Mini-orquídea salva por um triz


Botões florais da mini-orquídea Sophrocattleya Batemanina
Sophrocattleya Batemanina

Esta é uma mini-orquídea, Sc. Batemaniana, cuja floração eu aguardava há bastante tempo, com muita ansiedade. É uma clássica miniatura de Cattleya, híbrido resultante do cruzamento entre Cattleya intermedia e Sophronitis coccinea. Ocorreu que, sem saber, quase acabei com a possibilidade de ver esta orquídea florida, ao menos neste ano.

Há alguns meses, venho acompanhando o desenvolvimento do novo pseudobulbo desta orquídea. No entanto, reparei que a folha estava crescendo totalmente enrolada, já há bastante tempo. Aflito com o que eu julgava ser uma anomalia, tive a infeliz ideia de desenrolá-la à força. Quase provoco uma tragédia. Dentro da folha 'defeituosa', desenvolviam-se, tranquilos e escondidos, dois botões florais menores que um grão de arroz. Não havia espata que os protegesse. A natureza, infinitamente mais sábia do que eu, havia proporcionado um ambiente seguro para o crescimento destes botões. E eu, o brucutu, quase destruí tudo.
Para minha sorte, percebi a tempo a presença dos botões e evitei a completa abertura da folha. Além disso, mantive a estrutura 'de costas' para as correntes de vento e os raios do sol. Com isso, paulatinamente, os botões foram se desenvolvendo e a folha, naturalmente, concluiu seu lento desenrolar. Na foto acima, eles acabam de vir ao mundo, oficialmente, apreciando a luz do dia e já do tamanho de uma semente de pistache. Além do susto, o episódio transformou-se em um grande aprendizado. Por mais que a nossa pretensão nos faça imaginar o contrário, estas pequenas orquídeas sabem exatamente o que estão fazendo.

30 comentários:

  1. Que linda!..amo botões de orquídeas...são como pequenos filhos que o ultrasom humano não desvenda! ...a flor quando se abre nos surpreende sempre!...

    Quando puder fotografe essa criança sorrindo para nós!...
    Suely

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Suely! Tem razão, que bela comparação! Adorei seu comentário, prometo que trago a foto da flor em breve!

      Muito obrigado pela sua visita e interesse!

      Um grande abraço!

      Excluir
  2. Eita que história, hein! Lembrou-me aquela do casulo, que a pessoa tentando ajudar arrancou a borboleta dele e atrapalhou o processo 'veementemente'!!! rsrssrs...Lindos 'botoizinhos'; vou esperar as flores! abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jalon! Que interessante, foi exatamente assim que eu me senti: arrancando a borboleta do casulo, antes do tempo! Hehehe! Pode deixar, em breve trarei as fotos das fores! Muito obrigado pelo interesse e comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  3. Nossa, ainda be que tudo deu certo, ias ficar muito triste.
    Uma vez eu comprei uma orquidea de uma india que ficava no centro de floripa ( ta certo que é errado comprar mudas assim. Coloquei numa palmeira fenix que tenho em frente de casa e foram anos sem que ele desenvolvesse. Até que ela abriu, uma cor rajada, muito diferente meio amarronzada cm o miolinho lilás. Ela abre no final do ano e estava saindo pra passar o mês na praia e na corrida cortei um galho com flor pra levar pra lá, afinal esperei tanto por este momento. Assim que entro no carro percebo que a planta estava cheia de uns bichinhos verdes pequenos, bonitinhos e quase morri de pena deles, posso ter acabado com uma espécie, rs, mas a consciência pesou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana! Pois é, esta foi por pouco. Mas foi bom para aprender a não importunar tanto as minhas orquídeas! Também fiquei com pena dos bichinhos verdes, mas são coisas que acontecem! Imagino que seja uma linda orquídea, pela sua descrição. Adorei ler seu comentário e ouvir sua história. De fato, às vezes fazemos coisas que atrapalham, mesmo sem a intenção!

      Muito obrigado pela sua visita!

      Um grande abraço!

