A volta da mini-orquídea vermelha


Mini-orquídea Sophrolaelia Jinn
Sophrolaelia Jinn

Orquídea vermelha é algo que sempre faz sucesso entre o público consumidor, bem como entre os leitores deste blog. Prova disto é que tanto o artigo sobre orquídeas vermelhas, como o vídeo no Youtube com uma coletânea de fotos das orquídeas escarlate que já passaram por aqui, estão sempre entre os mais visualizados.


Justamente por serem mais raras, as orquídeas vermelhas possuem uma aura de plantas especiais. Tenho procurado colecioná-las ao longo do tempo, mas infelizmente são complicadas de serem cultivadas, principalmente em locais quentes e secos como a varanda aqui do apartamento.

A Sophrolaelia Jinn da foto de abertura deste artigo é um exemplo desta categoria de orquídeas temperamentais. Conforme antecipei há algumas semanas, através do anúncio de seu botão floral, mostro hoje a floração completa desta pequena orquídea escarlate, acompanhada de um verdejante tapete de musgo. É a primeira vez que ela floresce sob os meus cuidados, fato que me enche de alegria. Apesar do porte mignon e delicado, esta orquídea é bastante resistente, crescendo e florescendo continuamente, desde que chegou ao apartamento.

Esta mini-orquídea vermelha é um híbrido primário resultante do cruzamento entre Sophronitis coccinea e Laelia milleri, tendo sido registrado em 1966 por M. Spencer. Curiosamente, ambas as espécies progenitoras são consideradas de cultivo difícil e vivem em habitats bastante diferentes. No entanto, sua prole adapta-se bem a vários ambientes, demonstrando na prática a teoria do vigor híbrido.

A Sophrolaelia Jinn pertence a uma classe sui generis de orquídea, caracterizada por plantas cuja parte vegetativa é de pequeno porte e as flores, comparativamente, são de tamanho avantajado. O sonho de todo orquidófilo de apartamento, que vive em constante luta por um lugar ao sol para suas meninas.