Como cuidar de orquídeas no outono


Micro-orquídea Sophronitis cernua
Sophronitis cernua

Neste verão atipicamente quente e seco que se encerra, tive a impressão de que o orquidário na varanda esteve em chamas. Agora, com a entrada do outono, a tendência é que as coisas melhorem. No entanto, existem alguns cuidados a serem tomados em relação às nossas orquídeas, nesta estação de transição. Geralmente, não nos damos conta das alterações climáticas e seguimos com os mesmos cuidados, no piloto automático. A seguir, três dicas básicas de cuidados no cultivo de orquídeas durante o outono.

1. Proteção solar


Com a chegada de dias mais curtos e nublados, existe o perigo de relaxarmos um pouco em relação aos cuidados com o sol. Eu, por exemplo, esqueço-me mais frequentemente de passar protetor solar. O mesmo ocorre com as orquídeas.

Preciso colocar uma tela de sombreamento na varanda, nos dias de sol intenso, mas não o faço quando o tempo está encoberto. O problema é que, mesmo mais fraco, os raios solares do outono queimam as folhas das orquídeas mais sensíveis. Portanto, a dica é que nos mantenhamos atentos à proteção solar, tanto nossa quanto das nossas meninas, durante o outono.

2. Como regar


Este talvez seja o problema mais grave do nosso piloto automático. Com temperaturas mais amenas, a evaporação no local de cultivo tende a ser mais lenta. Se continuarmos a regar as orquídeas com a mesma frequência, maior será a probabilidade de que fiquemos com o substrato demasiadamente úmido, por muito tempo.

Portanto, é bom nos atentarmos às alterações da estação e diminuirmos a frequência das regas de acordo com a necessidade. Não há regras fixas, tudo depende das características individuais de cada local de cultivo. No verão, costumo borrifar as orquídeas duas vezes ao dia, de manhã e no final da tarde. No outono, a tendência é que eu passe a borrifar apenas uma vez, pela manhã. Desta forma, as orquídeas terão tempo para secar ao longo do dia.

3. Deixar as orquídeas em paz


É impressionante a enorme tentação que sinto de ficar cutucando minhas orquídeas. Sempre acho que o vaso está pequeno, que tenho que replantar, dividir, tutorar, qualquer coisa que aplaque minha ânsia de zelar pelas coitadas.

O fato é que, a partir do outono, para a maior parte das orquídeas, a tendência é que a atividade vegetativa diminua. Algumas entram em dormência durante o inverno, outras apenas reduzem o crescimento, a emissão de raízes e novos brotos. Portanto, se provocarmos traumas na planta, nesta época, a recuperação será mais difícil. Com a chegada do inverno, a planta estará debilitada e poderá não resistir.


Sempre sofri com as temperaturas mais baixas e, neste sentido, a chegada do outono costumava ser um acontecimento não muito agradável para mim. Hoje, com minha agenda pautada pelas Orquídeas no Apê, tudo mudou. Aguardo serenamente por cada estação, sabendo que sempre haverá novidades, com flores especiais. Em muitos casos, o outono é a única oportunidade no ano de presenciar determinada floração, como no caso da delicada micro-orquídea Sophronitis cernua, da foto acima.




39 comentários:

  1. Nós que amamos orquídeas as vezes somos super protetores...meio paizão ou mãezona né?...Outono ,época de observar,apenas...boas dicas,Sergio,como sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Suely, é verdade! Sábias palavras! É sempre uma honra receber sua visita! Que bom que gostou, muito obrigado pelo carinho e apoio!

      Um grande abraço!

      Excluir
  2. Como sempre ótimas dicas!
    Eu também tenho essa tendência, quase compulsão, de ficar cutucando e observando as coitadas. Vou me controlar, prometo. :D

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Francine! Pois é, no fim, sempre queremos o melhor para as meninas, não? Fico feliz por saber que gostou das dicas, muito obrigado pela visita e apoio!

      Um grande abraço!

      Excluir
  3. Importantes pontos a observar... Como sempre, um texto extremamente didático e saboroso!! É enriquecedor te ler. Depois desta leitura, apenas o analista!!!!!! Obrigada, abç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alexia, tudo bem? Você, sempre, a gentileza em pessoa! Que bom que gostou do texto, muito obrigado pelo carinho e apoio! De fato, acho que só nos resta o analista!

      Grande abraço!

