A rainha das mini-orquídeas - Laelia alaorii


Mini-orquídea Laelia alaorii
Laelia alaorii

Dentre as mini-orquídeas que coleciono, esta alvíssima Laelia alaorii certamente mereceria o título de rainha, ainda que extra-oficialmente. Pertencente à família Orchidaceae, cujos primeiros representantes foram descobertos há mais de 200 anos, esta miniatura somente foi descrita recentemente, em 1976, por Brieger e Bicalho. Tipicamente brasileira, esta orquídea habita uma pequena região de Mata Atlântia, no litoral da Bahia.

Tanto a planta quanto as flores são de pequeno porte. Uma característica interessante desta orquídea é que a flor não se abre totalmente, o que lhe confere uma aparência de botão de rosa. Este exemplar da foto ficou bem fechado, já observei flores mais abertas. Outro charme desta minha Laelia alaorii é a cor, excepcionalmente branca. Há alguns traços em lilás nas pontas das sépalas. O perfume é agradabilíssimo, embora bastante tênue.

Esta é uma orquídea que necessita de uma alta umidade realtiva do ar em seu ambiente de cultivo. Neste sentido, mantenho-a plantada em vaso de plástico, em substrato misto contendo sphagnum e casca de pinus, assim como veio do produtor. O vaso apoia-se sobre uma camada de argila expandida, encobrindo uma fina lâmina de água. Há uma boa circulação de ar e a iluminação é intensa, filtrada por sombrite 50%.

A partir de agora, meu desafio será manter esta preciosidade viva, para que eu possa presenciar novas florações, que costumam ocorrer mais de uma vez ao ano.

26 comentários:

  1. muito delicada e pode-se observar pelas folhas, plena saúde, resultado de muito bom cultivo. Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Margarida! Que ótimo receber sua visita, fico honrado! Sou fã do seu cultivo e de sua coleção de alaorii.

      Fico feliz em saber que gostou, eu não esperava que esta fosse tão branca. Muito obrigado pelo comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  2. Ela com certeza irá florir várias vezes, está iluminando vida!!! Lembrando que a descoberta foi do Sr. Alor, salvando um pequeno exemplar de uma área que estava sendo desmatada... ao florir apresentou para Brieger e Bicalho que identificaram como realmente uma espécie nova.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Roney! É verdade, bem lembrado. Eu li no seu site esta incrível história da descoberta pelo Sr. Alaor de Oliveira. Aqui, acabei resumindo demais...

      Tomara que sim, espero saber cultivar esta orquídea. Muito obrigado pela visita e pelas informações!

      Um grande abraço!

      Excluir
  3. Com certeza que vai cuidar bem dela, não só porque tem aí uma jóia maravilhosa, mas também porque orquidófilo que cuida das suas plantas com paixão terá sempre um prémio em dobro. Parabéns.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Américo! Que bom, tomara que sim! Muito obrigado pelas palavras de apoio, espero poder cultivar bem esta orquídea. Sou sempre muito grato pela sua visita e comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  4. Sergio, nossa vida!
    Você se supera a cada orquídea, a cada artigo maravilhosamente composto por belezas especiais e raras da natureza!

    A maneira como descreveu a nova "rainha" é pura poesia! Sério mesmo!
    Se eu fosse você, além de compartilhar essas preciosidades altivas em imagens tão lindas, também lançaria frases poéticas sobre elas!
    O talento está em você! É inerente à sua pessoa!

    Ah, a rainha branca é linda.. parece até que consegui aspirar o seu perfume daqui...é suave, suave!!!

    Obrigada por seu entusiasmo, por sua dedicação!!
    Um abraço e muito carinho!
    Feliz semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriana! Imagine, você como sempre tão gentil! Suas visitas e comentários sempre trazem um sopro de vida e alegria a este pobre blog.

      Mas fico feliz em saber que está gostando das orquídeas e dos textos! Muito obrigado pelas palavras de incentivo, não mereço tanto.

      Como passei tanto tempo escrevendo relatórios e teses, confesso que me acho despreparado para esta linha mais poética! Mas vou pensar com carinho no que disse, muito obrigado pelo apoio!

      Imagine, Adriana, eu que sou sempre muito grato pelo seu carinho e atenção!

      Um grande abraço e uma ótima semana para você também!

      Excluir
  5. What an incredibly beautiful species, Sergio, and the photo is just simply stunning. Very well done - both the growing and the photography.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hi, Ron! I'm very happy reading your comment, thank you so much for your support! I do hope to be able to take photos like yours, someday! All the best!

      Excluir
  6. Sergio ela é muito linda.
    Ficou demais a foto.
    Obrigada por compartilhar.
    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bete! Que bom que gostou, muito obrigado pelo apoio! De fato, esta flor foi uma grata surpresa para mim! Imagine, eu que agradeço pela visita e atenção!

      Um grande abraço!

      Excluir
  7. Lindissíma,
    estou convencido da impossibilidade do cultivo e manutenção destas formosuras por leigos
    Além das técnicas,somente resplandece nas mãos dos mestres

    Esta era uma planta mística: na china antiga,esta flor se associava aos festejos primaveris.Acreditava que a orquídea afastava as forças negativas,muito utilizadas como instrumentos metafísicos,assim como a arruda,pelos europêus na idade média,ainda hoje,na China,ela garante a paternidade, mas a morte de uma criança pode ser causada pelo corte de uma orquídea,vem do grego e significa ...testículos! Símbolo da pureza espiritual

    O preocupante é o ato destruitivo indiscriminado dos traficantes nas nossas serras nativas,meu irmão (florestal) já apreendeu vários indivíduos com sacos e mais sacos de orquídeas no parque do Rola Moça -BH - zona de transição de Cerrado para Mata Atlântica
    Infelizmente uma devastação ilegal,pelo alto valor de mercado desta maravilha de flor

    Linda mesmo ,a sua Laelia alaorii
    Parabéns Sérgio

    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nino! Que bom receber sua visita! Imagine, eu também era completamente leigo no cultivo de orquídeas, apesar de ser biólogo. Com paciência e um pouquinho de tempo, todos nós podemos cultivar algumas espécies em casa.

