Orquídea Phragmipedium Sedenii - Floração 2013


Orquídea Phragmipedium Sedenii
Phragmipedium Sedenii

Bastante atrasado, mostro para vocês a floração desta famosa orquídea sapatinho, o Phragmipedium Sedenii. No ano passado, eu havia ficado felicíssimo com a aparição de um par destas flores exóticas. Neste ano, após mudanças no modo de cultivo, tive a alegria de observar o surgimento de uma flor atrás da outra, processo que se iniciou em julho, durante o inverno, e perdura até hoje.

A orquídea Phragmipedium Sedenii, híbrido primário resultante do cruzamento entre Phragmipedium longifolium e Phragmipedium schlimii, é conhecida pela sua peculiar floração sequencial (multi-blooming ou consecutive blooming). À medida que a haste floral vai se desenvolvendo, novos botões florais vão surgindo do seu ápice. Quando a flor mais antiga fenece, o botão logo acima já está se abrindo. E assim sucessivamente, por meses a fio. Em três meses de floração, presenciei um desfile de mais de dez flores, que foram surgindo e partindo, uma após a outra.

Este processo é uma festa para qualquer orquidófilo, mas tem seu lado triste. Frequentemente, pegava-me torcendo para que a flor de baixo perdurasse até que a de cima se abrisse completamente. Raramente dava certo de observar duas flores abertas concomitantemente. Foi como assistir ao ciclo natural da vida em ritmo acelerado: nascimento e morte, nascimento e morte, sem parar.

Quando comprei esta orquídea, já o fiz de olho nesta generosa característica quanto à floração sequencial. Para minha alegria e posterior desgosto, no ano passado, observei o surgimento de duas flores, que partiram rapidamente e c'est fini. Depois de aprender que esta é uma orquídea que requer bastante umidade, uma das poucas a tolerar o substrato constantemente molhado, transferi a planta para um vaso plástico contendo sphagnum e argila expandida. Foi o suficiente para que uma nova orquídea surgisse diante dos meus olhos. Muito mais vigorosa, emitiu vários brotos e, quando finalmente floresceu, o fez em abundância. Ao longo dos próximos posts, vou mostrando para vocês alguns instantâneos desta bela sucessão de flores e botões florais.

26 comentários:

  1. Interessantíssimo! Desconhecia esse processo sequencial tão lindo e misterioso da Phragmipedium Sedenii... Lições da vida em forma de flor... E que flor!! Continue nos transmitindo essas lições de vida, de mistério e de beleza... Estaremos sempre a esperar... Obrigada...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alexia! Pois é, esta é uma característica que admiro nos Phragmipediums! Fico muito contente por saber que gostou, muito obrigado pela visita e apoio, sempre!

      Um grande abraço!

      Excluir
  2. Quando venho aqui sempre aprendo mais um pouquinho sobre as orquídeas. encantadora essa Sérgio. Bom seria se ficam as duas abertas, beleza em dose dupla. Um beijo querido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nádia, tudo bem? Que ótimo saber disso, fico feliz! De fato, existem pessoas que têm a felicidade de ver várias flores abertas na mesma planta. Mas é raro, acho eu. Adorei sua visita, muito obrigado pelo carinho!

      Bjos e um ótimo finalzinho de semana!

      Excluir
  3. Uau! Também não sabia desta característica muito interessante.
    Quando descobri seu blog devorei ele do início ao fim, e quando me deparei com esta belíssima orquidea, me apaixonei. E começou minha corrida em busca de uma,mês passado chegou a minha muda. Espero ter uma floração tão linda ano que vem. :) Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Francine, que legal! De fato, esta é uma orquídea especial. Parabéns pela sua nova menina! Torço para que a presenteie com muitas flores, em breve!

      Muito obrigado pela visita, fico muito contente por saber que está gostando do blog!

      Um grande abraço!

      Excluir
  4. Que linda Sergio. Nunca ousaram com o Phrag, mas com tanta beleza, acho que este ano vou tentar conseguir um e testar. Parabéns a estas flores contínuas. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Angel, tudo bem? Que bom saber que gostou! De fato, acho que vale a pena tentar! O cultivo não é difícil, basta fornecer bastante umidade. Muito obrigado pela mensagem de apoio!

      Um grande abraço!

      Excluir
  5. Nossa... que maravilhosa.
    Não tenho sorte no cultivo deles.
    Mas são lindos.
    abraços e uma linda noite

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bete! Pois é, eu também tive problemas no começo. Mas que bom saber que gostou, muito obrigado pelo carinho da sua visita!

      Um grande abraço, uma ótima noite para você também!

      Excluir
  6. Olá Sérgio,
    Ainda não me aventurei a cultivar este género, mas acho-as plantas deliciosas e magníficas. Esta sua respira saúde e está deslumbrante, parabéns.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Américo! Imagine, seu cultivo é excelente, tenho certeza de que cultivaria belíssimos sapatinhos! Acredito que este gênero tenha uma melhor oferta de variedade e qualidade em Portugal. Aqui tudo ainda é mais difícil de encontrar.

