Mostrando postagens com marcador Orquídeas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Orquídeas. Mostrar todas as postagens

A orquídea com aroma de coco - Maxillaria tenuifolia


Orquídea Maxillaria tenuifolia
Maxillaria tenuifolia

Esta é uma orquídea cuja floração eu aguardava há alguns anos. Não tanto pela aparência, que eu acabei descobrindo ser belíssima, mas muito pelo curioso perfume que suas flores exalam. Famosa no exterior, onde é conhecida como the coconut orchid, a Maxillaria tenuifolia, de fato, produz uma floração delicadamente perfumada, com um aroma que lembra o coco queimado.



Arundina, a orquídea bambu


Orquídea bambu - Arundina graminifolia
Arundina graminifolia

A orquídea bambu, também conhecida como orquídea da terra ou orquídea de jardim, é a única representante do gênero botânico Arundina. Trata-se de uma orquídea terrestre. O nome é derivado da palavra arundo, que em latim significa cana. Seu nome científico é Arundina graminifolia (folhas semelhantes às da grama), mas também pode ser encontrada como Arundina bambusifolia (folhas semelhantes às do bambu). É comum que as pessoas se enganem, achando que se tratam de duas espécias diferentes. Na verdade, ambas as designações são aceitas, sendo consideradas sinonímias.

Masdevallia discoidea - Discretamente exótica


Micro-orquídea Masdevallia discoidea
Masdevallia discoidea

Esta é uma micro orquídea do gênero Masdevallia, cujas flores lembram pequenas esculturas abstratas. Se ampliadas, poderiam ser exibidas no Guggenheim de Nova Iorque. Mas trata-se de uma orquídea brasileiríssima, que ocorre exclusivamente no estado do Espírito Santo. Embora o habitat da Masdevallia discoidea esteja oficialmente preservado pela criação da Estação Biológica de Santa Lúcia, esta pequena orquídea de forma e colorido exóticos encontra-se, infelizmente, sob risco de extinção em seu habitat de origem.

10 mitos sobre o cultivo de orquídeas


Orquídea azul colorida artificialmente
Orquídea azul colorida artificialmente

Comprei sementes de orquídeas, como faço para plantar? Minha orquídea está florida, posso adubar? Existe orquídea azul? Estas são algumas das perguntas que recebo com frequência aqui no blog, em relação ao cultivo de orquídeas. Em alguns casos, são apenas curiosidades. Em outros, são dúvidas cujos esclarecimentos poderiam evitar perdas financeiras. Portanto, resolvi compilar aqui as informações para que todos possam consultar.

Orquídea Vanilla, a mãe da baunilha

Orquídea Vanilla
Orquídea Vanilla

Ainda é comum que a muitos passe despercebido o fato de que a especiaria baunilha, há séculos utilizada na gastronomia mundial, por seu aroma único e agradável, é na verdade extraída de orquídeas do gênero Vanilla. A principal espécie responsável pela produção comercial da baunilha é a Vanilla planifolia, nativa do México e conhecida no exterior como flat-leaved vanilla, ou Vanilla de folhas planas. Ao contrário da vasta maioria das orquídeas cultivadas devido às características ornamentais de suas flores, a Vanilla é valorizada devido ao produto de seus frutos em forma de vagem.

Orquídea Tutankamen 'Pop'


Orquídea Sophrolaeliocattleya Tutankamen 'Pop'
Sophrolaeliocattleya Tutankamen 'Pop'

Sempre que lia o nome desta orquídea, sentia um certo desconforto, como se algo estivesse errado. Já a apresentei aqui no blog, como a Orquídea do Faraó. Por estarmos mais habituados a ler seu nome com a grafia Tutancâmon ou Tutankhamon, acabamos estranhando o modo como esta orquídea foi batizada, 'Tutankamen Pop'. O fato é que este é um registro oficial, realizado pelo criador da orquídea híbrida, na Royal Horticultural Society (RHS), entidade britânica responsável por catalogar todos os novos cultivares desenvolvidos no mundo.

