Resultado do plantio de orquídeas


Mini-orquídea Sophrocattleya Batemaniana
Sophrocattleya Batemaniana

Oi, Pessoal, tudo bem? Hoje, escolhi uma foto bem bonita desta mini-orquídea vermelha para fazer um contraponto em relação ao resultado melancólico do meu experimento com as sementes de orquídeas. Vocês podem recapitular toda a história através deste artigo.

Resumidamente, após uma fecundação casual e meses de espera, finalmente consegui obter uma cápsula repleta de sementes de orquídeas, pela primeira vez aqui no orquidário. Seguindo um método caseiro, plantei estas sementes em frascos estéreis, contendo um meio de cultura próprio para sua germinação.

O começo foi animador, já que nenhum frasco apresentou sinais de contaminação, após uma semana de cultivo. Isto significa que o processo de esterilização foi bem sucedido. No entanto, a coisa parou por aí. Nada, absolutamente nada aconteceu, ao longo de dois longos meses de espera e ansiedade.

A expectativa foi tanta que cheguei a cogitar comprar um microscópio portátil, para ver melhor as sementes. Ainda bem que não o fiz. O fato é que, muito comumente, o desenvolvimento das sementes não se dá de forma satisfatória, gerando indivíduos estéreis. Confesso que já temia que algo neste sentido houvesse ocorrido, devido à coloração amarela/alaranjada da cápsula.

Quando tudo ocorre a contento, a germinação costuma acontecer em três a quatro semanas. Esperei dois meses, até vir a público relatar o fracasso deste experimento. A boa notícia é que já tenho outra cápsula de sementes em gestação. Desta vez, a polinização foi planejada, de modo que sei quem são os pais. Oportunamente, conto para vocês sobre mais esta tentativa de plantar orquídeas a partir de sementes. Até lá!

18 comentários:

  1. Boa noite meu querido amigo Sergio!
    Veja só, que interessante experimento!

    Deve ser mesmo muito difícil as sementinhas de orquídea germinarem..
    Nossa, ainda bem que você não chegou a investir em um microscópio super potente...Elas não queriam mesmo nascer não é?
    Quantos dias de expectativa, eu também ficaria roendo as unhas de tanta aflição..rsrs
    Mas a imagem da orquídea, tão vermelha e rubra, compensa qualquer desilusão pelo fato de elas não terem germinado não é amigo?

    Belo artigo, parabéns mais uma vez!!
    Beijos e uma semana maravilhosa tá? :))))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriana, boa noite!

      Tudo bem com você? É sempre bom receber sua visita e ler seu comentário! De fato, foi um período de muita ansiedade. Ficava olhando para os frascos por horas, na esperança de ver alguma coisa brotando!

      Uma pena que não tenha dado certo. Vamos ver o que acontece na próxima! Muito obrigado pelo carinho da sua mensagem, sempre acompanhando minhas invenções!

      Um grande beijo e tudo de bom!

      Excluir
  2. Oi Sérgio,

    Também não fui bem sucedida até agora mas, não vamos desistir, não!
    Tenho várias barrigudas aqui e estou ansiosa como mãe de 1a viagem!

    Parabéns por continuar tentando!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Felicia, que pena! Mas concordo com você, não podemos desistir! As suas chances de sucesso são bem maiores, já que fez cursos! Eu não posso reclamar, fiz tudo no improviso.

      Muito obrigado pela visita e pelas palavras de apoio!

      Um grande abraço!

      Excluir
  3. Ótimo!...bom compartilhar alegria e tristezas nessa jornada diária com orquídeas!..Abs
    Suely

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Suely, tudo bem? Pois é, nem sempre as coisas saem como esperado. Para mim, é uma alegria poder compartilhar estas experiências e ter a companhia e apoio de amigos especiais, como você! Muito obrigado por tudo!

      Um grande abraço!

