Orquídea Cymbidium - Haste floral ou novo broto?


Haste floral de orquídea Cymbidium
Cymbidium híbrido

Cultivo esta orquídea híbrida do gênero Cymbidium há vários anos, sem nunca ter visto uma floração sequer. Toda vez que eu observava um novo brotinho nascendo, próximo à base da planta mãe, meu coração enchia-se de esperança. Será que desta vez virá uma haste floral? Nunca vinha. A criatura soltava mais um broto, que desenvolvia folhas e mais folhas. Uma vez que consegui reverter esta situação, decidi escrever este artigo para auxiliar quem passe pelo mesmo problema. A seguir, algumas dicas de como fazer a orquídea Cymbidium dar flores.


1. Como fazer o Cymbidium florescer


Esta é uma orquídea que as pessoas parecem ter dificuldade em fazer florescer, a julgar pelas perguntas e relatos que costumo receber. No meu caso, confesso, havia desistido completamente desta planta. Como a orquídea estava ocupando muito espaço, o pobre Cymbidium foi relegado a uma área menos nobre da varanda, exposta ao sol direto da tarde. Devido à orientação oeste do apartamento, a insolação é abundante e escaldante, neste horário.

Foi o que bastou para que dois novos brotos, desta vez mais rechonchudos, começassem a crescer. Diferentes dos anteriores, que eram delgados, estes pareciam conter algo dentro. Além disso, exibiam aquelas típicas gotículas que costumamos encontrar em hastes e botões florais.

Desta forma, acidentalmente, acabei descobrindo que esta orquídea necessita de bastante luminosidade, inclusive sol direto, para que possa florescer, na estação apropriada. Outro artigo sobre a importância da luz na floração pode ser lido no link abaixo:


2. Origem do Cymbidium e época de floração


Outra dica importante para diferenciar broto de haste floral é a época em que eles nascem. Nas orquídeas do gênero Cymbidium, geralmente, novos brotos surgem durante a primavera e verão, ao passo que as hastes começam a despontar no outono, para florescerem no inverno.

Também é bom lembrar que novos brotos podem surgir em outras épocas do ano. No entanto, hastes e flores somente desenvolvem-se durante o outono e o inverno, induzidos pela queda de temperatura típica destas estações. Isto ocorre porque a orquídea Cymbidium é nativa de países asiáticos como China, Indonésia e Japão. Sua ocorrência se dá principalmente em locais de clima temperado e altitudes elevadas. Ela foi descrita em 1799 por Olof Swartz e seus híbridos espalharam-se pelo mundo todo, popularizados por seu alto valor ornamental.

Devido à sua origem, é mais difícil cultivar Cymbidium em regiões de clima quente. Fazer esta orquídea florescer, então, pode tornar-se um desafio quase impossível. Ainda assim, há algo que se possa tentar.



Orquídea Cymbidium híbrida
Cymbidium híbrido


3. Dicas para forçar o Cymbidium a dar flores


Devo salientar que nunca tentei este método. No entanto, costumo ler a dica de regar a orquídea Cymbidium com água gelada, no começo do outono. Há quem aconselhe a colocar algumas pedras de gelo no vaso, preferencialmente à noite. Desta forma, tenta-se simular a queda de temperatura típica da transição do verão para o outono, ausente nas regiões de climas com temperaturas mais elevadas. Aqui em São Paulo, o Cymbidium costuma florescer sem a utilização deste recurso, embora com alguma dificuldade.

Outra dica importante, que eu costumo utilizar, é fornecer uma adubação adequada à orquídea. Existem formulações específicas para este tipo de planta. Também há no mercado adubos desenvolvidos para ajudar na floração de orquídeas. São fertilizantes com uma composição mais rica em fósforo. Eu aplico a cada quinze dias, alternando com o adubo de manutenção. Mais detalhes sobre adubação de orquídeas encontram-se no link abaixo:



Outras dicas, especificamente para aqueles que cultivam em apartamento, não necessariamente Cymbidium, podem ser lidas no artigo abaixo:



Esta orquídea Cymbidium da foto é reminiscente de uma época em que eu comprava plantas sem ter noção de suas necessidades de cultivo ou de sua identificação. Foi um presente para a minha mãe e foi-me vendida como um mini Cymbidium. Apesar deste início torto, um golpe de sorte fez com que pudéssemos vir a contemplar suas flores. No link abaixo, vocês podem conferir o resultado desta bela floração.




