Reflorescer no Hospital das Orquídeas


Cymbidium híbrido
Cymbidium híbrido

O cultivo de orquídeas é uma atividade que vem se popularizando a cada dia. No entanto, ainda hoje, é comum vermos orquídeas sendo descartadas após o término de suas florações. Algumas pessoas simplesmente não sabem que a planta é capaz de florescer novamente. Outras não têm tempo ou paciência para cultivar a orquídea por um ano ou mais, até que ela refloresça.

Felizmente, têm sido cada vez mais frequentes as iniciativas que visam a reciclagem destas plantas, salvando-as do triste fim na lixeira. Em São Paulo, é bastante comum encontrarmos orquídeas amarradas aos troncos das árvores, nas calçadas ou nos jardins dos condomínios. No entanto, na primavera de 2012, um projeto pioneiro tornou-se realidade em um local inusitado: a Igreja Metodista Livre da Saúde. Com o apoio e incentivo de seus pastores, Kodo Nakahara e Ziel Machado, um grupo multidisciplinar de amantes das orquídeas criou um espaço para recuperar plantas que seriam jogadas fora.


Cymbidium híbrido
Cymbidium híbrido

O local de cultivo, nas dependências da Igreja, vem sendo carinhosamente chamado de Hospital das Orquídeas. O projeto foi batizado de Reflorescer e a equipe é composta por Timóteo Iamamoto (engenheiro agrônomo), Irene Iamamoto, Lila Hanashiro (arquiteta), Daniel Katayama (médico), Massaru Nanya e este blogueiro que vos escreve. Além do orquidário, a equipe vem cuidando da manutenção de todos os aspectos ligados à jardinagem e ao paisagismo da Igreja. 

Junto com o lado lúdico e repousante, o cultivo de orquídeas traz consigo o despertar de um senso de responsabilidade ambiental, podendo tornar-se uma importante ferramenta educativa neste sentido. Periodicamente, são realizadas oficinas de cultivo e replante de orquídeas, no espaço do orquidário. Além de aprender sobre os principais cuidados, os participantes podem trazer suas plantas problemáticas. As orquídeas recuperadas, uma vez floridas, recebem uma placa de identificação, já que dificilmente chegam com nome.


Cymbidium híbrido
Cymbidium híbrido

A maioria das orquídeas que participam do projeto é composta por exemplares híbridos, comumente encontrados em floriculturas e até supermercados. Há muitas orquídeas dos gêneros Phalaenopsis, Dendrobium e Cymbidium. Este último floresceu bastante neste inverno e já foi utilizado por diversas vezes na ornamentação do salão de culto. As fotos que ilustram este artigo são de orquídeas que refloresceram no hospital.


Cymbidium híbrido
Cymbidium híbrido

Agora, além das Orquídeas no Apê, vocês poderão acompanhar as florações do Hospital das Orquídeas aqui no blog, ao longo dos próximos artigos. Os locais e as condições de cultivo são completamente diferentes e será uma boa oportunidade para aprendermos a lidar com estas variáveis.

Mais do que um local para recuperar plantas, este projeto Reflorescer tem exercido um papel muito importante nas vidas de todos que dele participam. O renascimento das orquídeas traz consigo um sopro de esperança, uma alegria de viver. Tem sido extremamente gratificante fazer parte deste processo. Aos pastores, aos membros da equipe e da comunidade da Imel Saúde, deixo meu muito obrigado pela companhia, apoio e carinho.