Orquídea Cattleya bicolor


Orquídea Cattleya bicolor
Cattleya bicolor

Dentre as mais de cem espécies pertencentes ao belo e diversificado gênero de orquídeas Cattleya, esta espécie bicolor costuma apresentar um dos coloridos mais exóticos e contrastantes, com seu labelo magenta intenso destacando-se sobre as folhas verdes acobreadas. Embora não seja tão cultuada pelos orquidófilos, como acontece com a Cattleya walkeriana ou até mesmo a Cattleya labiata, no passado, a Cattleya bicolor possui um lugar especial no meu coração. Um dos motivos é o fato de suas flores serem lisas, sem o pintalgado que pode ocorrer nesta espécie. É uma orquídea única, de beleza minimalista.

A orquídea do faraó


Orquídea Sophrolaeliocattleya Tutankamen 'Pop'
Sophrolaeliocattleya Tutankamen 'Pop'

Neste momento em que o Egito Antigo está em voga, eis que me floresce, pela primeira vez aqui no apartamento, uma orquídea que em tudo assemelha-se a um tesouro digno de um faraó. Confesso que não assisto à maioria dos programas de televisão, mas fico sabendo do que acontece através da internet.

Orquídea Tolumnia - Oncidium equitante


Orquídea Tolumnia híbrida
Tolumnia híbrida

Há muito tempo, quando estava começando a conhecer as orquídeas, li em algum lugar que o Oncidium equitante, hoje classificado como Tolumnia, era uma planta de difícil cultivo. Fiquei com isso na cabeça e nunca adquiri uma, por medo de perdê-la.

Como ter orquídeas jovens por mais tempo


Orquídea Potinara Burana Beauty 'Burana'
Potinara Burana Beauty 'Burana'

Assim como nós, infelizmente, as orquídeas também envelhecem. Embora a planta tenha a capacidade de reflorescer por décadas, a flor propriamente dita tem um tempo de vida definido. Algumas duram mais, outras menos, dependendo da espécie ou do híbrido.

Há, contudo, alguns cuidados que podemos tomar para prolongar o período áureo de uma floração. Vamos listar, nos tópicos a seguir, algumas dicas para termos orquídeas floridas e bonitas por mais tempo.

Orquídea Sophronitis cernua


Orquídea Sophronitis cernua
Sophronitis cernua

Esta pequena orquídea alaranjada, de nome científico Sophronitis cernua, é bastante pontual. Todo final de verão, começo de outono, ela dá início aos preparativos para uma bela floração, a cada ano mais abundante. Durante a época em que não está florida, ela se dedica ao crescimento vegetativo, emitindo novos pseudobulbos. Estas estruturas se esparramam pelo substrato, criando uma touceira de grandes proporções, em forma de tapete. Quando a floração acontece, o conjunto todo nos proporciona um espetáculo memorável.

Orquídea Dendrobium purpureum


Orquídea Dendrobium purpureum album
Dendrobium purpureum album

Após muita demora e suspense, finalmente trago para vocês a floração completa desta curiosa orquídea asiática, o Dendrobium purpureum album. Vocês podem relembrar as etapas anteriores neste primeiro artigo, sobre o surgimento dos botões florais, nesta postagem com uma etapa intermediária e na última matéria, com os momentos finais que antecederam o desabrochar.

Haste da orquídea - Corto ou não corto?


Laeliocattleya Pink Favourite
Laeliocattleya Pink Favourite

Devo cortar a haste da orquídea? Como cortar a haste da orquídea? Estas são questões que costumo receber com bastante frequência, aqui no blog. Após o término da floração das orquídeas, muitos ficam em dúvida sobre o que fazer com as hastes florais, que podem se manter verdes ou começar a secar. Cortar ou não cortar? Parece uma questão banal para o cultivador experiente, mas confesso que também tinha esta dificuldade, no começo.

Como comprar orquídeas sem flores


Phragmipedium Sedenii
Phragmipedium Sedenii

Esta orquídea da foto em destaque, Phragmipedium Sedenii, além de velha conhecida de vocês, foi uma das primeiras que adquiri, no começo da 'carreira'. Eu a procurava há bastante tempo, quando finalmente encontrei uma muda à venda no site de um orquidário. Comprei a orquídea pela internet. Recebi uma muda menor que a palma de uma mão pequena, com três folhas raquíticas, uma delas comida por uma lesma ou caramujo. Fico com raiva só de lembrar.