66 comentários:

  1. Uhúúúú....... Mal posso esperar... Sucesso aí!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alexia! Eu também! Muito obrigado pela torcida e apoio, em breve trago novidades desta orquídea!

      Um grande abraço!

      Excluir
  2. Você não deu atenção a pobrezinha e ela te agradece assim, em breve ela vai alegrar seus olhos com uma bela flor... Não faça isso com ela mais não dê-lhe carinho e atenção. Brincadeira a parte Sérgio, vou ficar torcendo para em breve ver aqui, uma linda flor, boa sorte querido! Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nádia! Hehehe, viu só o que acontece? Se bem que já ouvi dizer que as orquídeas respondem melhor quando não são tratadas a pão de ló!

      Que ótimo receber sua visita e torcida, muito obrigado pelo carinho!

      Bjos e tudo de bom!

      Excluir
    2. Oi, Sérgio, tudo bom? Achei muito interessante você mencionar a discussão sobre ser sempre bonzinho com as orquídeas. Pode falar mais sobre isso? Li um artigo bem antigo (decada de 80), da American Orchid Society, onde um orquidófilo notava que orquideas q nunca vivenciavam algum tipo de stress tendiam a viver poucos anos. Não sou especialista, mas acho que os imprevistos e a necessidade de se adaptar sao inerentes à vida. Na natureza, eventualmente as plantas sofrem períodos de condições adversas, como seca, calor, frio ou luminosidade excessiva, por exemplo. parabéns pelo blog e pela boa vontade em difundir seus conhecimentos e amor pelas orquídeas conosco. Um grande abraço

      Excluir
    3. Oi, Rafael! Tudo bem? Concordo plenamente com você e com o artigo da AOS. De fato, frequentemente, fazemos mal às nossas orquídeas por excesso de zelo. Algumas, por exemplo, precisam do que chamamos de stress hídrico, uma redução na disponibilidade de água, no período pré floração. Outras, somente florescem quando submetidas a um choque térmico, uma queda acentuada de temperatura entre o dia e a noite. Certas orquídeas estão habituadas a viverem sob sol pleno e com pouquíssima água, condição que evitamos nos nossos orquidários.

      Portanto, é verdade que nossas boas intenções nem sempre representam o melhor para a vida das orquídeas. Que bom saber que está gostando do blog, muito obrigado pela visita e pelas palavras de apoio. Super importante o seu comentário, valeu pela contribuição!

      Um grande abraço!

      Excluir
  3. Olá! Belíssima foto, eu comprei um há poucos dias, então: obrigada pela dica, haha. Aqui ela recebe um pouco de sol pela manhã.

    Abraços,
    www.hortaladecasa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jaqueline! Imagine, de nada! Parabéns pela nova orquídea, torço para que você veja flores em breve!

      Muito obrigado pela visita e um grande abraço!

      Excluir
  4. Amigo Sérgio ,sim e´uma haste floral e será desta que vai ver essa Beldade.Amigo Bom fim de Semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, José Antonio! Que ótimo saber disso, muito obrigado pela informação! Tomara que eu consiga ver as flores desta orquídea, de fato, mal posso esperar!

      Muito obrigado pela visita, um grande abraço e um ótimo fim de semana para você também!

      Excluir
  5. Olá Sérgio,
    Parabéns. É mesmo uma haste floral. Este género necessita, para florir com regularidade, de um forte contraste de temperatura entre o dia e a noite, na transição para o Outono/Inverno.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Américo! Perdão, eu havia respondido, mas o sistema apagou... Muito obrigado pelas informações, não sabia deste requerimento para floração. Talvez por isso ele não tenha florescido no ano passado, tivemos um inverno atípico.

      Muito obrigado pela visita e pela ajuda!

      Um grande abraço!

      Excluir
  6. Ah que informação legal Sergio. Sempre li que elas são fáceis de florescer. Ganhei uma no ano passado dos meus filhos no aniversario também, ela estava quase morta atrás de casa, no corredor. Agora que estou tentando cuidar delas, replantei e todas estão perto da churrasqueira com um janelona blindex protegendo da chuva e vento e com toda claridade possível, vamos ver se acerto. Quero ver a sua florida depois.

