Guia completo para cuidar de plantas dentro de casas e apartamentos

Sergio Oyama Junior

Como Começar um Negócio com Suculentas


Suculentas


Durante toda a vida, sempre tive dificuldade em encontrar uma atividade que eu gostasse de exercer e que, ao mesmo tempo, fosse rentável. Embora tenha feito faculdade e pós-graduação, tendo atuado por muitos anos na pesquisa acadêmica, nunca me senti plenamente feliz. Também não vivenciei um retorno financeiro, frente a tanto esforço. Neste contexto, acho uma bênção poder viver fazendo o que se gosta. É algo que venho tentando colocar em prática, nos últimos anos, com este blog. Ao longo deste artigo, veremos opções de negócios envolvendo plantas suculentas.

A primeira delas, obviamente, é escrever sobre o assunto e obter uma remuneração através da venda de espaços publicitários. É o que tenho feito, aqui neste blog. Ainda que ele tenha surgido a partir da minha paixão por cultivar orquídeas, atualmente, o carro chefe que atrai o maior número de visitantes é composto por artigos sobre cactos e suculentas. Esta é uma tendência que está em alta, já há alguns anos, e não dá sinais de arrefecimento.

Embora seja um negócio com um investimento baixo, a criação de um blog sobre suculentas envolve bastante trabalho, que precisa ser diário, além de dar retorno somente a longo prazo. São necessários vários meses, e até anos, para que o volume de visitas aumente, gradativamente. Com o passar do tempo, a marca vai se tornando mais conhecida. Esta é uma questão muito valorizada pelos mecanismos de busca, a confiabilidade da marca por trás de um conteúdo. Portanto, além de produzir textos de qualidade, com informações completas e relevantes sobre cactos e suculentas, é importante focar em adquirir expertise, autoridade e confiança em relação ao que se publica.

Suculentas

No blog, cada artigo escrito equivale a uma semente plantada. É um trabalho de dedicação e paciência.

Analogamente, o negócio de cultivar suculentas para venda é outra possibilidade interessante. Neste contexto, é importante dispor de bastante espaço, com boas condições de luminosidade e ventilação. Idealmente, as estufas de cultivo deveriam ser protegidas da chuva e do sol direto, que podem causar estragos nas suculentas mais sensíveis. O problema deste modelo de negócios é que o cultivo de suculentas a partir de sementes é um processo difícil e demorado. Mesmo quando se obtém mudas a partir de folhas ou estacas, são necessários alguns anos até que elas atinjam a maturidade. Portanto, neste tipo de negócio com suculentas, o importante é trabalhar em grande escala, plantando uma grande quantidade de mudas, em diferentes estágios de desenvolvimento, para que o fluxo de vendas não sofra interrupções. Outra questão importante, e difícil de ser trabalhada, é a logística de distribuição das suculentas ao mercado consumidor. O ideal, neste caso, é fornecer as plantas a revendedores, alternativa que diminui os custos com pontos de venda.

Uma outra possibilidade de ganhar dinheiro com suculentas, que traz retornos mais imediatos, é a compra e revenda destas plantas. Compra-se no atacado e vende-se no varejo. Neste caso, é importante ter uma boa estrutura de logística por trás do negócio. Embora pareça simples, esta atividade envolve um bom planejamento quanto aos custos, preços de venda e marketing. Os custos são bem maiores, principalmente se um ponto físico de vendas estiver envolvido. Há quem faça a divulgação pela internet e envie as plantas suculentas pelos correios. Este é um procedimento complicado, principalmente porque, pelas regras da empresa, o envio de plantas vivas é proibido. Trata-se de um cuidado para evitar a disseminação de doenças. Transportadoras particulares fazem este serviço, mas nem sempre os custos compensam.

Suculentas

Outro problema envolvido no negócio de comprar e vender suculentas está no custo do produto final, que costuma ser baixo. Acaba sendo necessário um grande volume de vendas, para que o retorno financeiro seja expressivo. É bem verdade que existem colecionadores especializados em vender suculentas raras, de maior valor. No entanto, o público consumidor deste tipo de planta é bem mais restrito.

Uma forma interessante de se contornar este problema é através de um aumento do valor agregado atribuído ao produto final. Ao invés de se vender cactos e suculentas, da maneira como eles chegam do produtor, a ideia é vender estas plantas sob a forma de arranjos, terrários e mini jardins.

As plantas suculentas estão fazendo tanto sucesso que já competem com as orquídeas e flores de corte, em diferentes ocasiões. Há quem coloque suculentas em bouquets de noiva ou distribua estas plantas como lembranças de casamento, bodas ou aniversário. Elas também estão bastante presentes na decoração de interiores, seja no cotidiano ou em festas e momentos especiais.

Neste contexto, fornecer arranjos bonitos com cactos e suculentas é uma excelente opção de negócio. Esta é uma atividade que, embora renda mais dinheiro do que a simples venda de suculentas, necessita de uma etapa intermediária de aprendizado, com investimento em conhecimento. Assim como o ato de escrever um blog sobre plantas requer expertise e confiabilidade, produzir arranjos com suculentas, terrários ou mini jardins requer prática e treinamento.

Isto porque, frequentemente, vejo arranjos de cactos e suculentas, nas lojas de jardinagem e garden centers que costumo frequentar. Nestes locais, é bastante comum vermos suculentas sendo vendidas a três reais, em vasinhos de plástico, e arranjos, em pequenas bacias ou bandejas, sendo comercializados por 40 reais ou mais. Este é o diferencial do trabalho extra de compor o arranjo, gerando um maior valor agregado. No entanto, as composições que costumo ver são pobremente executadas, e a sensação é a de que se pegou um punhado de suculentas, umas de sombra, outras de sol pleno, umas desérticas, outras epífitas, e foram todas entulhadas em um recipiente acanhado, resultando em um conjunto mal-planejado e mal-acabado.

Suculentas

Sendo assim, caso a intenção seja vender um produto com um maior valor agregado, é interessante reservar um tempo e recursos para investir em treinamento e conhecimento. Esta é uma etapa frequentemente ignorada, que faz toda a diferença na qualidade do resultado final, bem como no sucesso do negócio.

Hoje em dia, é possível aprender quase tudo, sem sair de casa, através de cursos online. Eu sou um grande fã deste modo de aprendizado, pela praticidade e redução de custos. No entanto, é preciso tomar cuidado porque, da mesma maneira que é fácil produzir um curso e jogar na internet, também se proliferam os materiais de ensino com baixa qualidade. Já vi vários cursos de plantas suculentas, sendo comercializados na internet, nos quais eu não investiria meu dinheiro.

Adicionalmente, é importante que o curso ensine, além de fazer arranjos, terrários e mini jardins, com cactos e suculentas, todos os processos envolvidos no negócio como um todo, que incluem o modo de precificação do produto final, os custos com material, as melhores embalagens, coisas essenciais para que o negócio seja bem-sucedido. Outro grande diferencial, que muitos cursos não oferecem, é o suporte após a venda, com diferentes possibilidades para que dúvidas sejam sanadas, no decorrer da implementação do negócio.

Neste contexto, um curso que conheci por acaso, e que passei a gostar e admirar, é o ministrado pela Isabel Schneppendahl, da Bela Suculentas. Ela é dona de um canal, de mesmo nome, com mais de 90 mil seguidores, no Instagram.

Acessando o link patrocinado abaixo, você poderá assistir a um vídeo no qual ela explica como transformou sua paixão por suculentas em um negócio lucrativo.


Curso de Suculentas