Mini-orquídea em dose dupla


Micro-orquídea Laelia alaorii x Laelia sincorana
Laelia alaorii x Laelia sincorana

Esta é uma mini-orquídea com presença constante aqui no blog. Em minha defesa, afirmo que não fico repetindo as fotos, por falta de assunto. Como esta é uma orquídea muito generosa, que chega a florescer quatro vezes ao ano, acabo não resistindo à tentação de publicar uma nova foto a cada floração.

No post de hoje, trago um fato inédito. Pela primeira vez aqui no apartamento, fomos contemplados com uma floração dupla desta pequena orquídea híbrida, filha de Laelia alaorii e Laelia sincorana. Sou fascinado pelo desenvolvimento e abertura de botões gêmeos. Apesar da luz incidir na mesma direção, cada flor volta-se para lados opostos, de tal modo que não disputam pelo mesmo espaço. Além de belas, inteligentíssimas!

É verdade que eu, como pai zeloso, deveria ajudá-las, tutorando-as com arame. No entanto, neste caso, nunca o fiz. Primeiro, por falta de habilidade e medo de causar uma tragédia. Depois, porque não vejo necessidade, visto que elas parecem saber se virar sozinhas. Particularmente nesta orquídea, os pecíolos são longos e firmes, as flores bem posicionadas e armadas, tudo parece estar naturalmente no lugar certo. Uma pequena notável que vale a pena ter na coleção.

10 comentários:

  1. Belas, inteligentes e generosas! Ah! se a humanidade imitasse as orquídeas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alexia! É verdade, estaríamos em melhor situação! Adorei seu comentário,muito obrigado pela visita!

      Um grande abraço!

      Excluir
  2. Oi Sérgio, Boa noite, estou cada dia mais apaixonada pelas laelias, e como em ape e por serem pequenas, fica fácil se adequar! E com suas matérias só me encanto mais e mais com elas! Obrigada por partilhar conosco! Abraços, elas estão lindas, sem tutores, eu prefiro assim, já que não estão a venda neh? Fica mais natural e belas! Parabéns pelo amor e dedicação que transpassa pelas palavras que usa nos textos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dani, tudo bem? Que bom saber que está gostando dos textos, muito obrigado pelo apoio! De fato, estas plantas são perfeitas para pequenos ambientes de cultivo. Eu também prefiro as flores sem tutor!

      É sempre ótimo ler seus comentários, muito obrigado pela participação!

      Um grande abraço!

      Excluir
  3. Que coisa mais linda Sérgio!!! Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom saber que gostou desta pequena, Neemias! Fico contente, muito obrigado pelo comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  4. Dois por dois, que é ainda mais bonita. Parabéns Sergio. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Angel, tudo bem? É verdade, tem razão! Que bom saber que gostou desta dupla, muito obrigado pela visita!

      Um grande abraço!

      Excluir
  5. Amigo Sérgio, sempre que venho aqui me encanto com sua criatividade em falar da beleza de suas lindas orquídeas.

    Puxa, neste caso foi além do que eu poderia esperar, pois nunca pensei que elas pudessem florescer assim tão juntinhas e nenhuma delas provocar ferimentos na outra, por disputar o mesmo exíguo espaço! Como a natureza é sábia né amigo? Sim, elas são inteligentes demais!
    Além da inteligência, ambas possuem uma beleza incomum!
    Neste caso concreto são duas divas maravilhosas!!

    Estou pouco afastada das redes amigo, não estranhe a demora em vir aqui...Mas em toda oportunidade que surgir, aqui estarei me fascinando com estas estrelas tão lindas!

    Beijos amigo, excelente final de semana! :))))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriana, tudo bem? Senti mesmo a sua falta, que pena saber que está mais ausente das redes sociais. Espero que retorne em breve, sua presença é muito importante neste espaço!

      Que bom saber que gostou das gêmeas! Pois é, foi uma grata surpresa para mim! Super obrigado pelo carinho da sua visita, espero que esteja tudo bem com você e seu blog!

      Beijos e um ótimo fim de semana para você também!

      Excluir