Lírio laranja


Lírio laranja
Lilium híbrido

Os lírios verdadeiros podem ser confundidos com várias plantas que produzem flores similares, ou que são conhecidas popularmente como lírios sem, contudo fazer efetivamente parte do gênero Lilium. É o caso do lírio da paz, que na realidade é um Spathiphyllum. As flores pertencentes ao gênero Alstroemeria também são conhecidas como lírios dos incas.

Mesmo a flor que popularmente conhecemos como o lírio verdadeiro é, na verdade, resultado do cruzamento de várias espécies pertencentes ao gênero Lilium, que vêm sendo aprimoradas pelos produtores de modo a exibirem as mais diferentes colorações. Já há, no mercado, exemplares desenvolvidos para não desprenderem o pólen, que costuma causar alergia em algumas pessoas.

Os lírios são originários do hemisfério norte, sendo que mais da metade é proveniente da China e Japão. Por esta razão, os lírios Lilium são popularmente conhecidos como lírios asiáticos ou lírios japoneses. O exemplar da foto é um híbrido, já adaptado à vida nos trópicos.

A principal característica desta flor consagrada na decoração de interiores é o seu perfume acentuado, que para alguns pode ser enjoativo. Assim como as tulipas, os lírios nascem a partir de bulbos após um período de dormência. Fazer um bulbo de tulipa ou lírio reflorescer pode ser um desafio e tanto. Isto porque são plantas de regiões de clima temperado e são necessários alguns truques para que esta estrutura volte a dar flores.

Este belíssimo lírio laranja, na foto de abertura deste artigo, foi um presente à minha mãe, dado pela minha cunhada, sempre muito carinhosa com toda a família. Claro que não perdi a oportunidade de fotografá-lo. Ainda há vários botões para abrir, mas o arranjo já está muito bonito.

Achei curioso o fato de apenas agora, na minha idade avançada, eu ter aprendido que existem lírios de outras cores além da branca.