      Excluir
  4. Olá Sergio, tudo bem???
    Amei suas dicas para o outono ... Sou nova no cultivo de orquídeas e lendo suas dicas me veio uma pergunta ...
    Eu só uso Fertilizantes a cada 10 dias, não uso adubo orgânico ... Agora no outono diminui o o uso dos fertilizantes ou continua do mesmo jeito ???
    Muito obrigado por Sua atenção e um forte abraço ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aparecida, tudo bem? Por aqui, tudo certo, obrigado!

      Que bom saber que gostou das dicas! Achei excelente a sua pergunta, faz todo sentido. De fato, nesta época, a tendência é que as orquídeas precisem de menos adubo. No entanto, sempre tem aquelas que estão florescendo, outras estão emitindo novos brotos, é muito variável.

      Portanto, eu, particularmente, mantenho a adubação do mesmo modo. Eu faço semanalmente, mas o seu esquema, a cada 10 dias, é ótimo, também! Pode manter, sem problemas!

      Muito obrigado pela visita e pela participação!

      Um grande abraço!

      Excluir
  5. Como você consegue falar por todos nós? hehehehe Vai sempre no ponto certo!!! E nos faz refletir sem culpas... Ah! Como te agradeço por mais esse aprendizado!!! ☆ ☆ ☆ ☆ ☆
    Que comecemos um lindo Abril! Com boas surpresas e lindas orquídeas!!!
    Tenha um ótimo dia, meu amigo!!! Beijos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Helô, que ótimo receber a sua visita e ler sua mensagem! Fico muito feliz por saber que gostou do artigo! Amém, que tenhamos um excelente mês de abril, repleto de flores!

      Muito obrigado pelo carinho e atenção, sempre!

      Beijos e um excelente dia para você também!

      Excluir
  6. Boas dicas. Eu também tenho um 'comichão' nas mãos achando sempre que devo mexer, regar, trocar de lugar, replantar. Com estas dicas vou me dominar bem mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Enock, tudo bem? Tem razão, é uma tentação ficar mexendo nas plantas a todo momento. Mas que bom saber que gostou das dicas, fico contente! Muito obrigado pela visita e pelo comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  7. Oi Sergio, tudo bom? sempre vejo seu blog e seus conselhos. Realmente a vontade de cutucar é imensa e inevitável, mas temos que controlar. As minhas cultivo na grade da janela do meu ape, revesti de madeira e fiz um mini orquidario. O poblema é que não tenho luz natural, é quase nula pras plantas, então uso a luz artificial. Estou animada agora com a chegada do outono, nesta época que começa a despontar as hastes das phalaenopsis, pelo menos é o que espero. Moro no Rio de Janeiro o clima está um pouquinho mais fresco, mas a haste da doritis e o botaozinho da sophronitis já apareceram, tô ansiosa, vai ser a primeira floração de ambas comigo...

    Grande abraço e boa sorte pra todos nós

    Luciana RR

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luciana, tudo bem? Que legal, achei fantástico o seu depoimento! Parabéns pela criatividade e persistência, acho que é um grande feito conseguir fazer com que suas orquídeas floresçam com luz artificial. No exterior, muitos utilizam este recurso, por aqui nunca havia visto ninguém. Desejo todo o sucesso e aguardo ansioso pelas flores!

      Muito obrigado pela visita, que bom saber que tem gostado dos artigos!

      Um grande abraço!

      Excluir
    2. Obrigada eu. Se vc quiser ver minhas meninas, estão no youtube, procure por Luciana RR ou Cultivo de orquideas com luz artificial. Não repare, não levo o menor jeito pra apresentar nada, me enrolo toda!!! Mas dá pra ter uma ideia de como elas estão. Um grande abraço e me diga o que achou , se puder. Pode ser sincero!!!

      Excluir
    3. Oi, Luciana, vou ver, sim! Tenho certeza de que vou gostar, afinal é um método que me interessa bastante. Um grande abraço!

      Excluir
  8. Depois de ler alguns posts, tento não cutucar principalmente nessa epoca, mas meu olho quase faz raio - x pra ver se tem raiz nova, ou alguma gema despertando...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem? É verdade, eu chego a usar lupa, lanterna, vale tudo para saber como andam as coisas! Muito obrigado pela visita e comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  9. Olá Sérgio. Agradecemos mais uma postagem mt contributiva para nós! Parabéns tb pelo novo "painel flexível" de abertura, no seu site!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jalo, tudo bem? Imagine, que agradeço a você pelo prestígio, sempre! Fico contente que tenha gostado do painel! Muito obrigado pela opinião!