      Adorei suas explicações sobre a história das orquídeas, muito interessante! É curioso como ela esteve associada a questões espirituais e metafísicas nos primórdios.

      De fato, é uma grande lástima que, ainda hoje, haja extração ilegal destas plantas em seu habitat natural. Que bom que existem pessoas, como o seu irmão, dispostas a lutar pela preservação e coibir crimes contra o meio-ambiente.

      É sempre bom tomar o cuidado de comprar orquídeas em orquidários de confiança, que produzem suas plantas através de técnicas em laboratório.

      Muito obrigado pela sua visita e pelo rico comentário! Fico contente que tenha gostado desta alaorii!

      Um grande abraço!

      Excluir
  8. Olá Sérgio,

    Tudo bem?,

    Chegando no seu blog que eu ainda não seguia, :),
    Mas ja me instalei por aqui só de ler esta postagem tão cheia de delicadeza sobre orquídeas. Apesar de não ter um conhecimento profundo sobre elas gosto de admirá las, são delicadas e por vezes uma das flores mais valorosas. Agora mais do que nunca fiquei encantada com sua forma de descrevê las e esta rainha que postastes é linda e exige cuidados delicados , são plantas bem melindrosas . Bom , como estou aprendendo mais sobre elas por aqui claro que voltarei mais....Amei tudo por aqui......

    Abraços e tenhas uma bela noite ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cecilia! Tudo ótimo, e você?

      Que bom receber sua visita, fico feliz em saber que aprecia as orquídeas. Apenas isso já basta para que você possa cultivá-las com sucesso! Tenho certeza de que terá muitas e belas flores desta família fascinante!

      Muito obrigado pela visita e pelas palavras! São comentários como o seu que me motivam a continuar!

      Um grande abraço e uma ótima noite para você também!

      Excluir
  9. Olá,Sérgio!
    Fiquei daqui hoje impressionada com a beleza tão exótica e ao mesmo tempo tão suave desta tua belíssima orquídea, a "Laelia alaorii"...Uma flor realmente fantástica! Também adoro as flores bem branquinhas,que nos passam um sentimento de paz e poesia... E esta delicada orquídea é, sem dúvida, um dos tesouros da nossa maravilhosa flora brasileira!Muito obrigada,Sérgio,por compartilhar um pouco da estória e da beleza dessas magníficas orquídeas conosco!
    Meu amigo,sei que a Páscoa já passou,mas aproveito pra desejar que o espírito de renovo e renascimento que ela simboliza possa estar sempre presente a cada singelo dia em nossos corações!
    Meu abraço grande e uma semana maravilhosa pra você!!!
    Teresa
    ("Se essa lua fosse minha")

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Teresa! Tudo bem? Que ótimo receber sua visita e ler sua mensagem! Pois é, esta orquídea acaba chamando a atenção pela sua discrição. Embora seja mini e branca, possui um apelo inegável. Que bom que gostou, fico contente!

      Muito obrigado pelos votos, também desejo este espírito de Páscoa a você e à sua família. Sou sempre muito grato pela sua visita e carinho!

      Um grande abraço e uma ótima semana para você também!

      Excluir
  10. Que espetáculo Sergio, tinha perdido esta preciosidade!

    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana! Que bom que você veio ver esta pequena! De fato, ela é preciosa, bem pequena e delicada!

      Muito obrigado pela sua visita e interesse!

      Um grande abraço!

      Excluir
  11. Oi Sergio!adorei seu comentário sb micro orquideas,eu gosto muito dessa flor,coleciono em meu trabalho,por muitas árvores e espaço,atualmente moro em ap,e gostaria de adquirir as micros para as minhas horas vagas,como faço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lila, tudo bem? Que legal, parabéns pelas suas orquídeas! Um especialista em micro-orquídeas é o Sr. Masuji Kayasima. Ele é um dos entrevistados aqui do blog. Lá na matéria dele, você encontra os dados de contato. Muito obrigado pelo interesse e boa sorte!

      Um grande abraço!

      Excluir
  12. Sergio,
    precisando replantar minha alaori acabei me encontrando com seu blog que é sempre um ensinamento muito bom!..eu havia reparado que a minha alaori não abria totalmente ,mas pensei que fosse um problema da minha muda....Adorei saber dessa característica dela,que não encontrei menção em outro lugar...Obrigada Sergio!...Um grande abraço e saudades!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Suely, tudo bem? Que ótimo receber sua visita! De fato, esta é uma característica da alaorii. No começo, eu também ficava preocupado!

      Imagine, eu que agradeço a você pelo carinho do seu comentário!

      Um grande abraço, também estou com saudade!

      Excluir
  13. Oi, Sergio, tudo bom? Fiquei interessado quando você falou que ela tem um perfume agradável. Pode descrevê-lo mais? Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rafael! Tudo bem? Por aqui, tudo em ordem! Olha, é um perfume bem sutil, que a mim lembra um pouco o aroma de um sabonete. Confesso que sou péssimo para descrever perfumes, peço desculpas! Muito obrigado pelo interesse!

      Um grande abraço!

      Excluir