Mini-orquídea branca de neve


Mini-orquídea Laelia alaorii
Laelia alaorii

Orquídeas brancas são sempre divas no mundo da orquidofilia. Tecnicamente denominadas formas albas das diferentes espécies, estas orquídeas são, via de regra, mais raras e difíceis de serem encontradas. Há, evidentemente, aquelas orquídeas que são brancas por natureza, mais comuns, assim como os híbridos bastante populares, como as Phalaenopsis brancas.

Juntamente com as orquídeas vermelhas, mais raras, as orquídeas brancas estão sempre na mira do consumidor. Extremamente decorativas, são presença obrigatória na decoração de casamentos, na composição de bouquets de noivas e em arranjos florais sofisticados para as mais diferentes ocasiões. Recentemente, os desfiles de moda da maison Dior causaram frisson ao decorar as paredes dos salões com milhares de orquídeas brancas.

Esta pequena orquídea branca, Laelia alaorii albescens, já apareceu várias vezes aqui no blog. Não sem um bom motivo. Extremamente produtiva, é uma mini-orquídea que chega a florescer três vezes ao longo do ano. A cada nova aparição, não consigo me conter e acabo mostrando-a novamente para vocês.

Trata-se de uma orquídea que está em constante transformação. A cada novo desabrochar, há sempre uma pequena surpresa. Ela já surgiu bem pequena, do tamanho de um dedal, alvíssima. Para relembrar o figurino, vocês podem acessar este artigo. Com o tempo, a flor vem aumentando de tamanho.

Desta vez, este prodígio de mini-orquídea veio fazendo jus ao nome. Ela é filha de Laelia alaorii alba ‘Snow Flakes’ e Laelia alaorii alba ‘SC’. Suas pétalas e sépalas completamente brancas contrastam com o labelo rosado. O interessante é que a palavra labelo vem do latim labellum, que significa pequeno lábio.

Como a famosa princesa da Disney, esta delicada orquídea exibe sua tez alva como a neve e os lábios rosados (infelizmente, não são vermelhos como o sangue). Na falta dos cabelos negros como o ébano, contentemo-nos com o fundo do veludo preto.