      Um grande abraço!

      Excluir
  10. Boa noite, e eu pensei que estava pirando já, visto que quase tds ficam nesse mexe mexe com as coitadas, rsrsrs, ufa estou mais aliviada, e boa dica Sérgio, na hr certa, essa semana termino dois vasos e só observar! Abraços a todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dani, boa noite! Pois é, no fim elas ficam melhor sem nosso excesso de cuidados! Que bom que gostou, muito obrigado pela visita e pelo comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  11. Boa tarde Sergio! Parabéns por mais um post, eles estão sendo de grande importância para nós amantes das orquídeas. Queria esclarecer um dúvida com vc. Sou apaixonada por orquídeas, no entanto, tenho duas cattlyeias, mas elas estão com aparência de muchas e amareladas. O q devo fazer para elas não morrerem? Obrigada pela ajuda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem? Fico muito feliz por saber que está gostando dos posts, muito obrigado pelo carinho e apoio!

      Que pena, neste caso, o melhor é dar uma olhada no estado das raízes. Elas podem estar sofrendo por falta ou excesso de água. Nos dois casos, elas acabam ficando danificadas e a planta não consegue absorver água, ficando desidratada. Caso você possa enviar uma foto, ajudaria.

      Um grande abraço!

      Excluir
    2. Obrigada pela a ajuda, Sergio. Amanhã eu vou tirar uma foto e lhe enviar! Vi q vc possui face, posso enviar a foto no seu face? Abraço

      Excluir
    3. Imagine, de nada! Sim, pode enviar pelo face! Um grande abraço!

      Excluir
  12. Olá Sérgio. Estou na fase em que a maioria da minhas orquídeas já não estão com flores. Para a minha grata surpresa um broto de flor apareceu depois de um mês ter caído a última flor, .que eu achava que era a última Acho que foi porque parei de ficar olhando demais para elas qundao ficam só com folhas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Giselle! Que boa notícia! De fato, há épocas em que vemos menos flores e botões. Neste sentido, entendo sua alegria ao descobrir mais uma flor chegado, parabéns!

      Muito obrigado pela visita e por compartilhar sua experiência!

      Um grande abraço!

      Excluir
  13. Adorei o blog e o texto, que leitura agradável!
    Moro em apartamento e tenho muito que aprender ainda pra cuidar dessas meninas.
    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Joyce, tudo bem? Que bom saber que gostou, muito obrigado pela visita e apoio! Torço para que cultive belíssimas orquídeas em seu apartamento, parabéns pela iniciativa!

      Um grande abraço!

      Excluir
  14. como preparo a dendróbiun gatton sunray, para florir?
    obrigado martha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Martha! Este é um Dendrobium híbrido bastante resistente, que costuma florescer com facilidade. De modo geral, a diminuição das regas durante o outono favorece a floração das orquídeas deste gênero. O importante, contudo, é que ele receba bastante luz solar, até mesmo direta, no começo da manhã e no final da tarde. Bastante luz e adubação rica em fósforo ajudam na floração. Boa sorte e muito obrigado pela visita!

      Um grande abraço!

      Excluir
  15. Amigo querido, estou já algum tempo meio ausente, com problemas de saúde mesmo. Sempre que melhora meu astral, venho à procura de seus feitos. Estou com uma Sofronites com haste floral e uma Phal também.
    Tenho observado que algumas não se desenvolvem mesmo. Estão se recuperando. Esses seus botões estão prometendo. Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana Lucia, tudo bem? Que pena, sinto muito pelos problemas. Mas que bom receber sua visita e saber das suas florações. Parabéns! Muito obrigado pelo carinho do seu comentário! Estimo melhoras!

      Um grande abraço!

      Excluir
  16. Boa noite Sérgio. Valeu a dica. Acho que estou precisando dar um pouquinho de sossego para minhas meninas. Rsrsrs
    Por ser iniciante, comecei a exatamente um ano, errei demais, mas tive alguns acertos, pesquisando e seguindo minhas intuições.
    Vou ficar atenta às eestações. Abraço e obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Silvana, boa noite! Que bom saber que gostou da dica. Fico feliz por saber que está indo bem no cultivo, muito obrigado pela visita e pela participação!

      Um grande abraço!

      Excluir
    2. era tudo que eu precisava ouvir....turibio

      Excluir
    3. Que bom, Turíbio! Muito obrigado pela visita!

      Um grande abraço!

      Excluir