Orquídea Potinara Burana Beauty


Orquídea Potinara Burana Beauty 'Burana'
Potinara Burana Beauty 'Burana'

Já confessei para vocês que sou fã das orquídeas híbridas, muito embora sejam menos valorizadas pelos colecionadores mais puristas, que se dedicam às espécies. Neste contexto, as Potinaras estão entre as minhas orquídeas favoritas. São híbridos complexos, chamados de intergenéricos, resultantes do cruzamento entre orquídeas de quatro diferentes gêneros: Brassavola, Laelia, Cattleya e Sophronitis. Desta mistura costumam sair plantas compactas, portando várias flores de colorido exuberante.

Orquídea chocolate


Micro-orquídea Oncidium Sharry Baby 'Sweet Fragrance'
Oncidium Sharry Baby 'Sweet Fragrance'

A partir do momento em que comecei a me interessar por orquídeas, passei meses pesquisando e estudando sobre elas, tendo a internet como fonte principal de informação. Minhas primeiras compras, inclusive, ocorreram através de lojas virtuais. Foi somente após muito tempo que tive a oportunidade de conhecer uma variedade maior de orquídeas pessoalmente, em uma exposição. E a primeira coisa que me impressionou foi a grande gama de perfumes que as diferentes espécies e híbridos exalavam. Jamais havia passado pela minha cabeça o fato de que orquídeas poderiam ter odores que lembrassem alimentos, como uva, coco, mel e limão.

Orquídea Phalaenopsis cor de vinho


Orquídea Phalaenopsis Ever Spring 'Prince'
Phalaenopsis Ever Spring 'Prince'

Apesar de ser uma orquídea originária do continente asiático, a Phalaenopsis é atualmente a orquídea mais popular no Brasil e no mundo. Alguns fatores contribuem para este sucesso. A floração de uma orquídea Phalaenopsis pode durar até três meses, sendo que a mesma haste floral pode vir a produzir ramificações com novas floradas. Como se trata de uma orquídea híbrida, novas florações podem ocorrer em qualquer época do ano.

Como entender sua orquídea


Mini-orquídea Laelia alaorii
Laelia alaorii

Aqueles que convivem com animais de estimação logo aprendem que pequenos sinais corporais, como um movimento de orelha ou o balançar de uma cauda, traduzem perfeitamente os sentimentos e pensamentos destes entes queridos. Com as nossas orquídeas, as coisas não são diferentes. Embora mais discretas e silenciosas, estas fascinantes criaturas estão constantemente dialogando conosco, relatando suas alegrias e dificuldades, através de seus componentes físicos. Entender os sinais que as orquídeas emitem, através de folhas murchas ou amareladas, pseudobulbos enrugados ou raízes secas, é de suma importância para que as devidas ações sejam tomadas a tempo de remediar a situação.

Keikis de Orquídeas - O que são e como cuidar


Keiki da orquídea Dendrobium loddigesii
Keiki de Dendrobium loddigesii

Uma das coisas que mais me fascinam no cultivo de orquídeas é poder acompanhar o desenvolvimento de um pequeno broto, desde as primeiras raízes até a floração completa. Existem basicamente dois tipos de orquídeas bebês. Um nasce a partir de sementes microscópicas e leva vários anos até atingir a idade adulta. Apesar de ser um processo longo e complicado, que ocorre espontaneamente na natureza, existem atualmente técnicas de laboratório capazes de reproduzir este fenômeno em larga escala. É desta forma, através de sementes germinadas in vitro, que as orquídeas são produzidas comercialmente em larga escala.

Como adubar orquídeas em apartamento


Micro-orquídea Epidendrum peperomia
Epidendrum peperomia

Embora todas as orquídeas necessitem de nutrientes para que seu crescimento, floração e multiplicação ocorram de forma adequada, existem particularidades quanto às melhores formas de adubar orquídeas, que podem variar conforme o estágio de desenvolvimento e o local em que estas plantas são cultivadas. Devido à imensa variedade de fertilizantes disponíveis no mercado, muitos formulados exclusivamente para a nutrição de orquídeas, torna-se importante compreender melhor a finalidade de cada composição, bem como avaliar quais benefícios um adubo para orquídeas pode nos oferecer. Existem métodos que são mais apropriados a cada ambiente de cultivo e, inclusive, a cada estilo de vida dos diferentes cultivadores.