Microcosmos


Begônia vermelha
Begônia

Na época em que me atrevia a estudar piano, costumava tocar um trecho da peça Mikrokosmos, do compositor húngaro Béla Bartók. Hoje, ciente da minha inaptidão para música, recordo-me apenas do título e de quão fascinante é este mundo quase invisível, escondido nos microscópicos detalhes de flores e insetos, entre tantos outros exemplos.

Escolhi este título para apresentar um pequeno vídeo, composto por uma coletânea de macrofotografias das flores já exibidas neste blog. Ao som de May it be, de Enya, as imagens remetem a um estado de reflexão e relaxamento. Eu, particularmente, gosto de assisti-lo em tela cheia, com fones de ouvido.