Guia completo para cuidar de plantas dentro de casas e apartamentos

Sergio Oyama Junior

Suculenta Sedum Oro - Sedum japonicum


Suculenta Sedum japonicum
Sedum japonicum

A nomenclatura das plantas suculentas pode ser um assunto particularmente confuso, principalmente quando se tratam de membros do gênero Sedum. A espécie em destaque, no artigo de hoje, é bastante conhecida e está presente em muitas coleções. No entanto, existe uma grande controvérsia a respeito da sua real identificação. Esta é uma suculenta popularmente conhecida como Sedum Oro, graças ao tom amarelado de suas minúsculas e delicadas folhas gorduchas. A planta é conhecida por sua aparência única, que lembra um tapete de musgo dourado.



Ainda que exista alguma divergência na literatura, o mais correto é afirmar que o nome científico da planta suculenta popularmente conhecida como Sedum Oro corresponde à variedade Sedum japonicum 'Tokyo Sun'. Também há quem associe o termo Sedum Oro a um híbrido da espécie botânica Sedum acre.

A verdade é que são todas plantas muito parecidas, popularmente denominadas stonecrops, em países de língua inglesa. O Sedum Oro, particularmente, costuma ser conhecido como golden japanese stonecrop. Nesta categoria de suculentas, já apresentamos o Sedum makinoi, aqui no blog. Assim como o Sedum Oro, esta espécie forma delicados tapetes dourados. Ambas as plantas são frequentemente utilizadas como forração, em jardins rochosos, de inspiração desértica.

Também é bastante comum encontrarmos o Sedum Oro em terrários de cactos e suculentas, geralmente abertos, além de mini jardins, onde esta suculenta costuma fazer o papel de gramado.

O gênero Sedum pertence à grande família Crassulaceae de plantas suculentas, sendo bastante diversificado, morfologicamente falando. Aqui no blog, já apresentamos o Sedum morganianum, popularmente conhecido como suculenta dedo de moça, que apresenta um aspecto pendente, além do Sedum moranense, que possui uma aparência mais ramificada, que lembra um mini arbusto.


Uma característica interessante do Sedum Oro é que sua coloração varia de acordo com os níveis de luminosidade aos quais a planta é submetida. Quando cultivada sob sol pleno, em áreas externas, o Sedum japonicum 'Tokyo Sun' assume sua característica coloração amarelada, que nos remete à aparência de um tapete dourado. No entanto, quando cultivado em ambientes mais sombreados, principalmente dentro de casas e apartamentos, o Sedum Oro adquire um aspecto mais esverdeado. Quanto mais luz puder ser fornecida a esta suculenta, mais colorida e vibrante será sua aparência.

No entanto, é sempre bom lembrar que o Sedum Oro, juntamente com outras espécies do gênero, é típico de países localizados no hemisfério norte, onde as temperaturas são mais amenas. Aqui no Brasil, convém proteger a planta do sol direto, principalmente durante as horas mais quentes do dia, no verão. Nestas ocasiões, o uso de uma tela de sombreamento é recomendado.

O solo ideal para o cultivo do Sedum Oro é aquele mais arenoso, bem aerado e rapidamente drenável. Existem substratos próprios para o cultivo de cactos e suculentas, à venda em lojas de jardinagem. Alternativamente, pode-se misturar terra vegetal e areia grossa, em partes iguais. É importante que a areia seja aquela de construção, não a de praia, já que esta última contém elevados níveis de salinidade, prejudiciais ao desenvolvimento das plantas.


Tanto em vasos como em terrários, é importante que o Sedum Oro seja cultivado sobre uma boa camada de drenagem, composta por pedrisco ou argila expandida. Uma manta geotêxtil pode ser utilizada para separar o substrato do material de drenagem, evitando que o solo arenoso se perca durante as regas. Muitos cultivadores reutilizam o filtro de café, com esta finalidade.

O vaso para o cultivo do Sedum Oro pode ser de barro ou de plástico. No entanto, é importante ter em mente que o vaso de barro, por ser mais poroso, permite que o substrato seque mais rapidamente. Já o vaso de plástico, por reter a umidade do solo por um período mais prolongado, vai exigir um regime de regas mais espaçado. Qualquer que seja o material escolhido, é essencial que ele tenha furos no fundo e que o pratinho sob o vaso seja removido, para que não acumule a água das regas. O excesso de umidade no substrato é a forma mais eficaz de se matar esta suculenta, já que esta condição favorece a proliferação de fungos e bactérias, capazes de dizimar uma coleção de suculentas, em pouco tempo. Na dúvida, é sempre melhor manter a planta mais seca do que úmida.

O Sedum Oro não necessita de uma adubação muito elaborada. Qualquer formulação de manutenção, do tipo NPK, é suficiente para garantir um bom desenvolvimento desta suculenta. Caso o intuito seja favorecer sua floração, uma formulação mais rica em fósforo pode ser aplicada. No entanto, este é um fenômeno que dificilmente ocorrerá, principalmente quando o Sedum Oro é cultivado dentro de casas e apartamentos. De modo geral, esta é uma suculenta mais valorizada por seu aspecto vegetativo, tendo as florações uma importância ornamental secundária.

É interessante salientar que, nem sempre, uma adubação mais intensa resultará em uma planta mais saudável. No caso do Sedum Oro, por exemplo, o excesso de fertilizante, principalmente aquele mais rico em nitrogênio, pode resultar em uma planta mais elongada e frágil. Neste caso, uma adubação excessiva pode ser mais prejudicial do que a sua ausência.


A multiplicação do Sedum Oro se dá pela simples divisão de suas touceiras, que se alastram rapidamente, na horizontal. Esta é uma planta suculenta que não costuma ficar muito alta. No entanto, quando cultivada sob níveis insuficientes de luminosidade, a tradicional moita arredondada tende a ficar mais rala, resultado do estiolamento dos caules, que crescem de forma acelerada, em busca de mais luz.

Para quem cultiva suas suculentas em interiores, pode ser desafiador manter o Sedum japonicum com a aparência uniforme, arredondada e compacta, com a qual a planta costuma vir do produtor. O mesmo ocorre com o Sedum makinoi. Estas são plantas que costumam ficar mais bonitas em varandas ensolaradas ou jardineiras localizadas na parte externa das janelas. Dentro de casas e apartamentos, é importante que elas recebam o maior número possível de horas de sol por dia, em uma localização próxima a uma janela bem iluminada. Aqui no apartamento, confesso que já vi alguns exemplares de Sedum Oro perderem sua beleza, por falta de luminosidade. Ainda assim, não resisto à beleza desta suculenta, e estou sempre adquirindo novos exemplares, na tentativa de oferecer um cultivo mais adequado, da próxima vez.