      Excluir
  4. Olá,Sérgio!
    Como vai,meu amigo? Sei que andei sumidinha novamente, mas é que estava aproveitando as férias dos meus meninos para viajar por uns dias e colocar muitas tarefas em dia. Mas agora,depois de umas semanas, estou tentando me atualizar das novidades, e voltar à este teu lindo cantinho sempre alegra os olhos e a alma da gente! Mas que pena saber que este teu primeiro experimento de semeadura não obteve um resultado positivo...Mas com certeza, tudo vale sempre como uma experiência, e serve de lição para as semeaduras futuras,não é? E sendo assim, acredito que esta nova tentativa tem muitas chances de um grande sucesso! Eu mesma sempre ouvi falar desse tipo de reprodução das orquídeas e sempre fiquei muito curiosa... Agora estarei aqui torcendo pelo teu sucesso, já imaginando a tua alegria com essa incrível geração de orquídeas!!!
    Meu abraço carinhoso pra ti e pras tuas queridas plantinhas!!!
    Teresa
    ("Se essa lua fosse minha")

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem, Teresa? Que saudade, ótimo revê-la por aqui! Fico contente por saber que viajou e descansou. Muito obrigado pelo carinho do seu comentário e pelo incentivo! Tomara que dê certo na próxima, estou curioso para ver o que acontecerá.

      Um grande abraço para você também, tudo de bom!

      Excluir
  5. Ah... mas a vida é assim, na base da tentativa e erro!!! Tudo vale como aprendizado, como experiência. Vamos esperar pelos próximos resultados! Que sejam bons!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alexia, é verdade! No fim, sempre terá valido a pena! Que ótimo receber sua visita e apoio, muito obrigado por tudo!

      Um grande abraço!

      Excluir
  6. Olá uma vez aconteceu o mesmo comigo, não tive nenhum sinal de contaminação, mas nada aconteceu. Até hoje acredito que tenha sido problema no meio de cultura, que ficou mais rígido e dificultou o processo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Daniele, que pena! Pois é, o problema é encontrar o ponto que não funcionou bem. Mas vamos tentando. Muito obrigado por compartilhar sua experiência!

      Um grande abraço!

      Excluir
  7. Oi Sergio! Uma pena que não deu certo. Vou acompanhar para saber o resultado da nova tentativa!

    Gostaria de tirar uma dúvida com você... Minha cimbidium esta florida, e na mesma haste há duas com cores internas diferente das demais. Isso é normal?

    Um abraço,
    Maria Carolina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maria Carolina, tudo bem? Pois é, vamos torcer para que dê certo na próxima tentativa!

      Que interessante, não é normal este fenômeno. Talvez seja resultado da natureza híbrida da orquídea, que gera esta variação.

      Muito obrigado pela visita e pelo comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  8. Olá Sérgio, que experiência boa hein! Quero mt fazer isso algum dia!
    Boa sorte na próxima, tomara que dê certo!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jalo! Pois é, foi decepcionante, mas espero que um dia a coisa dê certo! Muito obrigado pela visita e apoio!

      Um grande abraço!

      Excluir
  9. Ola Sergio, que pena que não germinou, mas pelo menos não cresceu nenhuma contaminação, significa que seu procedimento foi impecável. bom, eu ja tinha escrito antes, mas não sei pq não apareceu aqui, mas entao, eu tenho 4 gestações aqui, e estou me preparando para semear, mas tenho duvida em qual meio de cultura utilizar, vc poderia me dar algumas dicas, desde ja agradeço. abraço Carola

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carola, tudo bem? Poxa, que pena, peço desculpas pelo seu comentário. Às vezes o envio falha, tenho notado isso.

      Parabéns pelas gestações! Que legal! Tem várias receitas caseiras de meio de cultura. Acho que cada um acaba se adaptando a um tipo, eu usei um meio bem simples. Não me sinto à vontade para indicar um específico, já que ainda não obtive resultados satisfatórios. Mas se você procurar por meio de cultivo para semeadura de orquídeas, no Google, vai achar vários.

      Também existe um meio pronto, comercial. A marca é B&G. Espero que tenha ajudado um pouco.

      Um grande abraço!

      Excluir