Guia completo para cultivar plantas dentro de casas e apartamentos

Sergio Oyama Junior

Corações Emaranhados - Ceropegia woodii


Suculenta Ceropegia woodii
Ceropegia woodii

Nunca havia prestado muita atenção a esta planta suculenta, até o dia em que me apercebi do fato de que suas folhas possuíam a aparência de dois corações justapostos. Acabei descobrindo que o apelido da espécie Ceropegia woodii é, justamente, corações emaranhados. Apesar de sua aparência frágil e delicada, esta suculenta é extremamente resistente, além de se desenvolver muito rapidamente. Seus finos caules repletos de corações vão ficando pendentes, cada vez mais compridos, com o tempo. Esta é uma excelente opção de planta suculenta para ser cultivada em ambientes mais sombreados, dentro de casas e apartamentos.



Nos países de língua inglesa, a suculenta corações emaranhados é conhecida como string of hearts ou rosary vine, onde faz bastante sucesso como houseplant, planta de interiores. Isto porque ela se desenvolve bem sob condições de cultivo muito semelhantes àquelas que podemos oferecer no interior de nossos lares, com temperaturas amenas, luminosidade difusa e baixos índices de umidade relativa do ar.

Aqui no Brasil, percebo um aumento da procura por estes corações emaranhados. Provavelmente, a Ceropegia woodii vem se beneficiando da onda de plantas suculentas, de modo geral, que estão bastante em voga, atualmente.

A suculenta corações emaranhados é originária de regiões ao sul do continente africano, pertencendo à família botânica Apocynaceae. A espécie Ceropegia woodii foi assim nomeada em homenagem ao seu descobridor, John Medley Wood, curador do Durban Botanic Gardens, na África do Sul. Dependendo do humor do taxonomista, esta planta também pode ser considerada uma subespécie de Ceropegia linearis.

Existem duas formas de corações emaranhados, mais comumente encontradas no mercado. A variedade tipo é predominantemente verde, com um aspecto marmorizado por delicadas venações em cinza claro, tendendo ao prateado. Suas folhas suculentas, em forma de coração, lembram miniaturas de ciclame. Já a forma variegata apresenta folhas que mesclam tons de creme, lilás e verde acinzentado, como mostrada na foto de abertura deste artigo. Em ambos os casos, a suculenta corações emaranhados pode apresentar caules com uma tonalidade púrpura, caso a planta seja cultivada em locais com boa luminosidade.


Quando bem cultivados, os corações emaranhados podem atingir grandes proporções. Suas touceiras vão se tornando pendentes, com caules que podem atingir de dois a quatro metros de comprimento. Para se obter um bom efeito ornamental, o ideal é primeiro formar um vaso bem cheio, através do plantio de várias mudas justapostas. A suculenta corações emaranhados pode crescer a partir de sementes, tubérculos ou estacas. Os tubérculos se formam ao longo dos caules, nas axilas das folhas. Eles podem ser destacados e plantados separadamente, gerando novas mudas. Os ramos cortados também se propagam com bastante facilidade.

É interessante notar que a forma variegata da Ceropegia woodii cresce mais lentamente. A espécie tipo, mais esverdeada, desenvolve-se com mais rapidez, preenchendo um vaso com bastante facilidade. Quanto mais luminosidade puder ser fornecida à suculenta corações emaranhados, mais rápido será seu desenvolvimento. Além disso, suas folhas tendem a adquirir uma tonalidade mais escura de verde, sob condições de cultivo ideais. Em ambientes muito sombreados, a coloração das folhas tende a ficar mais clara e pálida.

Por este motivo, dentro de casas e apartamentos, é importante que a suculenta corações emaranhados fique posicionada em um local que receba bastante luminosidade, preferencialmente com algumas horas de sol direto por dia, no início da manhã ou no final da tarde. Varandas ensolaradas, faces norte, leste ou oeste, também são boas opções para o cultivo da Ceropegia woodii. A luminosidade também é importante para que os corações emaranhados floresçam, tipicamente durante os meses de outono. Durante o inverno, a planta entra em dormência, de modo que suas regas devem ser diminuídas.


Nas demais estações do ano, as regas da suculenta corações emaranhados devem ser bem espaçadas, com a frequência típica recomendada para o cultivo da maioria das outras plantas suculentas. O importante é que o solo seque bem, entre uma irrigação e outra. O melhor método para aferição da umidade do substrato é colocando a ponta do dedo sobre a superfície, afundando levemente. Se o material estiver úmido, não devemos regar. Além disso, o peso do vaso dá uma boa ideia do nível de umidade do solo. Quanto mais leve estiver o vaso, mais seca estará a terra em seu interior.

O substrato para o cultivo dos corações emaranhados é aquele típico para cactos e suculentas, mais arenoso e pobre em nutrientes. Embora existam misturas prontas para o uso, à venda em casas especializadas, podemos fazer uma versão caseira, através da junção de terra vegetal e areia grossa, em partes iguais. É importante que o substrato seja bem aerado e facilmente drenável.

O vaso para o cultivo da suculenta corações emaranhados pode ser de barro ou plástico, sem maiores problemas. Como esta é uma planta pendente, que fica melhor em vasos suspensos, costumo dar preferência ao vaso de plástico, por ser mais leve e prático. No entanto, este material tende a conservar a umidade do substrato por períodos mais prolongados, razão pela qual a frequência das regas deve ser diminuída.

Como toda suculenta, a Ceropegia woodii ressente-se do excesso de umidade no solo, razão pela qual devemos evitar o uso do famigerado pratinho sob o vaso, que pode acumular a água das regas e favorecer o apodrecimento das raízes dos corações emaranhados. Neste caso, eles se tornariam corações magoados, que é o apelido de outra planta, o coleus.


A suculenta corações emaranhados não necessita de uma adubação muito intensa, para se desenvolver a contento. Pelo contrário, quando elevados níveis de nitrogênio estão presentes no solo, a Ceropegia woodii tende a desenvolver tecidos vegetais mais frágeis e amolecidos. O ideal é utilizar um adubo próprio para cactos e suculentas, do tipo NPK, em níveis equilibrados. Para que a floração dos corações emaranhados seja estimulada, pode-se alternar esta fórmula de manutenção com um fertilizante mais rico em fósforo, próprio para auxiliar a floração.

Ainda que eu não considere as flores da suculenta corações emaranhados a coisa mais linda do mundo, ainda assim são estruturas exóticas e interessantes. Lembram pequenas plantas carnívoras. Vale salientar que, além da adubação específica, a Ceropegia woodii precisa de bastante luminosidade, com algumas horas de sol direto por dia, para que possa florescer adequadamente. Este é um evento mais difícil de ser observado quando os corações emaranhados são cultivados em interiores.

No entanto, suas longas e delicadas cascatas de coraçõezinhos pendurados, ainda que sem flores, são um espetáculo à parte. Quanto mais madura for a planta, mais densas e compridas serão suas touceiras. Por ser uma suculenta de fácil cultivo e rápido crescimento, a corações emaranhados é uma aquisição valiosa para o rol de plantas cultivadas dentro de casas e apartamentos.