Orquídea Miltonia colombiana


Orquídea Miltonia colombiana
Miltonia colombiana

A orquídea Miltonia colombiana, também popularmente conhecida como orquídea amor-perfeito, devido à semelhança de suas flores com as da famosa planta de jardim, pertence atualmente ao gênero botânico Miltoniopsis (do latim 'semelhante à Miltonia'). O termo 'colombiana' visa diferenciar esta orquídea daquelas realmente pertencentes ao gênero Miltonia, tipicamente encontradas em território brasileiro e oriundas de regiões de climas mais quentes.

As orquídeas do gênero Miltoniopsis, por sua vez, ocorrem em regiões de elevadas altitudes, particularmente nas áreas andinas de países ao norte da América do Sul, tais como Equador e Colômbia. Por esta razão, são plantas acostumadas a temperaturas mais amenas. Estas características tornam mais complicado o cultivo da Miltonia colombiana em território brasileiro.

Graças a demorados processos de cruzamento e melhoramento genético das Miltoniopsis, tem sido possível a obtenção de orquídeas híbridas mais tolerantes ao calor. A maioria das orquídeas encontradas no mercado, sob a denominação popular de Miltonia colombiana, corresponde a híbridos já modificados e aclimatados. No entanto, continua sendo uma planta mais delicada, de cultivo mais desafiador.

Existem Miltonias colombianas famosas, como as que homenageiam a jornalista Ananda Apple e suas filhas, Liz e Ceo Apple. São lindas e foram produzidas pelo Sr. Nagase, conhecido hibridizador de orquídeas do gênero Miltoniopsis.

O exemplar da foto acima, tirada pelo meu primo a pedido da sua mãe, uma tia muito querida, cresce e floresce muito saudável junto a inúmeras outras orquídeas e flores das mais variadas espécies. Minha tia tem o dedo verde e dispõe de uma ampla casa repleta de plantas. Sempre que vou lá, fico maravilhado com as novidades.

Já a Miltonia da foto abaixo floresceu no Hospital das Orquídeas, justamente um local de cultivo que visa dar uma segunda chance a orquídeas que seriam descartadas por seus donos originais. Foram várias florações consecutivas, o que demostra que esta Miltoniopsis encontra-se perfeitamente recuperada e aclimatada. Um feito que não consigo repetir aqui na varanda das Orquídeas no Apê.


Orquídea Miltonia colombiana ou Miltoniopsis
Miltonia colombiana ou Miltoniopsis

A orquídea Miltonia colombiana não pode ser cultivada em regiões muito quentes, não tolerando sol direto em suas folhas. A luminosidade deve ser abundante, porém filtrada.

Para não correrem o risco de se desidratarem, estas orquídeas precisam de regas frequentes. Porém, não podem ficar com o substrato encharcado. Para evitar que isto aconteça, o vaso tem que ter uma boa drenagem e o material escolhido como substrato precisa apresentar uma rápida secagem.

A Miltoniopsis, quando apresenta problemas em suas raízes ou é regada insuficientemente, apresenta um crescimento sanfonado de suas folhas. Este é um sinal típico de desidratação.

É aconselhável que a adubação, quando fornecida sob a forma industrializada, tenha sua dose reduzida pela metade. Esta orquídea não tolera excesso de sais minerais em suas raízes.

Apesar de tantas exigências e 'não me toques', esta Miltonia colombiana é belíssima e recompensa plenamente os cuidados recebidos. Vale sempre a pena tentar acomodar algumas nas nossas coleções. Eu sigo tentando...

8 comentários:

  1. Oba, primeirona a comentar! Sergio, tenho uma Miltonia igualzinha a essa e também acho o cultivo difícil. A minha veio florida, quatro anos atrás, e nunca mais deu um botãozinho sequer. E é mimada a moça, viu? Recebe adubo, foi transplantada, tem sombra e água fresca, amiguinhas por perto... Acho que o clima não deve ser do agrado dela, porque na minha varanda venta muito e não bate muito sol direto. Então, suspeito que ela precise de condições de cultivo que eu não posso oferecer. Enquanto eu não ganho na loteria e vou morar numa casa com quintalzão, o jeito é curtir a folhagem da minha Miltonia, que está sempre bonita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol, muito obrigado pela visita e pelo comentário! Você merecia mesmo ser a primeira, afinal foi quem incentivou a abertura desta seção!

      Pois é, eu também tentei de tudo com as minhas, mas passaram desta para melhor. A sua ainda está viva e com a folhagem bonita, que bom!

      De fato, esta da minha tia está no quintal, em uma bancada sombreada por uma escada vazada. O ambiente é bastante úmido e a luminosidade alta. Aqui também é difícil reproduzir estas condições.

      Excluir
    2. Acabei de comprar na 44ª Expo de SBC uma Miltonia linda 2 fllores e mais 3 botóres abrindo, tirei foto oloquei na minha página na maior empolgação... mas como sou iniciante, e dizem ser de dificil cultivo... já estou assustada. As flores são maravilhosas e me ensinaram a deixá-la sempre umida e em lugar com alta luminosidade. Aqui em SBC umidade é que não falta... já comprei mesmo, agora é rezar para florir no ano que vem novamente...

      Excluir
    3. Que bom, parabéns pela nova menina! Não tenha medo, sempre vale a pena tentar o cultivo daquelas orquídeas das quais gostamos! Torço para que dê tudo certo e ela volte com mais flores no ano que vem! Muito obrigado pelo comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  2. Maravilhosa,orquídea sou uma admiradora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Angela! Que bom que gostou, fico feliz! Muito obrigado pela visita e comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  3. Olá Sergio, vai fazer um mês que resolvi me dedicar ao cultivo de orquídeas, tenho algumas no meu apto e estou asdistindo todos vídeos disponíveis para poder dar o conforto e cuidado que elas merecem. A Miltonia tem várias espécies? E todas são difíceis de cultivar. Valeu!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Valéria, tudo bem? Que bom saber que está cuidando de orquídeas em apartamento! Sim, o gênero Miltonia tem várias espécies. O cultivo varia bastante de uma para outra, mas de modo geral é possível tê-las em apartamento.

      Abraços!

      Excluir