A mini Cattleya de Bateman


Mini-orquídea Sophrocattleya Batemaniana
Sophrocattleya Batemaniana

Os produtores de orquídeas vêm cruzando e selecionando plantas, ao longo dos anos, com o intuito de obter flores cada vez maiores e mais vistosas. Na contramão do mercado atual, o lendário orquidário Veitch produziu, em 1886, uma miniatura de Cattleya. Pela primeira vez, utilizou a Sophronitis coccinea em um cruzamento, planta de porte pequeno e cultivo exigente. O par selecionado foi a Cattleya intermedia. Resultou deste experimento a Sophrocattleya Batemaniana, híbrido primário de porte mini e beleza maxi. Seu nome homenageia o célebre orquidófilo inglês James Bateman.

Apesar de bastante antiga, esta é uma orquídea difícil de ser encontrada nos orquidários atuais. Acho uma pena, já que as possibilidades de cores são infinitas, dependendo da variedade utilizada no cruzamento. O exemplar da foto acima une o porte mini e o vermelho exuberante da Sophronitis coccinea tipo ao flameado discreto da Cattleya intermedia flamea. Fico imaginando como seriam os resultados com formas albas, caeruleas, orlatas ou marginatas.

Esta é a mini-orquídea que salvei de um desastre, quase causado por mim mesmo. Talvez devido a este incidente, um dos botões não se desenvolveu bem. Felizmente, o que sobreviveu compensou toda a espera e o stress

25 comentários:

  1. Que linda, Sérgio! Tenhos algumas pequenas e as mini-cattleyas estão na minha lista de desejos. Ontem minha Cattleya Hawaiian Wedding Song Virgin abriu seu único botão e sua beleza me deixou de queixo caído. Imagino-a em miniatura!! Vou ler tudo que tens publicado sobre as mini-cattleyas. Abraço...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alexia! Fico muito contente pela sua Hawaiian Wedding Song Virgin, parabéns! Imagino sua alegria. De fato, as mini-cattleyas são minhas favoritas. Boa sorte para a sua coleção!

      Muito obrigado pela visita e pelo comentário, adorei!

      Um grande abraço!

      Excluir
  2. Flor exuberante numa delicada orquidea!...
    Adorei a "genenalogia"...
    Parabéns!

    Abs
    Suely

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Suely! Que bom saber que gostou, de fato, achei a cor especial. Não sabia que era um cruzamento tão antigo!

      Muito obrigado pela visita e carinho!

      Um grande abraço!

      Excluir
  3. Confesso que estou sem inspiração nenhuma para escrever algo, mas a flor é tão digna de algumas letras: se mostra lindamente pronta para ser fotografada! É uma paixão de beleza! Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jalon, imagine! Compreendo perfeitamente, sou um grande admirador dos seus textos e poemas. Fico extremamente grato e honrado pela consideração da sua visita e de suas palavras! Que bom saber que gostou!

      Um grande abraço e tudo de bom!

      Excluir
  4. Que bela a orquídea que conseguiu salvar, valeu o stress com certeza.
    Em breve lhe mandarei algumas fotos das minhas e as devidas histórias.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Giba, que bom saber que gostou! De fato, esta foi por pouco. Aguardo ansioso pelas fotos e histórias das suas orquídeas! Muito obrigado pela visita!

      Um grande abraço!

      Excluir
  5. Maravilhosa Sérgio, que forma perfeita!!!!
    Uma jóia mesmo, sorte que o outro botão foi salvo!
    bom dia...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana! Bom dia!

      É verdade, essa foi por pouco. Da próxima vez, quem sabe venham mais flores. Que bom saber que gostou desta mini, muito obrigado pela visita!

      Um grande abraço!

      Excluir
  6. Oi Sergio
    Ela é simplesmente maravilhosa, cor , formato, os veios brancos que deu um charme, bem... é muito linda. Parabéns pelo cultivo.
    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bete! Pois é, também me surpreendi com a beleza desta flor. Que bom, fico contente que tenha gostado!

      Muito obrigado pela visita e comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  7. Olá Sérgio!
    Na contracorrente, eu também sou mais aficionado das "mini-Cattleyas". Esta sua, cujo híbrido desconhecia, é surpreendente e deslumbrante.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  8. Oi, Américo! Que legal, fico feliz em saber! De fato, lembro-me de belíssimas mini-Cattleyas da sua coleção! Esta, de fato, possui uma beleza diferente. Que bom que gostou!

    Muito obrigado pela visita e consideração!

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pela planta! Uma beleza!!! Abç.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Flávia! Que bom que gostou, muito obrigado pela visita!

      Um grande abraço!

      Excluir
  10. Poxa, Sergio, que texto lindo! Adoro ler sobre história de orquídeas e você conseguiu um texto informativo e bem escrito ao mesmo tempo. Fiquei com vontade de ter essa orquídea, agora.
    Abração,
    Fred

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fred! Imagine, você que é um gentleman! Mas que bom saber que gostou do texto, muito obrigado pelo apoio! Esta orquídea veio de um orquidário próximo de você, o Olímpia, do RS. A minha planta é pequena, chegou no começo do ano. Mas, assim que eu puder tirar mudas, reservo para você!

      Muito obrigado pela visita e pelo comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  11. Puxa, a sofisticada Sophrocattleya Batemaniana é um misto de beleza e cor amigo!
    Nosas, eu deveria ter vindo aqui antes para conferir tanta beleza!
    Desculpe a demora em vir admirar mais esta pequenina estrela tão deslumbrante e também temperamental não é mesmo?

    Linda postagem como sempre!
    Obrigada por nos encantar todos os dias amigo!
    Beijos e um final de semana maravilhoso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriana! Imagine, fique à vontade para aparecer quando quiser e puder. Aqui, você sempre é muito bem-vinda!

      De fato, gosto bastante da forma e cor desta orquídea. Fico feliz que também tenha gostado! Ela tem seus caprichos, mas desta vez fui eu que errei. O cultivo é bem tranquilo, espero fazer tudo certo na próxima vez.

      Muito obrigado pela sua visita e pelo comentário, sempre alto astral e carinhoso!

      Um grande beijo e um ótimo final de semana!

      Excluir
  12. Sergio,

    Que perfeição!
    Eu já fui em exposições de orquideas, elas são tao delicadas, deslumbrantes, cores, formas e algumas perfumadas.
    Uma paixão!

    Beijos de sua nova amiga - nº 200 (=100%*2) rsss...
    Sissym

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sissym! Tudo bem? Que ótimo receber sua visita e ler seu comentário! Fico contente que também goste de orquídeas. Muito obrigado pelo carinho e apoio!

      Beijos e tudo de bom!

      Excluir
  13. Oi Sérgio! Parabéns pelo blog,estou iniciando a minha coleção de orquídeas e já percebi que vou te visitar sempre. Tenho cattleya que já estão com as flores murchas, quais são os cuidados pós floração ? Eu preciso tirar a espata que gerou a flor ? Estou perdida ... rs Me ajuda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Josania! Que bom saber que está começando sua coleção, boa sorte! Também fico feliz pela sua visita aqui no blog. Após a floração, você pode cortar a flor, juntamente com a espata. Este pseudobulbo não florescerá mais. Depois disso, a orquídea começa a desenvolver um novo broto, que irá florescer no ano seguinte, via de regra. Espero ter ajudado. Qualquer dúvida, é só escrever!

      Muito obrigado pela visita e um grande abraço!

      Excluir