Uma micro-orquídea envergonhada


Micro-orquídea Phymatidium delicatulum
Phymatidium delicatulum

Conforme prometido, trago finalmente uma foto da floração desta delicada micro-orquídea, presente de uma grande amiga, Elza Kurauchi. No momento em que a recebi, a mesma portava minúsculas cápsulas de sementes, episódio que relatei neste primeiro artigo.

Após seis meses de cultivo, e muito medo de perdê-la, fui presenteado com pequenas e incipientes hastes florais, retratadas neste post. Mais dois meses de espera e finalmente presenciei o surgimento dos primeiros botões florais. A esta altura, eu já não me aguentava de ansiedade, à espera do momento de fotografar esta mágica floração, tão aguardada.

Esperei por mais alguns dias até que as primeiras flores começassem a surgir. Só então reparei que a haste floral que as portava crescia em direção ao solo, quase se arrastando. As flores, por sua vez, ficaram totalmente escondidas, voltadas para baixo da pequena touceira. Desapontado, resolvi esperar pela abertura dos botões florais de uma outra haste, mais acessível e relativamente ereta.

Algumas semanas de angústia e espera, até que... Novamente, percebo que o peso das flores acabou por envergar a haste, escondendo-a. Além disso, sistematicamente, cada botão desabrochava olhando para baixo. Inconformado com a timidez desta miniatura de orquídea, não me dei por vencido e acabei valendo-me de um artifício para manter a haste floral ereta, sustentando-a com um filete de metal. Só assim, finalmente, consegui fotografar estas flores envergonhadas de frente.

Vivenciar esta pequena saga para fotografar uma orquídea lembrou-me que, na verdade, o errado sou eu, que insisto em cultivar em vaso uma planta acostumada a dependurar-se nos galhos das árvores. Nesta condição, em seu habitat natural, as flores não ficam escondidas, já que sabem, melhor do que eu, que precisam ser acessíveis aos seus polinizadores. É para isso que existem, não para serem fotografadas por um orquidófilo lunático com traços de TOC, sempre à procura de um ângulo tão esteticamente favorável quanto irreal para capturar suas imagens.

24 comentários:

  1. Que meiga....não sei porque tão envergonhada..ela é linda!...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Suely! É verdade, linda e tímida! Que ótimo receber seu comentário, muito obrigado pelo carinho!

      Um grande abraço!

      Excluir
  2. É verdade... teimamos em mudar a ordem natural das coisas, orquídeas inclusive... Queremos vê-las em toda sua beleza, em todo seu esplendor. Nossa forma de carinho é contempla-las e mostra-las a todos. Acho que estamos perdoados!! Obrigada pelas imagens e pelo esforço em obtê-las.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Alexia, concordo com você! Fico feliz em saber que gostou. Imagine, eu que agradeço a você pela visita e pelo comentário, sempre tão gentil!

      Um grande abraço!

      Excluir
  3. hahaha que saga hein. De fato capturar boas imagens dessa maravilha não é fácil, são tiradas dezenas de fotos até quebrar a timidez dessa linda.

    Parabéns Sergio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Michael, tudo bem? Pois é, desta vez eu penei para conseguir a foto. Mas que bom, muito obrigado pelo apoio!

      Um grande abraço!

      Excluir
  4. Ah, tá perdoado Sérgio, também compramos as flores com hastes, hehe
    adorei conhecê-la em seu esplendor!

    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana Maria! Tudo bem? Que bom, muito obrigado pela compreensão! Hehehe! Fico feliz em saber que gostou dela, valeu pelo apoio e carinho, sempre!

      Um grande abraço!

      Excluir
  5. Oi Sergio, boa tarde!
    Antes de tudo amigo, relaxa!
    Assim as orquídeas vão acabar te estressando! rsrs
    Deixe a natureza agir.. serenamente....calmamente.....
    Se ela gosta de ser rasteirinha, meio avexadinha, não tem problema....
    Ela é linda e superior mesmo assim!
    Afinal, cada um tem o seu jeitinho específico de ser não é amigo?

    O branco das pétalas é tão bonito e tão intenso que parece lapidada no gelo! Pequeninas joias e sempre maravilhosas!!

