Laelia alaorii albescens


Mini-orquídea Laelia alaorii albescens
Laelia alaorii albescens

Esta é uma orquídea cuja beleza não me canso de admirar. Quando floresceu pela primeira vez aqui no apartamento, em outubro do ano passado, acreditei estar diante de uma das flores mais belas de todos os tempos. Pois estava enganado. Na floração deste ano, esta Laelia alaorii conseguiu surgir ainda mais bonita, com pétalas e sépalas harmoniosamente armadas, apesar de não se abrirem completamente. Esta é uma característica da flor desta espécie, que leva os americanos a utilizar a descrição cup-shaped flower, flor em forma de xícara. A orla do labelo apresenta um leve sopro lilás, o que impede que ela seja classificada como alba. Daí a denominação albescens, para quase alba.

Esta mini-orquídea, Laelia alaorii albescens, é fruto do cruzamento entre duas variedades albas famosas: Laelia alaorii alba 'Snow Flakes' e Laelia alaorii alba 'SC'. Ganhei esta preciosidade do orquidófilo André Merez, há exatamente um ano. Após um período difícil de adaptação, em que acreditei que iria perder a planta, esta orquídea parece ter decolado. Vem crescendo vigorosamente, em duas frentes, e tem florescido regularmente.

Trata-se de uma orquídea que aprecia elevados níveis de umidade, além de boa ventilação e luminosidade. Vem sendo cultivada em vaso plástico, com sphagnum puro como substrato. Como todas as outras, assenta-se sobre uma bandeja plástica forrada com argila expandida e uma lâmina de água ao fundo. Uma vez por semana, toma um bom banho de chuveirinho, na banheira. Nos dias subsequentes, a umidade é mantida com borrifador, em frequência ditada pelas condições climáticas de umidade e temperatura. A adubação é química, semanal.

Enquanto escrevo, um novo botão floral ensaia sua estreia. Não tenho palavras para agradecer pela beleza e generosidade desta pequena orquídea, capaz de propiciar grandes momentos de alegria e satisfação.