A rainha das mini-orquídeas - Laelia alaorii


Mini-orquídea Laelia alaorii
Laelia alaorii

Dentre as mini-orquídeas que coleciono, esta alvíssima Laelia alaorii certamente mereceria o título de rainha, ainda que extra-oficialmente. Pertencente à família Orchidaceae, cujos primeiros representantes foram descobertos há mais de 200 anos, esta miniatura somente foi descrita recentemente, em 1976, por Brieger e Bicalho. Tipicamente brasileira, esta orquídea habita uma pequena região de Mata Atlântia, no litoral da Bahia.

Tanto a planta quanto as flores são de pequeno porte. Uma característica interessante desta orquídea é que a flor não se abre totalmente, o que lhe confere uma aparência de botão de rosa. Este exemplar da foto ficou bem fechado, já observei flores mais abertas. Outro charme desta minha Laelia alaorii é a cor, excepcionalmente branca. Há alguns traços em lilás nas pontas das sépalas. O perfume é agradabilíssimo, embora bastante tênue.

Esta é uma orquídea que necessita de uma alta umidade realtiva do ar em seu ambiente de cultivo. Neste sentido, mantenho-a plantada em vaso de plástico, em substrato misto contendo sphagnum e casca de pinus, assim como veio do produtor. O vaso apoia-se sobre uma camada de argila expandida, encobrindo uma fina lâmina de água. Há uma boa circulação de ar e a iluminação é intensa, filtrada por sombrite 50%.

A partir de agora, meu desafio será manter esta preciosidade viva, para que eu possa presenciar novas florações, que costumam ocorrer mais de uma vez ao ano.