Crassula Green Pagoda


Suculenta Crassula Green Pagoda
Crassula Green Pagoda

Algumas plantas suculentas são conhecidas pelo curioso design arquitetônico do conjunto de suas folhas. Dentre os vários gêneros existentes, destacam-se algumas espécies e híbridos de Crassula. A suculenta de hoje, Green Pagoda, lembra aqueles templos asiáticos em forma de torres, as pagodas, com seus diversos andares geometricamente alinhados. 

Esta belíssima Crassula Green Pagoda foi um presente de Tomoko e Helio Simizu, a quem agradeço imensamente pelo carinho. Ao longo dos próximos artigos, vou apresentar outras plantas especiais que ganhei do casal, que possui uma diversificada coleção de orquídeas, suculentas e outras plantas, todas impecavelmente cultivadas.


Suculenta Crassula Green Pagoda
Crassula Green Pagoda

Sempre fui fascinado pelas Crassulas e suas exóticas formas tridimensionais, milimetricamente simétricas. Uma espécie bastante cobiçada é a Crassula pyramidalis. Um híbrido dela descendente, a Crassula Buddha's Temple, é uma obra de arte moderna, espetacular. 

Estas plantas suculentas, em especial, são conhecidas no exterior como the stacked Crassulas, algo como as Crassulas empilhadas, todas obedecendo esta curiosa formação geométrica. Em um primeiro momento, são muito parecidas entre si, havendo inclusive uma multitude de híbridos entre estas espécies.

A Crassula Green Pagoda, por exemplo, é um híbrido que lembra bastante as Crassulas peforata e rupestris. Há, no entanto, alegações de que este seja um cruzamento resultante das espécies pyramidalis e rupestris.

Analisando mais de perto, esta Crassula é constituída por pequenas peças quadrangulares (as folhas) com um furo central, todas dispostas ao redor de um eixo (o caule), formando uma estrutura que lembra um colar de botões.


Suculenta Crassula Green Pagoda
Crassula Green Pagoda

O cultivo desta planta suculenta é bastante tranquilo, podendo ser efetuado tanto em interiores como em áreas externas, desde que protegidas do sol direto nas horas mais quentes do dia. Dentro de casa, o ideal é que ela fique próxima a uma janela bem iluminada. O solo precisa ser bem drenável, o clássico substrato para suculentas, contendo uma mistura de terra e areia. A rega só deve ocorrer quando o material estiver bem seco.

Sempre que o caule da Crassula Green Pagoda é cortado, dois novos brotos surgem no local, como ilustra a foto acima. Além disso, pequenos filhotes costumam surgir nas laterais da planta. Adicionalmente, como em toda suculenta, sua propagação pode ser feita através das folhas, colocadas em um berçário.

Bonita, exótica e de fácil cultivo, esta é uma joia que merece um lugar de destaque nas coleções dos que apreciam plantas suculentas.


8 comentários:

  1. Aproveitando suas dicas e me familiarizando com as ID's. Difícil comprá-las com identificação por aqui. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô, Tida, que alegria saber que os artigos estão sendo úteis! De fato, é uma pena que os fornecedores dificilmente coloquem identificação nas suculentas.

      Muito obrigado pelo comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  2. Sergio, como vai querido?
    Estou encantada com esse amor que agora está ofertando às suculentas!
    Elas realmente são plantas exóticas, diferentes, incríveis!!
    Essa do artigo de hoje, Green Pagoda, está fantástica!!
    Vejo nela uma matemática perfeita, de formas e quadrantes em plena harmonia...Realmente se parece muito com os templos asiáticos!!
    E eles foram os precursores da matemática não foram? Ahh, acho que não sei...rsrs Mas tenho certeza que essa suculenta é belíssima!!

    Um beijo amigo querido e uma semana encantadora!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriana, tudo bem? Por aqui, tudo em ordem!

      Pois é, decidi dedicar-me ao cultivo do que é capaz de sobreviver às condições hostis aqui do apartamento! As suculentas, de fato, foram uma grata surpresa na minha vida.

      Com certeza, há cálculos complexos envolvidos na construção destes templos. Mas também desconheço esta informação sobre os precursores da matemática.

      Adorei sua visita, muito obrigado pelo carinho de sempre!

      Beijos e uma ótima semana!

      Excluir
  3. Esta suculenta é muito incrível, Sérgio...parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jalo, que bom que gostou! Muito obrigado pela visita e apoio!

      Um grande abraço!

      Excluir
  4. Oi Sérgio! Fazia horas que andava atrás do nome desse plantinha tão linda! Salva por você! Acho bacana demais esse teu jeito de dividir experiência e conhecimento com as pessoas... e, principalmente, a paciência de responder a todos os comentários! Sou fã incondicional! Beijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Claudia! Tudo bem? Imagine, que alegria ler seu comentário. Bondade sua!

      Fico feliz por saber que encontrou o nome desta suculenta, que adoro! Muito obrigado pela visita e pelo carinho das suas palavras!

      Um grande abraço!

      Excluir