    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana! Pois é, acho que a floração é mais fácil nas regiões de clima mais frio. Também é importante a diferença entre as temperaturas de dia e noite, conforme o orquidófilo Américo Pereira ensinou. Parabéns pelas suas orquídeas, torço para que se recuperem e floresçam lindamente!

      Pode deixar que a manterei informada sobre o andamento desta haste floral!

      Muito obrigado pela visita, um grande abraço e um ótimo fim de semana!

      Excluir
  7. Todos os dias Deus nos dá um momento em
    que é possível mudar tudo que nos deixa infelizes.
    Que um sim ou um não pode mudar toda a nossa existência.
    E muitas vezes perdemos tanto do foco da vida,
    que não enxergamos nem entendemos ,
    que Deus tem um proposito para cada um de nós.
    Um pouco triste?:Sim: mas creio na grande mudança ,
    que Deus esta preparando para mim.
    A você meu carinho obrigada por fazer parte
    de todas as mudanças boa ou não continuas
    caminhando comigo.
    Um final de semana abençoado.
    Beijos no coração afagos na alma.
    Evanir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Evanir! Que linda mensagem, muito obrigado pelo carinho e consideração! De fato, acho importante acreditarmos e confiarmos nos propósitos de Deus para seguirmos em frente, apesar das dificuldades. Muito obrigado por compartilhar estas belas palavras.

      Bjos e tudo de bom!

      Excluir
  8. Tomara que seja uma haste floral.
    Parabéns antecipado pelo cultivo, nunca consegui, até desistir.
    Abraços e vamos aguardar um lindo posta dela florida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bete, perdão! O Blogger está apagando algumas respostas. Pois é, tomara que venham flores! Eu também havia desistido de cultivar este gênero. Este acontecimento foi uma grande surpresa. Vamos ver no que vai dar.

      Muito obrigado pela visita e pela torcida!

      Um grande abraço e um ótimo fim de semana!

      Excluir
  9. Me alegro que la espera haya dado su fruto! Es realmente extraordinaria y sorprendente las planta en si.
    Te dejo un fuerte abrazo Sergio, buen fin de semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cristina! É verdade, a espera foi longa! Acho que você vai gostar, as flores são muito bonitas. Em breve, trago novidades sobre esta orquídea.

      Muito obrigado pela visita e pelo apoio!

      Um grande abraço e um ótimo fim de semana para você também!

      Excluir
  10. Olá,Sérgio!
    Quanto tempo não apareço,né? Perdoe o sumiço desses dias,mas a verdade é que estivemos viajando novamente, desta vez na esperança de vermos os famosos "campos de lavanda",no sul da França. E apesar do atraso da floração desses campos,devido ao inverno rigoroso deste ano, conseguimos realmente realizar o nosso sonho,meu e do meu marido, de ver e passear por esses campos maravilhosos,perfumados e floridos...Um verdadeiro oásis para todos aqueles que amam as plantas e a natureza!
    Mas saiba que sempre que posso, adoro também "viajar" por aqui, neste teu cantinho encantador e repleto dessas tão queridas e belas orquídeas...Sempre fonte de beleza e alegria para os olhos da gente! E eu fico daqui sempre contente em ver o teu carinho especial e cuidados com cada uma dessas plantinhas tão fascinantes...Um lindo exemplo de amor e respeito com a natureza!
    E eu também tenho aqui,no nosso pequeno jardim, duas "Cymbidium", que desde que as compramos, no ano retrasado,ainda se recusam a nos oferecer suas belas flores...Plantinhas bem "teimosinhas",como diz a minha sogra...(Rs...)Mas fiquei agora mais animada, em saber que a sua Cymbidium vai florescer... Que linda,parabéns!!! Estarei daqui esperando e acompanhando mais este milagre da vida!
    Meu abraço grande e uma semana florida e iluminada pra você!!!
    Teresa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Teresa! Pois é, há quanto tempo! Mas que ótimo saber que esteve na França! Fico impressionado com o ritmo de viagem de vocês, parabéns! Vou fazer uma visita ao seu blog para saber das novidades, as lavandas dão um espetáculo, sem dúvida!

