Guia completo para cuidar de plantas dentro de casas e apartamentos

Sergio Oyama Junior

Trapoeraba Roxa - Tradescantia pallida purpurea


Trapoeraba Roxa - Tradescantia pallida purpurea
Tradescantia pallida purpurea

Esta é uma planta que, apesar de belíssima, costuma passar despercebida pela maioria das pessoas, por ser considerada comum demais. Geralmente, a trapoeraba roxa é encontrada na rua, em canteiros nas calçadas, podendo inclusive brotar espontaneamente em terrenos baldios. No entanto, as folhas arroxeadas da Tradescantia pallida purpurea adicionam um colorido único ao paisagismo das mais diversificadas áreas externas, exigindo muito pouco em termos de manutenção. Bonita e resistente, a trapoeraba roxa desenvolve-se com rapidez, formando belíssimas touceiras em tempo recorde. Como se não bastasse, suas florações ocorrem de forma frequente e generosa, sob a forma de solitárias e minimalistas flores de três pétalas em púrpura, contrastando com as anteras amarelas.

O que poucos sabem é que a Tradescantia pallida purpurea pode ser uma ótima opção para o uso como houseplant, planta para interiores. Com a moda das urban jungles, muitos têm se valido da rusticidade e beleza da trapoeraba roxa para incrementar suas florestas urbanas. Dada a predominância óbvia da cor verde, principalmente nas plantas cultivadas dentro de casas e apartamentos, a exótica coloração púrpura desta espécie de Tradescantia quebra a monotonia e acrescenta vida e calor à decoração dos ambientes.


No hemisfério norte, onde a trapoeraba roxa é mais apreciada como folhagem ornamental, os nomes populares são mais pomposos. Em países de língua inglesa, a Tradescantia pallida pode ser encontrada como purple queen ou purple heart. Por aqui, também há quem a chame de coração roxo.

O gênero Tradescantia é bastante rico em plantas utilizadas no paisagismo, bem como na decoração de interiores. Temos o popular lambari roxo, Tradescantia zebrina, o abacaxi roxo, Tradescantia spathacea, e a exótica suculenta teia de aranha, Tradescantia sillamontana. São plantas duráveis, de fácil cultivo e bastante ornamentais. Além disso, este gênero é bastante versátil, podendo ser utilizado em áreas externas, como forração ou bordadura, ou então na decoração de ambientes internos, em vasos. Muitas espécies adquirem o aspecto de plantas pendentes, ficando bastante exuberantes.

Trapoeraba Roxa - Tradescantia pallida purpurea
Tradescantia pallida purpurea

A Tradescantia pallida purpurea é originária do México. Trata-se de uma planta pertencente à família botânica Commelinaceae. Suas folhas e caules esculturais apresentam uma belíssima coloração púrpura, com leves nuances esverdeadas. Quanto mais luminosidade ela receber, mais arroxeadas ficarão suas folhas. À meia sombra, com luz insuficiente, a cor tende para o verde, ficando menos atrativa. Olhando bem atentamente, suas folhas são recobertas por tricomas, pequenas estruturas em forma de pelo. O conjunto é bastante escultural, formando densas touceiras rapidamente. Apesar de sua rusticidade, é bom tomar cuidado no manuseio da trapoeraba roxa, que possui caules frágeis, de natureza suculenta, que se quebram com facilidade. Por esta razão, é necessário protegê-la de ventos fortes.


A propagação da trapoeraba roxa ocorre facilmente a partir destas estacas retiradas da planta mãe. Basta colocá-las na água para enraizarem. Também podem ser plantadas diretamente na terra. O meu exemplar, por exemplo, veio de uma moita abandonada na calçada. Devo salientar que eu jamais enfiaria a mão através do portão para roubar plantas de jardins alheios. Acredito que, por ser tão comum, esta planta nem seja cultivada comercialmente, para o varejo. Nunca vi uma muda de trapoeraba roxa à venda. Já no paisagismo de grandes áreas externas, ela é bastante utilizada.

Em floras e garden centers, o mais frequente é encontrarmos as primas da Tradescantia pallida à venda, tais como as espécies Tradescantia zebrina e Tradescantia spathacea, que são mais comumente comercializadas como plantas ornamentais. A Tradescantia sillamontana costuma ser vendida como planta suculenta, muito embora entouceire facilmente e fique enorme.

Outra forma bastante comum de multiplicação da trapoeraba roxa é através de suas sementes. A Tradescantia pallida produz flores ao longo de todo o ano. Quando polinizadas, elas formam frutos com sementes, que são levadas pelo vento, germinando em qualquer local. Por esta razão, é muito comum vermos mudas de trapoeraba roxa em terrenos abandonados e até mesmo em frestas nas calçadas.


A trapoeraba roxa pode ser cultivada em canteiros, jardineiras ou em vasos. É importante que estes locais tenham boa drenagem e não acumulem a água das regas. De modo geral, é sempre bom evitar o uso do pratinho sob o vaso, por este motivo. O solo ideal é aquele já comprado pronto, que contém uma mistura de materiais próprios para o cultivo da maioria das plantas ornamentais de interiores. Não há necessidade da adição de muita matéria orgânica, principalmente se a Tradescantia pallida for mantida dentro de casas e apartamentos. Estes compostos tendem a se decompor, exalando odores desagradáveis e atraindo insetos indesejáveis.

Para auxiliar na floração, um bom adubo comercial do tipo NPK, mais rico em fósforo, é o mais indicado. Além disso, é importante que a trapoeraba roxa seja cultivada em um local com boa luminosidade, fator importante para induzir o surgimento das flores. Em locais muito sombreados, além de as flores não aparecerem, os caules da Tradescantia pallida tendem a ficar mais compridos e frágeis. A planta sofre um processo chamado estiolamento, crescendo de forma acelerada em busca de luz. Por isso, caso ela seja cultivada dentro de casas e apartamentos, é importante que fique bem próxima a uma janela que receba bastante luminosidade, preferencialmente face norte.

Além da bela folhagem, a Tradescantia pallida purpurea oferece o bônus de sua floração, que é típica para todas as espécies do gênero. São flores solitárias, portando três pétalas em um tom claro de magenta, com delicados estames amarelos ao centro. Elas surgem com mais frequência durante o verão, embora possam ser apreciadas durante todo o ano. O interessante é que, todos os dias, uma flor desabrocha, fechando-se no final da tarde. Em um primeiro momento, eu acreditei que a mesma flor se abria e se fechava todos os dias. Tempos depois, observei os restos mortais das flores mais antigas, já secas.

Para quem não tem preconceito com plantas comuns, a trapoeraba roxa é uma excelente adição à coleção dos amantes de plantas. Juntamente com outras espécies do gênero Tradescantia, ela traz cor e alegria a qualquer ambiente. Além disso, é uma planta resistente, de fácil cultivo e bastante florífera.