A volta da mini-orquídea vermelha


Mini-orquídea Sophrolaelia Jinn
Sophrolaelia Jinn

Conforme antecipei há algumas semanas, através do anúncio de seu botão floral, mostro hoje a floração completa desta pequena orquídea escarlate, acompanhada de um verdejante tapete de musgo. É a primeira vez que ela floresce sob os meus cuidados, fato que me enche de alegria. Apesar do porte mignon e delicado, esta orquídea é bastante resistente, crescendo e florescendo continuamente, desde que chegou ao apartamento.

Esta mini-orquídea é um híbrido primário resultante do cruzamento entre Sophronitis coccinea e Laelia milleri, tendo sido registrado em 1966 por M. Spencer. Curiosamente, ambas as espécies progenitoras são consideradas de cultivo difícil e vivem em habitats bastante diferentes. No entanto, sua prole adapta-se bem a vários ambientes, demonstrando na prática a teoria do vigor híbrido.

A Sophrolaelia Jinn pertence a uma classe sui generis de orquídea, caracterizada por plantas cuja parte vegetativa é de pequeno porte e as flores, comparativamente, são de tamanho avantajado. O sonho de todo orquidófilo de apartamento, que vive em constante luta por um lugar ao sol para suas meninas.

16 comentários:

  1. Que bom ver mais uma bela orquídea de seu Apê!!! Parabéns, amigo Sérgio!
    Uma cor deslumbrante! Adorei!
    Boa noite! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Helô! Tudo bem? Que ótimo receber sua visita aqui no apê! Fico contente em saber que gostou desta, muito obrigado pelo comentário!

      Beijos e uma ótima noite!

      Excluir
  2. Maravilhosa, a Dama de Vermelho! Parabéns pela beleza exuberante dessa garota, ainda mais bonita com esse lindo tapete aos seus pés! Abç...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alexia! Exatamente, que bela descrição! Bom saber que gostou da flor e do tapete! Muito obrigado pela visita e pelo comentário, sempre tão gentil!

      Um grande abraço!

      Excluir
  3. Olá Sérgio,
    Parabéns por esse maravilhoso híbrido. É realmente surpreendente tanta beleza numa planta tão pequena. Ter uma joia dessas não é apenas o sonho de um orquidófilo que vive em apartamento mas de todo e qualquer orquidófilo.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Américo, tudo bem? É verdade, bem observado! Gosto bastante desta pequena orquídea, em particular. Que ótimo ler seu comentário, muito obrigado pela visita!

      Um grande abraço!

      Excluir
  4. Estupidamente linda! Parabéns Sérgio. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jalon! Que bom saber que gostou, muito obrigado pela visita!

      Um grande abraço!

      Excluir
    2. Olha...e não se preocupa, vc não cometeu erro nenhum em relação ao meu nome, pelo contrário: há de fato um n a mais (é Jalon Nunes), mas quis suprimir um "n"...
      Meio louco! Rsrsrsrrsrsrs
      Abraço.

      Excluir
    3. Ah, entendi! Achei que eu estava ficando maluco... Hehehe!

      Abração!

      Excluir
  5. Belíssima! Já está na lista de desejos. A descoberta do seu blog fez surgir uma paixao pelas minis. Suas plantas e fotos são incríveis.
    Abraço,
    Francine

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Francine, que legal! Fico muito contente em saber disso, torço para que estabeleça uma bela coleção de minis! Muito obrigado pela visita e pelo gentil comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  6. Bela flor, Sergio. Em uma pequena planta é um luxo. Desde então, ele herdou a cor Sophronitis coccinea. Cultura magnífica, parabéns. Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Angel Mar! Tudo bem? De fato, a cor desta orquídea é especial. Que bom que gostou, muito obrigado pelos elogios!

      Um grande abraço!

      Excluir
  7. Ela é mesmo um linda jóia,Sérgio!!! E que coloração magnífica! Também achei muito interessante o fato de que ela é um híbrido resultante do cruzamento de espécies consideradas tão diferentes... Com certeza uma soma positiva que gerou flores maravilhosas e resistentes...E tudo isso só me faz pensar o quanto algumas orquídeas podem ter um potencial imenso de adaptação e sobrevivência,pois mesmo no caso de alguns cruzamentos mais "improváveis", sempre existe chance de se encontrar um híbrido de mais vigor e beleza...O que é só contentamento para a alma e os olhos da gente...Parabéns por mais esta belíssima "menina" !
    Um abraço das flores do nosso pequeno jardim pra vocês!!!
    Teresa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Teresa! Pois é, gosto bastante da cor desta orquídea! E o tamanho é perfeito para mim! Confesso que tenho um fascínio por estes híbridos, principalmente os primários.

      Fico muito contente em saber que gostou desta menina! Que ótimo recebê-la e ler seu comentário, muito obrigado por tudo!

      Um grande abraço!

      Excluir