      Muito obrigado pela visita e pelo carinho, fico muito feliz por saber que também aprecia viajar por aqui, em companhia das orquídeas enclausuradas!

      De fato, estes Cymbidiums dão um trabalho para florescer por aqui. Acho que vão melhor em climas mais frios. Boa sorte, espero que os seus acordem em breve!

      Um grande abraço e uma ótima semana para você também!

      Excluir
  11. Olá Sérgio,
    Comecei a cultivar orquídeas em maio deste ano. Minha mãe ganhou uma phalaenopsis branca de dia das mães, um dos meus gatos comeu um pedaço da folha e depois derrubou ela no chão, o que a fez perder todas as flores. Fiquei com muita pena de vê-la morrer e comecei a pesquisar na internet como mantê-la viva e bem. Cortei a haste após o terceiro nó como mandava em um blog na internet. Depois disso fiquei um pouco viciada no assunto orquídeas, minha sogra tinha um vaso de dendrobium encharcado pela chuva e cheio de brotos enormes já com raízes bem desenvolvidas, roubei os brotos e fiz outro vaso. Minha sogra também tinha uma cattleya com as raízes todas podres, fiz uma UTI PET que vi na internet. Fui para uma fazenda e achei uma cachopa de mini orquídeas e roubei um pedacinho pra mim. Então, pelo que tu pode contabilizar em dois meses eu já tenho quatro orquídeas, é um vício! Eu estou com um problema agora parecido com o teu, a haste cortada da minha phalaenopsis está com um broto e os pseudobulbos das dendrobiums que eu roubei estão com bolinhas entre as flores, eu não consigo identificar se são keikis ou se são flores, estou torcendo para que sejam flores!
    Adorei o teu blog, boa sorte com a cymbidium.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jade! Tudo bem? Que ótimo saber que foi contaminada pelo vírus da orquidofilia! De fato, é uma atividade muito prazerosa e contagiante. Parabéns pelas suas orquídeas resgatadas, torço para que se desenvolvam e deem muitas flores.

      Muito obrigado pela visita e pelo comentário, fico contente que esteja gostando!

      Um grande abraço!

      Excluir
  12. Tenho uma dessa, a flor dela é linda, grande, hastes bem pesadas, depois que a floraçao terminou, nunca mais deu outra, apenas 2 brotos... e o mes passado eu descobri mais 2 brotos, fiquei super feliz, espero muito que sejam flores...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Denis! Que legal, tomara que sejam flores! Vou ficar torcendo. Pela sua descrição, ela é linda, mesmo! Parabéns!

      Muito obrigado pela participação!

      Um grande abraço!

      Excluir
  13. Ola Sergio ! Meu nome e Lu,encontrei uma Cymbidium no lixo,fiquei mt feliz qdo a vi e nao teve outra, levei-a para minha casa,vejo-a cm a flor mais linda do universo,retirei todas as folhas secas,mas vejo q ela necessita de um transplante pq tem mts bulbos quase q pulando do vaso,estou fazendo uma pesquisa de como cuida-la,atualmente moro no Canada e aqui o clima e otimo para as orquideas. Fico torcendo q a tua Cymbidium de as mais lindas e belas flores. Felicidades bye bye

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lu, tudo bem? Que incrível, deve ser um privilégio cultivar orquídeas no Canadá! Torço para que corra tudo bem com o seu replante. Como o Cymbidium é uma orquídea terrestre, aceita bem vários substratos, inclusive terra de jardim. Também gosta de bastante sol. Quando a sua florescer, mostre para a gente!

      Muito obrigado pela visita e pela participação!

      Um grande abraço!

      Excluir
  14. Oi Sergio, tudo bem???

    To aqui nesse dilema com a minha tambem, eu a comprei com duas hastes lindas, cheias de flores, um peso, como são pesadas as flores de Cymbidium né?!! ...
    Depois que as flores morrem, ela nunca mais deu flores, apenas dois brotos, que cresceram, ficaram bonitos mas nada de flores, rs . ha uns 3 ou 4 meses surgiram mais dois brotos, estao lindos, ai que eu vi alguma materia que você postou falando do cultivo dela, que eu a mudei de lugar, acho que ela aprovou, pq os brotos ja estao grandoes e bem bonitos. Agora é esperar para ver se vao florir, estou doido para que isso aconteca.

