Botão de uma inédita orquídea vermelha


Mini-orquídea Sophronitis Arizona
Sophronitis Arizona

Sinto que, com o tempo, vou reduzir o número de postagens sobre botões florais de orquídeas, aqui no blog. Isto porque, se já é maçante repetir orquídeas, imaginem reapresentar várias vezes o mesmo botão! Particularmente, confesso que não me canso de admirá-los. Mas sei que a paciência dos meus leitores tem limites.

Hoje, trago um instantâneo dos momentos que antecedem o desabrochar de uma orquídea inédita, que floresce pela primeira vez aqui no apartamento. Trata-se da Sophronitis Arizona, cuja muda eu comprei no final do ano passado, em uma exposição. Esta mini orquídea vermelha é um híbrido primário resultante do cruzamento entre Sophronitis coccinea e Sophronitis brevipedunculata. Embora os pais sejam geniosos, famosos pela dificuldade de seu cultivo, este descendente é de índole mais dócil.

Assim que esta orquídea chegou em casa, já começou a emitir dois novos pseudobulbos, que cresceram rapidamente. Antes mesmo de completarem seu desenvolvimento, já revelaram pequenos botões florais, emergindo dentre as folhas incipientes. Fiquei extasiado, já que adoro o gênero Sophronitis e tenho dificuldade para manter estas plantas vivas.

Infelizmente, um dos botões florais abortou. Parou de crescer e começou a secar. O outro, este da foto, parece ter vingado. Como de costume, trarei novidades em breve, com a foto da floração completa desta orquídea que já mora no meu coração, por não ter feito a desfeita de morrer, como seus antepassados.