Cattleya bicolor desabrochando


Orquídea Cattleya bicolor
Cattleya bicolor

Confesso que fiquei agradavelmente surpreso com a quantidade de comentários referentes à última postagem aqui no blog, bem como com o teor das mensagens de apoio e incentivo que recebi no decorrer deste pequeno recesso.

Foi em consideração aos leitores e amigos que acompanham este trabalho que decidi continuar a publicar artigos neste espaço, que para mim é um lar virtual, a despeito da situação não muito favorável das Orquídeas no Apê. Against all odds, uma ou outra orquídea insiste em florescer aqui na varanda, ensinando-me que nenhum esforço é em vão e que a alegria está em trilhar e persistir na trajetória, muito mais do que viver o êxito da chegada.

Para comemorarmos juntos esta retomada, trouxe hoje a imagem do desabrochar da orquídea Cattleya bicolor, cuja primeira floração apresentei aqui há exatamente um ano. Desta feita, vivi momentos de apreensão ao observar a espata vazia, estacionada e começando a secar. Cheguei a temer que não veria flores neste ano. Contrariando meu pessimismo, dois saudáveis botões florais começaram a crescer e emergiram lentamente do interior desta estrutura aparentemente em decadência. 

Encontrei, neste fenômeno, uma metáfora perfeita para a situação que vivo no momento. Apesar de ver tantas orquídeas doentes, morrendo ou simplesmente estáticas como múmias, em meio ao sol inclemente, ventanias e tempestades de granizo, percebo que a natureza segue altaneira seu curso, alheia às adversidades, e mostrando-nos o quão pouco sabemos sobre os mistérios da vida.




16 comentários:

  1. Oi Sergio...mais uma vez venho elogiar sua dedicação. Com certeza virão flores lindas!!! Resultado da sua perseverança. Gostaria de saber quanto tempo demora pra um botal floral chegar nesse estágio da foto, desde que surge no interior da espata. Nunca consegui ver uma Catleya minha dando flor. Tenho uma Catleya loddigesii que soltam muitas espatas, mas nenhuma delas com flor. Desde que comprei, há um ano e meio, nunca floresceu. Parabéns pelas flores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem, Dani? Que pena... De fato, estas espatas são geniosas. Neste caso, desde que notei algo crescendo na espata até o momento atual, passaram-se dois meses. É um desenvolvimento bem lento.

      Não se desanime com suas orquídeas, algumas levam alguns anos até se tornarem maduras o suficiente para produzirem flores, embora já emitam espatas. Também há casos de orquídeas que florescem a partir de espatas completamente secas.

      Muito obrigado pelo carinho do seu comentário! Torço para que suas meninas deem flores em breve!

      Um grande abraço!

      Excluir
  2. Passamos por momentos semelhantes, meu amigo... Vou tentar buscar algum otimismo perdido, usando este teu texto e esta imagem linda de um renascer. Tuas postagens me fazem bem! Abraço...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô, Alexia, que tristeza... Sei bem como se sente. Mas fico feliz por saber que gostou do texto, espero que encontre inspiração para continuar. Linda sua mensagem, muito obrigado pelo carinho!

      Um grande abraço!

      Excluir
  3. Boa noite Sérgio, tudo bem?
    Eu tenho uma Cattleya amarela num pé de Hibisco que aparentemente tinha morrido, mas eu continuei molhando e adubando assim mesmo. E vc acredita que depois de tanto tempo está nascendo uma folha nova nela?! Realmente não sabemos nada sobre os mistérios da vida, só sei que fiquei bem feliz. Um grande abraço, Cláudia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Cláudia!

      Tudo bem? Por aqui, tudo em ordem! Mas veja que interessante esta sua orquídea. Parabéns pela persistência e pelo sucesso na recuperação dela! Muito obrigado por compartilhar este belo exemplo de superação, adorei!

      Um grande abraço!

      Excluir
  4. Sérgio, a natureza se incumbe de dar retorno para as nossas dúvidas e aflições. Olha que maravilha essa orquídea! Sinal que você deve permanecer firme junto conosco, nos ensinando e nos orientando. Grande abraço e parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Suzana! Com certeza, são sinais como este, somados ao apoio de amigos especiais como você, que nos dão forças para continuar! Muito obrigado pelo apoio e carinho neste momento delicado!

      Um grande abraço!

      Excluir
  5. Olá Sergio, como vai querido amigo?

    Vejo que está passando por um período de turbulências com suas joias lindas. As orquídeas são forças da natureza amigo e nem sempre o ambiente é favorável. Querido, até eu estou morrendo neste calor infernal, quiçá as delicadas orquídeas, tão sensíveis, com pétalas suaves que não suportam o sol inclemente.

    Fiquei encantada com o desabrochar da desabrochar da orquídea Cattleya bicolor, todas elas parecem flutuar de tão leves e lindas!!
    E não se esqueça amigo: você é um guerreiro e guerreiros lutam até o fim, não desistem jamais!!!
    Logo, logo todas florescerão exuberantes!!!

    Um grande beijo e uma semana maravilhosa!!! :))))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriana! Tudo bem? Pois é, não tem sido fácil... Ainda bem que o pior já passou, em termos de calor. Você sempre um amor de pessoa, uma amiga especial. Muito obrigado pelo carinho da visita, adorei!

      Beijo grande e uma excelente semana!

      Excluir
  6. Oi Sérgio.
    Venho acompanhando sua saga pelo blog e pelo Instagram (confesso que gostaria de ver mais postagens e adoro quando as orquídeas aparecem no stories). Você está de parabéns pelo amor e dedicação sem igual.

    Emocionei-me muito com seu video; o contraste entre a cidade e o oasis que é sua varanda e, graças a seu post e ao video, lembrei-me do poema A Flor e a náusea, de Drummond, mais particularmente destes versos:

    "Uma flor nasceu na rua!
    (...)
    Uma flor ainda desbotada
    ilude a polícia, rompe o asfalto.
    Façam completo silêncio, paralisem os
    negócios.
    Garanto que uma flor nasceu!"

    Reverenciamos o (re)nascimento da esperança!!
    Felicidades!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Micaela, tudo bem?

      Que legal saber que tem acompanhado este trabalho! Para mim, é uma honra e uma alegria!

      Também fiquei bastante emocionado com a sua mensagem e com os versos de Drummond. Que sensibilidade, muito obrigado pelo carinho e por este apoio especial.

      Vou procurar publicar mais frequentemente, prometo! Adorei sua visita, agradeço de coração!

      Um grande abraço!

      Excluir
  7. Parabéns Sérgio por mais agradável postagem; e o vídeo excelente e lindo! Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jalo, tudo bem? Que bom saber que gostou da postagem e do vídeo! Sua opinião é valiosa, muito obrigado pelo apoio!

      Um grande abraço!

      Excluir
  8. Oi Sergio, esse post ficou realmente especial. Ótimo texto e vídeo excelente! Continue postando novidades do seu apê. Esse ano tenho a impressão que a temperatura ficará mais amena. Vamos ver se isso se confirma. Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cristiano! Que alegria receber sua visita! Fico feliz por saber que gostou do artigo, muito obrigado por ler e comentar. É uma honra ter a sua participação neste espaço!

      Um grande abraço!

      Excluir