    Mais uma vez, obrigada pelo colírio para os olhos! Adorei!
    Beijos e uma semana maravilhosa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriana, boa tarde! Pois é, vou tentar seguir seu conselho. De fato, no fim acabo ficando mais neurótico do que já sou. Acho uma boa começar a aceitá-las do jeito que são!

      Também acho surpreendente a textura destas flores, de fato parecem feitas de gelo!

      Imagine, eu que agradeço pela sua visita e comentário, sempre tão carinhosos! Bom saber que gostou, valeu pela força!

      Beijos e uma ótima semana para você também!

      Excluir
  6. Oi Sergio !
    Amo ler o que escreve, mandou muito bem na foto.
    Sergio, não exagerou um pouquinho.... lunático com traços de TOC ....pegou pesado consigo mesmo hein !!!,
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bete, tudo bem? Mas que bom saber que está gostando dos artigos, muito obrigado pelo carinho e consideração!

      Pois é, escrevi em tom de brincadeira, mas lá no fundo desconfio que sou assim, mesmo! Hehehe!

      Um grande abraço e tudo de bom!

      Excluir
  7. Ufa, hein! Mas que danadinha pra fazer sofrer...mas valeu a pena a espera: ela tão bonitinha! Flores em formato muito interessante!
    Parabéns pela "finalização" desta saga!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jalo! Pois é, foi uma longa trajetória até esta foto! Mas que bom saber que gostou, de fato o formato da flor é bem diferente!

      Muito obrigado pela visita e pelo comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  8. Gracias por compartir la foto de esta linda orquidea, saludos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Boris! Imagine, eu que agradeço a você pela visita e carinho. Que bom que gostou!

      Um grande abraço!

      Excluir
  9. Parecen tan frágiles y pequeñitas.. y a la vez tan inmensas en su hermosura!
    Preciosas Sergio, nunca dejas de sorprendernos!
    Bello fin de semana, un fuerte abrazo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cristina! De fato, elas são bem pequenas! Que bom que gostou, fico feliz com a sua visita e comentário! Muito obrigado!

      Um grande abraço e um ótimo fim de semana para você também!

      Excluir
  10. Olá,Sérgio!
    Mas que admirável,meu amigo, esta bela e singular floração de orquídeas! E que flores tão lindas, delicadas e pequeninas...Com certeza, são mesmo pequeninas jóias da natureza! E que interessante mesmo é essa nossa mania de tentar "dar um jeitinho" na vida de nossas plantinhas,né? (Rs...) Eu mesma quantas vezes quiz interferir no crescimento de tantas plantinhas e acabei errando...(Rs...) Pois,é, nem sempre os caminhos da vida obedecem aos nossos planos,principalmente aos "fotográficos"...(Rs...) Mas seja como for, às vezes precisamos mesmo driblar os nossos pequenos obstáculos,para que tudo possa ser mais fácil aos olhos humanos, afinal, a beleza da vida precisa e deve ser revelada...E com carinho, sabedoria e criatividade, sempre se consegue bons resultados! Valeu demais conhecer mais esta encantadora orquídea!
    Tudo de muito bom e uma semana iluminada pra ti!!!
    Abraço grande das flores daqui!!!
    Teresa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Teresa! Tudo bem? Mas que belas e sábias palavras, concordo plenamente! Eu também vivo interferindo, sempre com as melhores intenções, mas volta e meia acabo atrapalhando. Que ótimo saber que gostou desta pequena, muito obrigado pelo comentário carinhoso, fico sempre feliz com a sua visita!

      Um grande abraço e uma semana excelente para você também!

      Excluir
  11. Embora flores esconder eles tem uma boa foto para apresentá-lo para nós. Muito linda e delicada. Obrigado por compartilhar Sergio. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Angel, que bom saber que gostou desta pequena! Imagine, eu que agradeço a você pela visita e comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  12. Sempre me encanto com a beleza de suas fotos, de suas orquídeas e também de seus artigos que são tão úteis para mim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Enock, que bom saber! Bondade sua, muito obrigado pelas palavras de apoio! Fico feliz por estar gostando, valeu pela força!

      Um grande abraço!

      Excluir