Guia Completo para Cuidar de Plantas dentro de Casas e Apartamentos

Início

Sergio Oyama Junior


Orquídeas no Apê

Suculenta Graptoveria 'Silver Star'


Suculenta Graptoveria 'Silver Star'
Graptoveria 'Silver Star'

Com sua roseta farta, compacta e surpreendentemente simétrica, de colorido suave e delicadas nuances prateadas, a suculenta Graptoveria 'Silver Star' vem fazendo bastante sucesso junto aos colecionadores. Cada uma de suas folhas termina em uma ponta afilada, que adquire uma coloração rosada, quando a planta é cultivada em um local com bastante luminosidade. Esta é uma suculenta que, embora possa ser cultivada dentro de casas e apartamentos, fica mais bonita e colorida em ambientes externos, bem ensolarados.

Varandas face norte, leste ou oeste, que recebam a luz solar direta por várias horas ao dia, bem como jardineiras localizadas na parte externa das janelas, além, claro, de coberturas, são exemplos de locais propícios para o cultivo da Graptoveria 'Silver Star'. Esta é uma suculenta que fica perfeita em um jardim rochoso de inspiração desértica, em meio a outras plantas que amam o sol pleno.


A Graptoveria 'Silver Star', como o nome já sugere, é um híbrido primário resultante do cruzamento entre plantas pertencentes a dois gêneros distintos. Seus progenitores são o Graptopetalum filiferum e a Echeveria agavoides multifida. Ambas as espécies pertencem à família botânica Crassulaceae e são originárias de regiões rochosas e áridas localizadas em diversos estados do México.

Aqui no blog, já apresentamos outro híbrido intergenérico bastante presente nas coleções, a Graptoveria 'Fantome', fruto da miscigenação entre o Graptopetalum paraguayense e a Echeveria elegans. Ao contrário da sua prima prateada, esta suculenta apresenta um aspecto fosco, graças à deposição de uma camada de pruína sobre suas folhas.

A Graptoveria 'Silver Star' é ideal para quem dispõe de pouco espaço para o cultivo de suas suculentas, já que se mantém em um tamanho compacto ao longo de toda a vida. Além disso, esta é uma planta que não vai ficando alta com o passar dos anos, como acontece com representantes do gênero Echeveria, por exemplo. Sendo assim, ela dificilmente precisará passar por uma poda drástica, conhecida como decapitação, para que o aspecto pescoçudo da planta seja melhorado.


O fator crucial para a obtenção de um cultivo bem-sucedido da suculenta Graptoveria 'Siver Star' é o fornecimento de uma luminosidade abundante. Quanto maior for o número de horas de sol que a planta puder receber, mais compactas e coloridas ficarão suas rosetas.

Como acontece com todos os cactos e suculentas, a Graptoveria 'Silver Star' ressente-se do excesso de umidade em suas raízes. Sob estas circunstâncias, fungos e bactérias provocam o apodrecimento destas estruturas, fenômeno que se alastra rapidamente por toda a planta, destruindo-a. Portanto, é fundamental que a frequência das regas seja bastante espaçada, ocorrendo somente quando o solo estiver bem seco. Para identificarmos o melhor momento de regar, basta que coloquemos o dedo sobre o substrato, afundando-o levemente. Se o material ainda estiver úmido, devemos postergar a irrigação para um outro dia.

Um outro fator que ajuda nesta averiguação é o peso do vaso, principalmente se ele for de plástico. À medida que a terra em seu interior vai secando, o recipiente vai ficando mais leve. Com o tempo, vamos nos acostumando a aferir o nível de umidade do substrato simplesmente segurando o vaso na mão e sentindo seu peso. Aqui no apartamento, somente rego meus cactos e suculentas quando seus vasos estão bem leves.

Além disso, para facilitar esta verificação diária, evito colocar aquela camada de pedrisco branco sobre a superfície do solo, que tem uma finalidade meramente decorativa. Além de atrapalhar a visualização da terra e a aferição do nível de umidade, este material vai ficando cada vez mais encardido, sendo necessária a sua troca periódica.


O cultivo da Graptoveria 'Silver Star' pode ser realizado em vasos de plástico ou barro. A vantagem do plástico é que o material retém a umidade por mais tempo, permitindo que as regas sejam mais espaçadas. Além disso, por ser mais leve, é mais apropriado para grandes coleções, principalmente em apartamentos. Os vasos de cerâmica, por serem mais porosos, tendem a permitir que o substrato seque mais rapidamente, de modo que as regas devem ser mais frequentes, neste caso.

O mais importante, no entanto, é a forma como o vaso é montado, seja ele de plástico ou barro. É importante que o recipiente tenha furos no fundo e uma camada de pedrisco, que funciona como um sistema de drenagem. Por cima desta camada, uma manta geotêxtil evita que o solo escape durante as regas. É aconselhável evitar o uso do pratinho sob o vaso, que pode acumular água e comprometer a saúde das raízes.

O substrato para o cultivo da Graptoveria 'Silver Star' é aquele mais arenoso, pobre em matéria orgânica, como ocorre no habitat de origem das espécies que produziram esta suculenta híbrida. Existem misturas comerciais prontas para o uso, específicas para o cultivo de cactos e suculentas. Alternativamente, pode-se preparar uma versão caseira através da mistura de terra vegetal e areia grossa de construção, em partes iguais. É importante evitar o uso da areia de praia, que contém elevados níveis de salinidade, prejudiciais ao desenvolvimento das raízes.


A adubação da Graptoveria 'Silver Star' não precisa ser muito intensa ou elaborada. Qualquer formulação inorgânica, do tipo NPK, própria para cactos e suculentas, é suficiente para garantir um bom desenvolvimento desta planta. A adubação orgânica pode ser dispensada, já que este híbrido está habituado à vida em solos pobres em nutrientes. Esta é uma suculenta que apresenta um crescimento lento, de modo que sua demanda por adubo é baixa. Além disso, o excesso de fertilizantes pode causar o acúmulo de sais minerais no substrato, o que acaba prejudicando mais do que ajudando.

A multiplicação da Graptoveria 'Silver Star' costuma acontecer espontaneamente, através do surgimento de brotos laterais a partir da base da planta mãe. Além disso, as folhas mais antigas, ainda saudáveis, podem ser destacadas cuidadosamente e colocadas em um berçário de suculentas. Dentro de algumas semanas, novos brotos surgirão a partir das bases destas estruturas. No entanto, convém lembrar que serão necessários alguns anos de cultivo, até que estas mudas se tornem adultas.

Ainda que não seja muito comum encontrá-la no mercado, a Graptoveria 'Silver Star' é uma suculenta que vem se tornando cada vez mais procurada e apreciada pelos colecionadores. Seu brilho metálico, tamanho compacto, folhas finas e delicadas, juntamente com a facilidade de cultivo tornam a 'Silver Star' uma excelente candidata para abrilhantar qualquer jardim de suculentas.