    Abraço, ate mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Denis, tudo bem?

      Poxa, que pena! Tomara que seu Cymbidium floresça novamente. Torço para que isso aconteça. Eles gostam de bastante luz, podendo inclusive tomar sol direto. A época de floração é principalmente no inverno. Boa sorte e muito obrigado pela visita!

      Um grande abraço!

      Excluir
  15. Boa noite Sérgio! Tenho uma cymbindium problemática também, rs. Acho que por uns 3 anos, após reponta-lá para um vaso grande nao tive nem sinal de flores... Há umas 2 semanas, enfim as hastes florais apareceram - 3, e os botões também. Mas estou achando que demora muito para as flores abrirem. E assim mesmo? Já me aconteceu em outras orquídeas

    ResponderExcluir
  16. Ja me aconteceu de os botões murcharem antes de abrirem... Por que isso acontece? Muito obrigada, Milena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Milena, boa noite! Tudo bem? Realmente, o desenvolvimento da haste do Cymbidium demora bastante. Até a abertura dos botões, leva bastante tempo.

      Quanto ao aborto dos botões, infelizmente acontece. Pode ser devido a uma mudança brusca de temperatura ou correntes de ar, não dá para saber ao certo. É bom evitar regar ou adubar os botões e as flores.

      Muito obrigado pela visita, um grande abraço!

      Excluir
  17. Sergio, qual a epoca certa do cubidiun florir?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem? Os Cymbidiums começam a emitir hastes florais agora no outono, sendo que o inverno é o pico da floração! Muito obrigado pela visita e participação!

      Um grande abraço!

      Excluir
  18. Olá !!! adorei as dicas... minha cymbidium esta cheia de botões, alguns deles amarelaram e cairam da ponta da haste, mas os outros estão grandes e nao vi mais amarelar, estou confiante que eles irão abrir mas estão demorando muito para abrir, e tem hastes que estão apontando ainda, quanto tempo leva para os botões começarem a abrir ?? estou muito ansiosa ....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem? Que legal, parabéns! De fato, os botões demoram bastante para abrir. Não dá para dizer exatamente, já que depende das espécies que compõem cada híbrido. Mas vale a pena esperar, são sempre belíssimas flores. Um grande abraço!

      Excluir
  19. Oi Sergio, blzinha??

    Olha só que coincidência, a 1 ano atrás estava eu aqui falando da minha Cymbidium, continua linda como sempre, hehe...
    Todos os passos para floração, como vc descreveu na materia, esta acontecendo. Um dia desses eu li a matéria e vc dizia quanto as goticulos nos possiveis brotos ou hastes, e realmente tem as gotículas, imagina minha felicidade??!! hehehe. Doido que minha filha mais velha dê flor hehe.

    Aprendo muito com você .

    Abraçao.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Denis, tudo bem?

      Que ótima notícia, muito legal! Parabéns pela floração da sua filha! Adorei saber que tudo está correndo como o descrito. Boa sorte e que venham muitas outras em breve! Muito obrigado por compartilhar este momento especial!

      Um grande abraço!

      Excluir
  20. Boa Tarde, Tenho a mesma dúvida, e ainda não sei identificar se é uma Haste Floral ou uma Raiz. :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde! Tudo bem? No começo, é meio complicado, mesmo. Após ver uma de cada, dá para perceber melhor a diferença, que está explicada no artigo. A raiz do Cymbidium, por ser uma orquídea terrestre, você raramente vê.

      Muito obrigado pela visita, espero ter ajudado!

      Um grande abraço!

      Excluir
  21. Olá Sérgio! Tudo bem?!

