Uma joia de micro-orquídea


Cápsula da micro-orquídea Phymatidium delicatulum
Phymatidium delicatulum

Recentemente, ganhei uma micro-orquídea de uma grande amiga, Elza Kurauchi. Orquidófila de mão cheia, a Elza possui exemplares belíssimos, todos muito bem cultivados. Frequentemente, sou surpreendido com presentes especiais, como o que mostro hoje.

Assim que vi a micro-orquídea, fiquei impressionado com as minúsculas esferas verdes que pendiam de seus finos ramos. Apenas com a ampliação de uma macrofotografia, pude observar que se tratam dos frutos, formados após a polinização das flores. Cada uma destas pequenas cápsulas esverdeadas formará milhares de sementes que, quando maduras, serão lançadas ao vento. 

Os frutos são tão minúsculos que se comparam em tamanho a um diamante de 0,15 quilates. Na foto acima, ele está incrustado em um brinco solitário de ouro branco. Além do tamanho similar, esta micro-orquídea é para mim tão valiosa quanto a joia que a acompanha.

O Phymatidium delicatulum faz jus ao nome, já que é uma orquídea minúscula, com finas ramificações que lembram um musgo. A planta toda cabe em um dedal. Seu cultivo é considerado difícil, já que necessita de um ambiente com alta umidade relativa e protegido do sol. Mantê-la viva será um grande desafio aqui no apartamento. Mas sua beleza e delicadeza fazem valer a pena.