A bela orquídea adormecida - Paradisanthus micranthus


Botões florais da orquídea Paradisanthus micranthus
Paradisanthus micranthus

Esta orquídea, Paradisanthus micranthus, sempre me pareceu bastante frágil. Após sua floração, em fevereiro deste ano, nunca mais deu sinais de vida. Ao contrário, as folhas antigas foram amarelando e secando. Nenhum broto ou raiz nasceu, ao logo de todos os meses do outono e inverno. Sempre lia a respeito do período de dormência pelo qual  algumas orquídeas passam, mas esta eu achei que estava morrendo mesmo.

Pois eis que, na semana passada, exatos nove meses após a última floração, percebo um novo broto surgindo, junto aos vestígios secos da planta mãe. Fiquei bastante animado, já que esta seria a salvação da orquídea. Mas não imaginei o que estava por vir. Mal o brotinho despontou e já começou a emitir uma haste! E com botões. Nunca havia visto uma floração tão precoce, em um broto que acabara de nascer.

Devido ao estado debilitado da planta, não sei se as flores vingarão. Vamos torcer para que sim. Por ora, deixo com vocês esta imagem da orquídea que, mal acordou de um sono profundo, já desponta sua haste floral. A verdadeira bela adormecida.