A orquídea que floresce sem parar


Orquídea Sophrolaeliocattleya Golden Acclaim 'Richella'
Sophrolaeliocattleya Golden Acclaim 'Richella'

Dentre as orquídeas aqui no apê, uma característica quase sempre ausente é a consistência. Algumas passam anos sem florescer, outras nunca deram as caras. Há também as dissimuladas, que dão uma bela floração, enchendo-me de orgulho e esperança, para degringolar e falecer poucos meses depois.

Neste contexto, a bela orquídea amarela da foto acima, Slc. Golden Acclaim, representa uma honrosa exceção a esta triste regra. Ela é o que os americanos costumam chamar de reliable bloomer, o tipo de orquídea que é confiável quanto à capacidade de florescer. 

Tenho uma mania de colocar tudo em planilhas, resquício da minha vida pregressa de pesquisador. Além de dados como o nome da orquídea, procedência, data de chegada, etc., anoto também os meses em que cada floração ocorre. Assim, se uma orquídea floresce sempre no inverno, costumo anotar '6, 7, 8' na planilha (junho, julho e agosto).

No caso desta orquídea Golden Acclaim, meus registros indicam um recorde impressionante. Vejo na planilha: '1, 2, 3, 4, 8, 9, 10, 12'. Isto indica que ela passa de janeiro a dezembro florida, durante a maior parte do ano. Apenas descansa no inverno (5, 6 e 7). Admito que é uma coisa de nerd, mas estas informações são úteis para aliviar a expectativa pela próxima floração. Com a planilha, tenho mais ou menos a noção de quando cada orquídea floresce. E na ausência deste evento, na época esperada, posso ficar alerta e procurar por eventuais problemas de cultivo.

Além da generosidade na frequência de floração, esta orquídea raramente emite menos de três flores por pseudobulbo. Hoje, para variar um pouco, trouxe uma foto da flor isolada. Desta forma, alguns detalhes acabam se sobressaindo, tais como as delicadas pinceladas de vermelho na ponta das pétalas e o tom de carmim intenso no labelo.