    Logo que cheguei de férias fiquei muito feliz ao ver que minhas orquídeas estavam super bem. Ficou sob cuidados de uma amiga, que deve ter me achado doida, pela lista de recomendações que deixei a respeito dos cuidados de minhas jóias!
    Mais feliz ainda fiquei quando vi minha primeira orquídea, que chegou a 7 meses, cheia de brotinhos. Fico igual boba , diariamente, acompanhando a evolução desses brotinhos, que também me instiga dúvida, se raiz ou haste floral… a espécie é Phalaenopsis.
    Esses brotos se parecem muito com raízes mas alguns nasceram para baixo e outros pra cima. Um deles já tem uns 15 cm e nasceu entre folhas e neste mesmo “entre folhas” já nasceram mais 3 brotinhos.
    Os dois que nasceram entre a última folha e o substrato nasceram voltados para baixo.
    Será que é possível ao menos um deles ser haste?
    Se for, quando é como conseguirei identificar?

    Obrigada.

    Grande abraço

    Cassiane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cassiane! Tudo bem? Por aqui, tudo certo!

      Que interessante, parabéns pelo cultivo e pelos brotos! De fato, em um primeiro momento, é difícil saber se são raízes ou hastes florais. Caso você consiga postar uma foto em alguma rede social, eu poderia ver e dar uma opinião. De acordo com a sua descrição, é muito provável que algum deles seja haste. Vamos torcer! De qualquer forma, só aguardando mesmo o desenvolvimento e observando se surgirão botões florais. Boa sorte!

      Um grande abraço!

      Excluir
  22. Oi Sérgio, tudo bem também!!

    Vou postar um foto dela no Facebook para você ver.
    Se acaso alguma for haste floral, qual o momento de prendê-la à vareta de sustentação?

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cassiane!

      Perdão pela demora, vou lá ver daqui a pouco! Vai depender da espécie, algumas orquídeas não requerem tutoramento com varetas. Já explico melhor após ver a foto!

      Um grande abraço!

      Excluir
  23. Olá Sergio,boa tarde!
    Recebi uma Cymbidium com as folhas secas e cortadas quase até o toco .Mas apesar de tudo ela parece saudavel, sua haste está verde(sem Flores) e tem até um broto verde.Eu não faço ideia o por que ela cortou as folhas.
    Gostaria de saber se tem algo que eu possa fazer para estimular o crescimento de suas folha.E tambem não sei por que as pontas na nova folhas estão secas (mas só as pontas) o que deve fazer tambem para que isso não ocorra mais?
    Muito obrigado!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Eugenio, boa tarde! De fato, as folhas dos pseudobulbos mais antigos vão amarelando, secando até caírem. É um processo normal. Novos brotos surgirão, com novas folhas. Para isso acontecer, basta continuar regando e adubando a orquídea normalmente. As pontas secas podem ser um indício de falta de umidade ou excesso de adubo. Ambos causam a desidratação das folhas.

      Imagine, eu que agradeço pela visita! Espero que sua orquídea fique bem!

      Um grande abraço!

      Excluir
  24. Linda me emocionei agora .. Maravilhosa parabens!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Eliane, tudo bem? Que alegria saber que gostou, muito obrigado pela visita e pelo comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  25. Nadir.
    Bom dia Sergio.
    Tenho diversas Cymbidium, pois o cultivo de orquídeas vira vicio, isso com certeza, quase todas florescem todos os anos, mas agora tenho um problemas com minhas princesas, diversos brotos novos estão apodrecendo, não sei porque isso esta acontecendo. tem alguma dica. obrigado.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nadir! Bom dia! Que pena, sinto muito. Neste período de chuvas intensas, é comum que as orquídeas sejam prejudicadas. Caso você possa protegê-las da chuva, seria o ideal. Este apodrecimento geralmente é causado por excesso de água.

      Um grande abraço!

      Excluir
  26. hola,,me llamo Ana, soy de buenos aires,, tengo dos cymbidiums y tengo una duda,, los bulbos dan flor solo una vez? o al año siguiente dan de nuevo el mismo bulbo?? gracias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana, tudo bem? Seja muito bem-vinda! Sim, os pseudobulbos antigos não florescem mais. Geralmente, eles perdem as folhas e secam. Mas continuam a fornecer nutrientes para os próximos brotos, que florescerão na próxima temporada.

      Muito obrigado pela visita!

      Um grande abraço!

      Excluir
  27. Olá!assim como os seus demais leitores fui contagiada com o vírus da orquidofilia ...a cymbidium e umas das minhas preferidas ,mas como você não consigo fazer elas flori.adorei a materia ,vou colocar as minha pra pegar um banho de sol!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem? Que bom saber que está animada com o cultivo das orquídeas. Espero que suas orquídeas floresçam em breve! Muito obrigado pela participação!

