Uma orquídea sem espata - Lc. Mini Purple


Botão floral da mini-orquídea Laeliocattleya Mini Purple
Laeliocattleya Mini Purple

Sempre que um novo broto se forma por aqui, já começo a observar o desenvolvimento da folha e do pseudobulbo, ansioso por encontrar a famigerada espata. Embora não seja uma certeza, sua presença em uma orquídea já indica a possibilidade de flores a caminho. Não foi o que aconteceu com esta mini-cattleya, Lc. Mini Purple. Nada de espata. Já estava conformado quando, de repente, vejo uma verruga formando-se bem na base da folha, algo menor que um grão de arroz. Tratava-se de um belíssimo botão floral, todo faceiro e corajoso, crescendo sem proteção alguma.

Depois de uma pesquisa mais detalhada, descobri que a ausência de espata é uma característica deste híbrido primário famoso, registrado em 1965 por Rev. M. Yamada. É uma orquídea resultante do cruzamento entre Laelia pumila e Cattleya walkeriana, duas belíssimas espécies. O porte da planta é compacto e as flores relativamente grandes.

Outra característica marcante desta orquídea, ao menos em sua variedade tipo, é a rica pigmentação de todos os seus componentes. A folha parece ter levado um banho de tinta vermelha. Chega a ser meio aflitivo, como podemos observar na foto acima. Este é um indicativo de que a flor terá uma cor intensa. Vamos aguardar para conferir!