Mini-orquídea Batemaniana - O retorno


Mini-orquídea Sophrocattleya Batemaniana
Sophrocattleya Batemaniana

Quando decidi concentrar minha coleção de orquídeas em miniaturas de Cattleya, já estava de olho em sua fascinante capacidade de florescer mais de uma vez ao ano. Conhecidas popularmente como mini-catts, estas pequenas são fáceis de cultivar, crescem vigorosamente e são generosas nas florações.

A orquídea Sophrocattleya Batemaniana da foto acima, híbrido primário resultante do cruzamento entre Sophronitis coccinea e Cattleya intermedia, não é propriamente uma novidade, já que foi criada em 1886 por James Bateman. Nesta época, os botânicos ingleses lutavam para manter vivas as orquídeas trazidas do Novo Mundo. Fato histórico que eu consegui reproduzir nos anos 2000, aqui no apartamento.

O sangue miscigenado fez bem a esta mini Cattleya. Mesmo sob condições adversas, sobrevive e floresce com entusiasmo na varanda do 10º andar. Esta é a segunda floração de 2013. Para comemorar o evento, registrei o momento em que o botão floral está se abrindo. Acho este momento mágico, já que nos deixa entrever um pouco dos detalhes de suas pétalas e sépalas, aumentando ainda mais a expectativa por apreciar a flor aberta.