abundância.


Esta é uma planta que aprecia bastante as bandejas umidificadoras, aparatos com areia ou pedrisco e uma lâmina de água no fundo, sobre os quais os vasos se apoiam. A umidade sobe por capilaridade e evaporação, garantindo um microclima saudável para o crescimento da monguba, e simulando a condição frequentemente encontrada em seu habitat original.

Como o substrato já é rico em matéria orgânica, uma adubação mineral, do tipo NPK, de natureza complementar, pode ser aplicada durante os meses mais quentes do ano, quando o metabolismo da planta está mais ativo. Durante o inverno, as fertilizações podem ser suspensas.

Principalmente quando é cultivada dentro de casas e apartamentos, a árvore do dinheiro tende a acumular poeira em suas folhas. Para que o processo de captação da luz solar, que já é escassa em interiores, seja otimizada, é preciso limpá-las com frequência. Eu costumo utilizar uma bola de algodão úmida. Não é necessário aplicar produtos químicos vendidos para dar brilho às folhas.


Embora seja uma planta resistente e de fácil cultivo, a monguba pode, eventualmente, ficar com as folhas amareladas. Geralmente, este é um sinal de que falta luminosidade à planta. Para corrigir o problema, basta aproximá-la mais de uma fonte de luz. A árvore do dinheiro pode, inclusive, ser cultivada sob uma iluminação artificial, geralmente utilizada de forma complementar à natural. Mudanças constantes de local também tendem a causar a perda das folhas, por parte da Pachira aquatica, que prefere ser deixada em paz, onde está.

Em resumo, a árvore do dinheiro é uma excelente opção para os regadores compulsivos, já que tolera um solo mais úmido, ainda que não sobreviva a uma condição excessivamente encharcada, dentro de casas e apartamentos. Trata-se de uma planta resistente e de fácil cultivo, bastante ornamental.

Publicado em: | Última atualização:





Bacharel em biologia pela Unicamp, com mestrado e doutorado em bioquímica pela Usp, escreve sobre o cultivo de orquídeas, suculentas, cactos e outras plantas dentro de casas e apartamentos.

São Paulo, SP, Brasil