      Excluir
    2. Sergio, achei a postagem de 2009 com a foto da orquídea.
      Infelizmente alguém foi cortar a grama e cortou um pedaço dela e ela nunca mais se recuperou, acabou morrendo.

      http://www.jeitodecasa.com/2009/12/uma-orquidea-e-dois-cartoes-lindos.html

      e sobre estudante morar em ap alugado sei bem como é, tenho meu filho em outra cidade. Aí não queremos furar a parede pra colocar um quadrinho porque depois tem que devolver tudo certinho e por aí vai... ele já esta morando no terceiro apê

      Excluir
    3. Oi, Ana! Mas que orquídea linda! E que floração espetacular! Estou sem palavras. De fato, esta é uma orquídea típica da região sul, a Cattleya tigrina, também conhecida como leopoldii. Imagino o perfume, deve ser maravilhoso. Que pena saber do triste fim dela... Muito obrigado por compartilhar, adorei!

      Quanto ao apartamento de estudante, concordo com você. Não vale a pena fazer alterações, já que é algo tão temporário.

      Abração!

      Excluir
    4. Fui a orquídea mais perfumada que conheci. Pena, não sabia o nome dela, obrigada!

      Excluir
    5. Ah, mas haverá outra oportunidade para tê-la, Ana! Imagine, de nada!

      Excluir
  4. E uma delicia observar o crescimento delas, tenho algumas aqui crescendo e fico corujando todos os dias ....amo...bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Angela, é verdade! É uma terapia e tanto, também fico observando e fotografando cada detalhe do desenvolvimento destas orquídeas. Que ótimo vê-la por aqui, muito obrigado pela visita!

      Bjos e tudo de bom!

      Excluir
  5. Sergio, já fiz várias destas.

    Eu aprendi a lição. Quem tem que aprender agora é minha esposa, que volta e meia faz uma destas.

    Eu já acho que nem devemos ficar pegando muito nas flores... sei lá porque, mas acho que não

    Abração amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luis! Acho que você tem razão, o melhor é evitar muita interferência. Eu também aprendi a lição, contento-me em tirar fotos e torcer pelo melhor!

      Que ótimo receber sua visita e ler seu comentário. Estou adorando as novidades no Orquidário Faísca!

      Um grande abraço!

      Excluir
  6. Por um triz! Tenho muitas mini-orquídeas que ganhei de presente e ainda não identifiquei e nem vi nenhuma flor, mais sei que uma é amarela, como assim me disseram, fico aflita e verifico quase todo dia com muito cuidado se há algum botão ou flor, realmente a natureza é muito sábia!

    Beijos,
    www.hortaladecasa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jaqueline! Pois é, essa foi por pouco! Também fiquei super curioso para saber quem são suas orquídeas. Mas tenho certeza de que, com o tempo e dedicação, todas florescerão e serão identificadas. Boa sorte! Muito obrigado pela sua visita e comentário!

      Um grande abraço!

      Excluir
  7. Oi Sergio, já fiz isso também!!! Precisamos ter mais paciência com nossas plantas rsrsrs... A minha eu consegui machucar a folha inteira que acabou secando. Meu marido sempre fala uma coisa que por muito tempo pensei que fosse besteira, mas agora... Ele diz: não mexa que ela se vira "sozinha"!!! É bem por aí.
    Bjs e bom final de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Márcia! Pois é, acho que seu marido tem razão! No fim, elas se viram mesmo. Se bem que é difícil resistir à tentação de ficar olhando todos os dias e dar aquela cutucada!

      Que ótimo receber sua visita, muito obrigado pela consideração!

      Um grande abraço e um ótimo final de semana para você também!

      Excluir
  8. Olá Sérgio!
    Espero poder ver e apreciar essa que será uma bonita floração, pois os seus 2 "progenitores" são maravilhosos. É natural e acontece-nos a todos que, algumas vezes, somos traídos por "excesso" de zelo, tentando fazer o melhor. Mas sempre a natureza se disponibiliza a dar-nos o seu melhor.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Américo! Pois é, muito bem observado! Eu comprei esta mini-orquídea justamente de olho na beleza dos pais! Vamos ver como sairá, estou curioso, embora já tenha visto alguns exemplares na net. Concordo com você, esse excesso de zelo é que atrapalha. Mas às vezes é difícil resisir!