      Muito obrigado pela visita e pelo comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  7. Eu adoro e por incrivel que pareça não tenho uma dessa, comprei uma para minha mãe no anivesario dela e esta linda.mas logo compro uma para mim...rss...bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Angela! Que legal, lindo gesto o seu. Eu acho difícil encontrar esta orquídea, demorei para ter uma. Muito obrigado pelo comentário!

      Beijo grande e até mais!

      Excluir
  8. Belíssimo; parabéns! Essa flor é de uma delicadeza fantástica! É a primeira flor, de muitas, então!!! Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jalo! Pois é, acho esta flor especial, tanto pela cor como pela forma. Que bom que gostou, muito obrigado pela visita e pelo comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  9. oi Sergio!
    Que espetáculo este sapatinho rosado!!
    eu tenho aqui em casa um pouco diferente, é amarronzado.

    abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana! Tudo bem? Que bom que gostou deste! De fato, eu também tive um amarronzado, mas perdi. Eles são encantadores, com certeza! Muito obrigado pela visita e pelo comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  10. Cuánta belleza encierra una flor, cuanta belleza trasmite su imagen ... espléndida orquídea Sergio!
    Preciosa entrada, perdona si no te visitaba con más frecuencia, paré un tiempo en mi blog y actualmente estoy difundiendo más los videos subidos a YouTube.

    Te dejo el enlace de mi nuevo blog, si gustas pasar será un placer tener tu vista.
    http://sombriabelleza.blogspot.com/

    Abrazos, buen inicio de semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cristina! Tudo bem? Que ótimo receber sua visita, há quanto tempo! Fico contente que tenha gostado desta flor. Muito obrigado pelo comentário, com certeza visitarei seu novo blog!

      Um grande abraço, uma ótima semana para você também!

      Excluir
  11. Sérgio, eu também adoooro essas "orquídeas sapatinhos"! Acho-as todas tão belas, vigorosas e exóticas! Mas também eu desconhecia a característica desta espécie, em que as flores nascem e devanecem de forma sequencial... Uma incrível e dramática forma de florescer! E como sempre, a natureza nos surpreendendo com seus pequenos caprichos e mistérios! No final da semana passada, tive a oportunidade de visitar um conhecido orquidário em Teresópolis, cidade serrana do estado do Rio de Janeiro, e lá ficamos todos encantados com a belíssima e variada coleção de orquídeas...Lembrei muito de ti por lá! Havia muitas "sapatinhos", cujas formas curiosas faziam a nossa imaginação voar... Algumas tinham um ar tão excêntrico que pareciam "seres de outro planeta" (Rs...) Neste orquidário havia tantas flores maravilhosas juntas, que nem dava vontade de sair de lá... E é claro que trouxemos mais uma "sapatinho" pra casa! (Rs...)
    Muito obrigada por compartilhar conosco estas belezas e mande o meu carinho pra essas queridas e exóticas "sapatinhos"!!!
    Teresa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Teresa! Que legal saber que também gosta dos sapatinhos! De fato, há tantas formas e cores diferentes, é de enlouquecer. Adorei saber do seu passeio ao orquidário, deve ter sido uma experiência inesquecível! Fiquei curioso para conhecer seu mais novo sapatinho, espero vê-lo no seu blog algum dia!

      Muito obrigado pelo carinho da sua mensagem, para mim é sempre um prazer recebê-la!

      Um grande abraço e tudo de bom!

      Excluir
  12. Oi Sergio, Acabo de adquirir uma dessas maravilhosas orquídeas, quando terminar essa floração vou trocar de vaso para manter o espaço uniforme e bem cuidado, favorecendo-a com o substrato correto. Ainda bem que você me presenteou com seus posts. Na certa ficaria desesperada quando uma flor sucumbisse. Estou transformando um dos quartos da casa em orquidário. Tem um banheiro bem em frente com uma bela pia para eu cuidar delas e uma ampla janela de vidro que vou colocar o sombrite pois o sol da manhã de 6:30 até 11:45 ilumina tudo. Assim que estiver pronto vou postar la no Face. Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana Lucia, que interessante! Adorei sua ideia de orquidário no quarto, vou aguardar curioso pela foto! Parabéns pela iniciativa e boa sorte, que dê tudo certo. Fico feliz por saber que tem achado os posts úteis, muito obrigado pelo apoio!

      Um grande abraço!

      Excluir
  13. Eu comprei uma muda dessa orquídea phragmipedium a alguns anos. O vaso ta bem cheio mas nunca floriu.o que faço? Desde a agradeço pela ajuda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem? Que pena... Esta é uma orquídea que precisa de bastante luminosidade para florescer, algo próximo à luz que as orquídeas do gênero Cattleya necessitam. Experimente colocá-la em um local que receba mais luz. Espero que funcione!

      Um grande abraço!

      Excluir