      Um grande abraço!

      Excluir
  28. tenho 2 cymbium e a 1 já fazem 6 anos que ganhei uma muda da qual nunca vi uma flor sequer sempre que via algo nascer achava que era flor mas nascia novas mudas e agora tem 2 hastes ou flor nascendo..vc poderia me dizer se e flor ou mudashttps://fbcdn-sphotos-f-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xpl1/v/t1.0-9/12923131_10209397865370766_5294829156591593072_n.jpg?oh=8bbaaa5590d3b3345e12998005adb50b&oe=57B64F48&__gda__=1468684914_371be60983f79a3c3476c29ddcca3b55

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem? Que pena, acho que ainda é meio cedo para sabermos. Em breve, você poderá perceber se é uma nova haste floral. Estou torcendo pela sua orquídea!

      Um grande abraço!

      Excluir
  29. Olá Sérgio! Existe algum período adequado para fazer o replantio dessa espécie? A minha possui muitos bulbos secos...
    Parabéns pelo blog! É encantador!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem? Que bom saber que gostou do blog! Muito obrigado pelo carinho!

      Sim, o ideal é fazer o replantio após o término da floração. Quando a temperatura aumentar, no início da primavera e quando a planta estiver emitindo novas raízes e brotos, é o momento ideal.

      Um grande abraço!

      Excluir
    2. Muito obrigada por tirar um tempinho para responder-me!
      Abraços!

      Excluir
  30. Olá, Sérgio!
    Tudo bem?

    Lá em casa temos uma orquídea dessa espécie há seis anos. Compramos ela já florida para dar de presente e somente após 5 anos é que ela floresceu novamente (foi ano passado). Moro no Sul e percebi justamente o que aconteceu com você: elas gostam de luz direta. Morávamos em um apto onde a planta não recebia muita iluminação e quando trouxemos ela para outro local, com luz direta e etc., foi que ela nos deu a honra de suas flores.
    Nos mudamos há um ano, e a coitadinha foi junto.. agora está próxima a uma janela, recebe luminosidade mas não da forma que ela gosta, e lendo seu relato, vi que coincidentemente a posição solar da minha casa também é oeste, ou seja, sol, sol e sol para a Cymbidium. Mas há um porém.. meu pai cortou as folhas da planta, não rente ao caule, elas tem uns 10 cm, diz ele que é "para dar força". Tenho receio que isso possa prejudicar o desenvolvimento da mesma. O que me diz? Outra dúvida, ela está no mesmo vaso que compramos (preto, de plástico), no entanto seu bulbo (não sei se é o nome correto)está bem próximo da borda do vaso. O que você me sugere, deixo assim mesmo ou tento mudá-la de recipiente?
    Um abraço e muito obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Keyni, tudo bem? Que bom saber que seu Cymbidium floresceu, após tanto tempo! Na verdade, esta planta não precisa ter as folhas podadas. Mas talvez o corte não comprometa muito, já que os pseudobulbos antigos não voltam a florescer. Esta orquídea gosta deste vaso alto e bem apertado. Você pode deixar onde está, por enquanto, para não interferir na floração do ano que vem. Espero que dê tudo certo. Muito obrigado pela visita!

      Um grande abraço!

      Excluir
  31. Olá! Sigo você no Instagram faz um tempo.
    Ano passado comprei uma cymbidium cricket sem flores. Uma muda adulta. Não sabia os cuidados e ela recebeu bastante sol o ano todo.
    Hj vi um "broto" diferente. Não sei se é flor pois está fora de época.
    Daqui uns dias te conto.
    Minha Brassia tb recebeu muito sol e deu 3 hastes de flores e cresceu muito em um ano. Está gigante.
    Agora estou cuidando melhor delas pois estou com mais tempo.
    Adoro suas fotos!

    Abraços.
    Si

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Simone, tudo bem? Que legal, muito obrigado pelo apoio! Parabéns pelas orquídeas floridas, que alegria saber que está cuidando bem delas! Muito obrigado pelo carinho do seu comentário e por dividir sua experiência conosco!

      Um grande abraço!

      Excluir