      Muito obrigado pela sua visita e pelo comentário, sempre tão atencioso!

      Um grande abraço!

      Excluir
  9. suas cronicas sobre as orquideas ainda vão resultar num lindo livro. parabéns, adorei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Margarida! Imagine, é muita gentileza sua! Mas fico muito contente por saber que está gostando. De fato, escrever sobre estas experiências tem me feito um bem enorme.

      E que ótimo vê-la por aqui, muito obrigado pela visita e pelas palavras de incentivo!

      Um grande abraço!

      Excluir
  10. Olá,Sérgio!
    Ô,meu amigo, sei bem como são essas coisas,pois eu mesma,algumas vezes, já tentei "interferir" no desenvolvimento de algumas plantinhas e acabei criando confusões...(Rs...) Mas eu te entendo,pois sei que é essa nossa ansiedade que nos faz pensar que dando uma "ajudazinha" na natureza sempre conseguiremos resultados melhores e mais rápido,né? Mas o que funciona mesmo é aquele antigo ditado "vivendo e aprendendo"...E que bom que no final tudo deu certo e esta pequena orquídea conseguirá dar à luz à suas belas flores! Mas aproveito a minha visitinha de hoje pra te agradecer pela tua lembrança do "dia das mães" e pelos teus comentários gentis e carinhosos que sempre me animam e trazem alegria...Muito obrigada!!! Mas não imaginas como me lembrei de você neste final de semana passado! Estive viajando com minha família fora do Brasil, como se fosse num sonho,pelas terras lindas e floridas da Holanda, onde tivemos a benção maravilhosa de conhecer os famosos campos de tulipas holandesas...Um verdadeiro paraíso para todos aqueles que amam a natureza! Estivemos também visitando por lá um incrível e genuíno parque chamado de "Kokenhof",onde canteiros belíssimos de tulipas e de outras lindas flores simplesmente encantaram os nossos olhos...A beleza é tão grande que tudo parece mesmo um incrível sonho! Por lá,visitamos também as estufas onde eles criam muitas espécies de maravilhosas orquídeas...Lembrei logo de como você iria adorar conhecer um lugar tão lindo e especial como esse! Mas assim que der, vou postar as nossas fotos lá no bloguinho...Tenho certeza que você vai gostar muito!
    Tudo de muito bom e o meu abraço grande pra você!!!
    Teresa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Teresa! Pois é, nós sempre acabamos aprendendo algo com estas criaturas abençoadas que são as plantas, não é mesmo?

      Mas que viagem maravilhosa esta que você fez! Fiquei encantado com a sua descrição. Através do seu texto, imaginei-me passeando pelos campos de tulipas e estufas de orquídeas. Um sonho dourado, com certeza!

      Fiquei curioso para ver as fotos, aguardarei ansiosamente sua publicação no blog! Muito obrigado por compartilhar esta experiência única!

      Um grande abraço e tudo de bom para você também!

      Excluir
  11. Parabens Sergio muito lindas as suas cronicas quado se falam das orquideas, das tulipas pois tudo isso é presente de Deus a natureza e todas as outras coisas, parabens mesmo e sucesso pra vc meu amigo pois as plantas tbm são criaturas que Deus criou.
    ha me visite mais vezes espero por seus comentarios acessa aí

    http://juniorcis.blogspot.com
    http://junior-juniorcis.blogspot.com

    grato

    junior

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Junior! Tudo bem? Fico contente por saber que está gostando, muito obrigado pela sua visita!

      Um grande abraço!

      Excluir
  12. Botões lindos, Parabéns pelo belo cultivo.
    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bete! Eu e os botões, não é? Mas que bom que gostou, muito obrigado pela visita!

      Um grande abraço!

      Excluir
  13. Respostas
    1. Oi, Boris, que bom que gostou! Muchas gracias! Un abrazo!

      Excluir