Uma cintilante mini-orquídea sob o sol


Mini-orquídea Sophrolaelia Orpetii
Sophrolaelia Orpetii

Esta é uma rara fotografia de orquídea sem o já tradicional fundo preto, aparato quase onipresente nas imagens apresentadas neste blog. Tenho recebido críticas construtivas no sentido de variar um pouco o background das fotos, de modo a torná-las menos repetitivas.

Confesso que, por uma estranha razão, reluto em fazê-lo. Provavelmente, trata-se de uma mania minha, uma ideia fixa que trago comigo há bastante tempo. Durante todo o mestrado e doutorado, trabalhei com estruturas tridimensionais de moléculas em computador. Invariavelmente, todas sempre foram apresentadas com o fundo negro.

Em minha defesa, argumento que esta técnica disfarça as imperfeições do ambiente, ao mesmo tempo em que ressalta as cores e formas das orquídeas retratadas. Sempre fico incomodado com sujeiras na parede, amassados na cortina ou objetos aleatórios aparecendo ao fundo das fotos. Além disso, devido ao espaço reduzido, dificilmente consigo enquadrar as flores em um ambiente composto e harmonioso.

Contra todos estes argumentos, fotografei esta mini-orquídea, Sophrolaelia Orpetii, na varanda do apartamento, onde é cultivada, sob o sol direto da tarde. Tudo o que eu não costumo fazer. Mas a imagem de suas pétalas e sépalas cintilando sob a luz deixou-me sem fôlego. Infelizmente, a foto não consegue captar toda a beleza desta cena. Ao vivo, parece que a orquídea foi salpicada com pó de diamante.